Tag: futuro (page 1 of 3)

Uma nova visão de homem pode salvar o mundo.

Nossa sociedade cria pessoas para ficarem doentes, acho que isso todo mundo já está a par, mas por quê?

Se você não está agora, provavelmente já esteve ou vai ficar estatisticamente falando.

É muito difícil atingir um equilíbrio em nossas vidas, há muito o que  fazer, muita coisa pra pagar e pouco tempo para recuperar as energias.

São desejos implantados em nós toda nossa vida, vontades/necessidades essas que não buscam uma vida equilibrada, não pensaram nisso na sua criação, o que acontece é uma busca incansável por algo que muitas vezes não existe, ou é simplesmente impossível.

Na primeira palestra do curso de psicologia que participei um dos palestrantes mencionou estudar a psicologia positiva, que seria uma nova, mas na verdade esquecida visão do homem, ou melhor, de seu entendimento, ele focaria apenas em melhorar o indivíduo e não tratar a doença em si.

Depois de um tempo comecei a pensar que tipo de visão de homem deixaria a humanidade equilibrada, existem armadilhas que são óbvias para muitos, como por exemplo a busca do príncipe encantado, o corpo perfeito, uma vida materialista, mas mesmo assim, talvez pela falta de julgamento ou senso crítico, quase nunca trabalhada nas crianças, ainda temos uma grande porção da população que acredita nesse, vamos dizer assim, conto de fadas, nesse plano belo, porém irreal.

Na psicologia é chamado de Shouldism ou deverismo quando acreditamos no que deveríamos acreditar e não no que de fato nos satisfaz.

Acreditamos em muitas ilusões e muitas delas nos satisfazem por um tempo, mas a falta de enfrentamento e atrito com essas realidades nos causa angústia.

Vivemos em um mundo que nos adoece, que demanda tempo demais, esforço demais, e nos deixa em alerta o tempo inteiro, criando poucas oportunidades para sermos nós mesmos, de tirar todo o peso que colocam em nós e os que deixamos colocar também, até acrescentamos nós mesmos.

É peso demais.

 

Autoconhecimento é algo fundamental na vida de qualquer um, mas para isso é preciso pausar, desacelerar, olhar para dentro, mas hoje em dia trabalhamos mais para ganhar o mesmo que nossos pais, tudo ficou mais caro, principalmente no Brasil, e o custo da sobrevivência aumentou.

Quando se está encurralado você não pensar em resolver suas questões, há muitas preocupações, e o ciclo continua, e todos deixam a saúde mental de lado, o autoconhecimento e a satisfação de ser quem você gostaria de ser é deixado de lado e gradativamente esquecido.

Para o ser humano do futuro nascer, ou melhor, ser projetado, seria preciso criar uma sociedade, uma cultura em que a necessidade de se preocupar com a sobrevivência fosse vencida, e a partir daí outras questões e desafios entrariam na vida dessa pessoa, veja você, como é diferente a vida dos europeus e outros países de primeiro mundo, as prioridades são totalmente outras.

Viés otimista é o nome dado para quando imaginamos algo, um mundo, um homem, e tentamos construir essa ideia que não é realidade ainda e essa qualidade é encontrada em todos os líderes.

Essa mudança já começou, mas vai demorar bastante até alcançar metade da população, ela deve ser projeto, assim como os acordos ambientais, a humanidade deveria se juntar para criar o ser humano do futuro também, espalhando conhecimento e fórmulas que dão certo.

Talvez com a colonização de Marte e a Lua enxergaremos a noção de planeta, de raça humana, de que não dá pra colonizar Marte do jeito que fizemos na Terra. Temos que ser o melhor de nós lá e em tantas outros lugares que a humanidade ainda irá explorar.

O que chegar em Marte fará com o planeta Terra?

Marte é o nosso planeta vizinho, o mais próximo deles, tem um tamanho parecido e tudo indica que havia água no estado líquido por lá não se sabe quando, e a humanidade está trabalhando para colonizar esse planeta, antes da Lua que se encontra muito mais perto.

E para fazer isso vai ser uma verdadeira guerra, como o seu próprio nome sugere, o Deus da guerra, pois há muitos desafios a serem superados para se estabelecer uma colônia no planeta vermelho e percebi uma estratégia da empresa Tesla, ou melhor, das empresas do Elon Musk.

Continue reading

Nos tornaremos todos preguiçosos com a automação?

Para Platão o cidadão deveria ser poupado de trabalho
Para Aristóteles quem precisa trabalhar não poderia pensar, o trabalho era considerado inferior e desgastante.

Os ricos apenas viviam a vida plena.

E os escravos faziam todo o serviço braçal.

Com os robôs essa era viria também.

Trocaremos os escravos de Roma por máquinas, e ficaríamos com a consciência limpa.

O autor do livro  Sapiens diz que se criará uma classe de inúteis no futuro com a automação, eu diria que será uma nova de foco no ser humano, no desenvolvimento e criatividade.

No livro Despossuídos, de Ursula D. le Guin ela fala que as pessoas deverão fazer trabalhos bestas e farão pelo simples fato de poderem ter contato humano, e se divertirem com isso.

Na idade média os principes que não eram primogênitos não tinham nada para fazer e muitas vezes iam pra artes, pois, como todos sabemos, a arte preenche a alma, e focar em algo, em um trabalho ou prazer pode ser muito compensador.

Agora, quem iria ser inútil numa era em que se poderia fazer qualquer coisa, seja no mundo real ou virtual?

Vídeo: Robôs merecem direitos? E se tiverem consciência?

Continue reading

Quão importante é a fé? O que ela muda em nossas vidas?

O que é Fé? Todos temos no fundo ou quem não acredita em Deus não tem fé?

Muitas pessoas confundem a palavra com muitas coisas, mas vamos esclarecendo o que ela é a priori, e vamos tirar um explicação do wikipedia;

“Fé (do Latim fide)[1] é a adesão de forma incondicional a uma hipótese que a pessoa passa a considerar como sendo uma verdade[2] sem qualquer tipo de prova ou critério objetivo de verificação, pela absolutaconfiança que se deposita nesta ideia ou fonte de transmissão.”

Agora ficou um pouco mais fácil de entender. Então ter fé é acreditar em algo que não há provas para acreditar, apenas acreditamos.

Até o mais dos céticos pode ter um pouco de fé em si, ela pode ser algo fora do nosso controle. Muitas vezes as pessoas acreditam que algo vai acontecer com elas, sem base em nada, apenas um pressentimento, que pode ou não ter validade futura, e isso também é fé, otimismo as vezes pode se encaixar na fé.

O tempo não é linear, apenas experienciamos dessa maneira, o passado, presente e futuro são uma coisa só, e muitas vezes algumas pessoas pensam prever algumas coisas, e elas podem estar certas, mas não temos como provar isso hoje em dia.

Mas imagine o seguinte, se o tempo não é linear e nossas ações podem mudar o futuro porque não pensar que tudo vai dar certo?

Continue reading

10 coisas que nós acreditamos que nos farão felizes porém não fazem


As dez coisas que nós acreditamos que nos farão felizes, porém não fazem, é um texto do famoso monge budista francês Matthieu Ricard – que, para quem não se lembra, já foi apresentado como “o homem mais feliz do mundo” e já foi palestrante do TED sobre felicidade. Se a gente olhar bem e for sincero, vamos perceber que todos buscamos algo que está nessa lista, estamos perseguindo algo que fatidicamente não nos tornará feliz – e muitos de nós estamos atrás de mais de um dos itens (e é um pouco assombroso pensarmos que podem existir pessoas perseguindo todos esses itens).

PhD em Genética Molecular no Instituto Pasteur, Matthieu Ricard não se dedica mais à vida acadêmica, é hoje tradutor francês do XIV Dalai Lama, membro do Mind & Life Institute, dedicado a pesquisas para a compreensão científica da mente, e é o principal coordenador da Associação Karuna-Shechen, dedicada à educação e serviços de cuidado para as pessoas mais velhas. As dez coisas que nós acreditamos que nos farão felizes, mas que não fazem, segundo Matthieu Ricard, são:
1. Ser rico, poderoso e famoso.
2
. Tratar o universo como se fosse um catálogo de pedidos para os nossos caprichos e desejos
3
. Desejar a “liberdade” para fazer tudo o que vem à mente. (Isto não é ser livre, mas escravos de nossos pensamentos).
4
. Buscar constantemente nossas sensações prazerosas, uma após a outra. (as sensações de prazer rapidamente se desfazem e se tornam até chatas ou desconfortáveis).
5
. Querer nos vingar de forma maldosa de qualquer pessoa que tenha nos ferido. (ao fazer isso nós nos tornamos tão ruins quanto eles, e envenenamos nossas mentes).
6
. “Se eu tivesse tudo, certamente ficaria feliz”, ou “Se eu tiver isto ou aquilo, eu posso ser feliz.” (tais previsões não são geralmente corretas).
7
. Querer sempre ser lisonjeado e nunca enfrentar qualquer tipo de crítica. (o que não nos ajudará a progredir).
8
. Eliminar todos os seus inimigos. (A animosidade nunca nos trará a felicidade).
9
. Nunca enfrentar as adversidades. (Isto nos faz fracos e vulneráveis).
10
. Enfocar os nossos esforços em apenas cuidar de nós mesmos. (o amor altruísta e compaixão são as raízes da verdadeira felicidade).

Veja também esse outro vídeo incrível dele.

TO GO WITH AFP STORY IN FRENCH BY ANNE-MARIE LADOUES: "Matthieu Ricard: la magnificence des JO contraste avec la terreur au Tibet"-French buddhist monk and writer Matthieu Ricard poses on August 9, 2008 in Paris. Matthieu Ricard, who is also the French interpreter of the Dalai Lama, was born in 1946 in Paris. The Dalai Lama kicks off Tuesday an 11-day visit to France that threatened to spark a crisis between Paris and Beijing, until President Nicolas Sarkozy quashed speculation he would meet the Tibetan spiritual leader. AFP PHOTO OLIVIER LABAN-MATTEI (Photo credit should read OLIVIER LABAN-MATTEI/AFP/Getty Images)

_____ Fonte: Fluindo

O Skate Anti-Gravitacional do Filme “De Volta Para o Futuro” Agora Existe, ou Não.

“O que começou como um projeto de verão em 2010, o Programa de Pós-Graduação MIT Física evoluiu para um dos produtos mais emocionantes independentes a serem desenvolvidos fora do MIT desde as baterias de alta potência de lítio-íon desenvolvidas por Yet -Ming Chiang , em 2001. A equipe é composta de especialistas em ciências, Eletricidade e Magnetismo que já resolveu uma parte importante de um dos mistérios da ciência : a chave para a antigravidade.

A equipe HUVr Board , em última análise visa melhorar a eficiência, rapidez e sustentabilidade do transporte de massa . No entanto, ao invés de gastar mais alguns anos fechado do mundo , enquanto o investimento em pesquisa e desenvolvimento , a equipe e os nossos investidores de classe mundial tem trabalhado para mudar a economia de P & D pela comercialização deste produto de consumo emocionante , a fim de financiar o curso de P & D.”

Embora seja relativamente claro que estamos lidando com um golpe promocional , ele continua a ser visto se há alguma verdade para as aspirações de HUVr ou se há uma marca por trás das manobras anti -gravitacionais .

Veja um video explicativo abaixo.

Continue reading

Essa Cidade Quer Ficar Sem Carro Nenhum em 20 anos

Viver nesta época é um momento emocionante . Os avanços tecnológicos têm acelerado a comunicação ao redor do mundo , e de fato, um deslocamento de recursos para alternativas mais sustentáveis ​​continua a ser implementadas em um ritmo crescente . Quem diria que trinta ou até mesmo 50 anos atrás que os carros sairiam tão rapidamente de moda , em favor de modos alternativos de transporte mais sustentáveis ​​?

No entanto, é exatamente isso que está acontecendo na cidade alemã de Hamburgo. O conselho da cidade divulgou recentemente que tem planos para desviar a maior parte de seus carros das principais vias da cidade em 20 anos . A fim criar o que um dia vai ser uma grande rede verde, as autoridades locais estão se conectar pedonais e ciclo vias , o que é esperado para suavizar interior da cidade o fluxo de tráfego .

Ao todo, a cidade mais setentrional está planejando para expor novas áreas verdes que vai colmatar parques existentes, hortas comunitárias , e cemitérios com outro . O objetivo é reunir as saias exteriores de Hamburgo e permitir que os pedestres e ciclistas para chegar a todas as áreas da cidade a pé.

Continue reading

PhoneBloc, o Primeiro Celular Feito pra Durar

No mundo são produzidos cerca de 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico por ano.

Phoneblocs – Mudando o mundo um Phonebloc de cada vez

Será que o vídeo Phonebloks fala com você? Você consegue se ver usando um telefone modular que você mesmo pode montar? O que você entende com dessa idéia? Phoneblocs é dedicado a espalhar a idéia sobre o projeto inspirador de Dave Hakkens.  O projeto está pedindo a colaboração de todos nós para acabarmos de uma vez com o lixo eletrônico derivado dos celulares.

Blocos de telefone são componentes individuais, montados em conjunto para criar algo maior. Da mesma forma, o movimento Phonebloks está trabalhando para afetar a mudança enorme em um nível global, mas só vamos atingir o nosso objetivo maior se número suficiente de pessoas se juntar a nós.

phone-blocs-components-e1378878462791

Pense em todos os telefones celulares você ter jogado fora em sua vida, e a quantidade de resíduos que tem causado. E se você pudesse simplesmente substituir um componente individual de sua Phoneblok (a blok) se falhar ou se tornar obsoleto? Acreditamos que outros compartilham a mesma visão, e que eles se juntem a nós em tornar o mundo um lugar melhor.

Se você gostaria de dar uma olhada mais de perto o funcionamento interno do, você pode encontrá-los na seção de imagens Phonebloc. Se você está mais interessado em nossa missão a longo prazo, você pode encontrar leia sobre isso aqui.

Por favor, espalhe a palavra, como nossa página, tweet isso, e continuar a fazer do mundo um lugar melhor!

– Phoneblocs Equipe

Site Oficial: http://www.phoneblocs.com/

Dica do Leitor Vinny Mellis

Homo Technologicus, A Humanidade Transcendendo-se

A vida na terra se mostrou através de todas as gerações e tipos de especies algo evolutivo,que se adapta, e o ser humano não escapou disso, apesar de tanto pensarmos não estar mais conectados com o planeta.

Muitos ainda pensam: “nós e o resto dos animais”.

Entramos numa fase da humanidade em que finalmente temos a capacidade de guiar o nosso curso evolutivo, podemos escolher quem seremos, claro, hoje em dia ainda temos algumas dificuldades, mas podemos adaptrar nossos corpos para que seja de nosso agrado, para que se encaixe melhor no que o zeitgeist da beleza ou do status está apontando.

É incrível como no fundo agimos como animais ainda, animais emocionais.

Todo ser humano tem medo da solidão, posso dizer seguramente que o ser humano nasceu para viver em bando, ele quer ser aceito, pois se criou o medo da exclusão e o pensamento individualista nos faz pensar: “se eu não ajudaria ele, ele provavelmente não vai me ajudar”, e esse terror imaginário nos assusta muitos dias de nossas vidas. Uma pena apenas esse medo nos privar de muitas coisas boas.

Continue reading

Older posts
Facebook