Video: As 5 Emoções primordiais, saiba como elas funcionam e aprenda a sentir

1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 1 Email -- Filament.io 1 Flares ×

Não existem emoções negativas, o  que existe são reações a essa emoções que as transformam em algo negativo.

Nossas emoções são naturais, não controlamos se a sentimos ou não, mas escolhemos o que fazemos com elas.

Elas querem nos dizer algo, mas nossa relação com nossas emoções não são das mais transparentes, pois evitamos umas, condenamos outras, e ainda tem umas que engrandecemos, mas será que isso é certo? Devemos mesmo evitar certas emoções, algo tão natural?

As 5 emoções que sentimos são:

1- Tristeza – Quando reprimida se torna em depressão, você controla a tristeza, mas a depressão controla você

2- Raiva – Quando reprimida se torna Ira, você controla a raiva, mas a Ira controla você

3- Inveja – Quando reprimida se torna Ciúmes, você controla a inveja, mas o ciúme controla você

4- Medo – É fruto da Quinta emoção, o Amor.

Vendo nossas emoções nesse espectro podemos ver que a melhor maneira de lidar com elas é entendo como elas funcionam e como isso afeta nossas vidas.

Freud foi o primeiro a descobrir que somos seres emocionais e não seres racionais, por mais que consigamos pensar e planejar, nossas decisões são totalmente influenciadas pelas nossas emoções, e também o modo com que vemos o modo é moldado por elas.

Posso citar um exemplo aqui, se você é dominado pelo ciúmes, qualquer relação sua está condenada ao desequilíbrio, pois você sempre vai querer mais e não vai deixar a pessoa que gosta sair daquilo que você acha correto, acabando assim deixando o ciumento sempre cansado, nervoso, estressado, e provavelmente até gerando raiva que pode vira Ira depois.

As emoções são coisas entrelaçadas, como mostrado de forma bela no filme de ficção cientifica espanhol “EVA” (Leia a Sinopse)

photo-eva-14

Se você diminuir a raiva, você aumenta o amor, é tudo conectado, afinal, somos uma coisa só.

Vejam o filme, vale muito a pena.

emotions-five-5-angry-fear-love

2 Comments

  1. Enfim o q eu irei contar vai parecer mentira mas me sinto no dever de contar isso. Eu tive esse conceito de n sentir raiva e então passei boa parte dos meus dias retirando a raiva de mim.Acredite ou n eu consegui, n sinto raiva mais, qual é o resultado n sinto amor mais tmb! Hoje em dia me esforco para voltar a sentir raiva novamente,hj estou voltando a sentir raiva(eu sei q falar assim é estranho rs).A questão toda esta pra onde vc joga a raiva, VC pode usa-la para se levantar contra uma injustiça, pode usar para sair de um questão ruim.Eu tmb n sinto inveja(sei q VC n ta acreditando) senti uma vez apenas na minha vida toda,resultado n sinto gratidão e pior amei alguem perdidamente e vi essa pessoa sendo conquistada por um amigo meu e n senti ciumes algum (nem sei se ciumes era o q eu devria ter sentido) deixei ela ir nunca mais a vi, obvio q n foi apenas pelo ciumes mais por outros problemas psicológicos q tinha na época. A lição q eu tirei da vida no q se refere a esses sentimentos ditos ruins,e q o melhor é VC aprender a direcionalos a algo bom e n os destruir. Caso alguem queira seguir o caminha de extinguir os seus sentimentos apenas digo, vá devagar!(N sou de impor minhas verdades) Vai retirando aos poucos a raiva e vá vendo se o seu “amor” cresce. Sentimentos são o bem mais precioso q nos temos vá com cuidado no q se refere a mudança e/ou erradicação dos mesmos.

    • Perfeito Gabriel, e acredito sim em você, eu mesmo perdi a raiva também, há muito tempo li um livro de reiki que na primeira pagina falava para perder os sentimentos negativos, e conseugui perder a raiva a partir dai. Também entendo essa questao de nao conseguir amar, afinal, a quando se disntacia de vc mesmo vc se distancia dos outros, falta conexao, e só as emoções pode dar isso.

      E realmente devemos abraças as emoções, pois sem elas perdermos nossa humanidade e ficaremos distantes e com o sensacao de solidao

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 1 Email -- Filament.io 1 Flares ×