Vamos Festejar? Brasil, País de “Ricos”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

Reuni alguns dados de jornais, revistas e sites oficiais para ver como nós, brasileiros, temos motivo pra festejar o ano todo.
abaixo apresento algumas informações recolhidas:

Segundo o matemático gaúcho Gilberto Flach, em matéria publicada no Jornal Meia Hora, a grande diferença entre Brasil e China é de apenas uma ponte.

Explico:
Em junho de 2011 o governo da China inaugurou a ponte da baía de Jiaodhou, que liga o porto de Qingdao à ilha de Huangdao. Mais ou menos no mesmo tempo o DNIT (Departamento Nacional de Infra-instrutora de Transportes) escolheu o projeto da nova ponte do Guaíba, em Ponte Alegre.
Temos aqui um comparativo bem interessante:
A ponte chinesa tem 42km de extensão, custou R$ 2,4 bilhões para os chineses e ficou pronta em 4 anos.
Nossa ponte também ficará pronta em 4 anos e custará “apenas” R$ 1,16 Bi, porém tem apenas 2,9Km.

Traduzindo isso:
a china constrói uma ponte ao preço de R$57 milhões por km, enquanto nós, milionários idiotas brasileiros, pagamos R$400 milhões por km (7 vezes mais). Eles levam 35 dias pra fazer 1km, nós 503 dias (14 vezes mais).
“Os números informam que, se o Guaíba ficasse na China, a obra seria concluída em 102 dias, ao preço de R$ 170 milhões. Se a baía de Jiadhou ficasse no Brasil, a ponte não teria prazo para terminar e seria calculada em trilhões.” (Jornal Meia Hora)
Reforçando um pouco esse calculo, se a ponte chinesa fosse um projeto do DNIT custaria cerca de 16,8 TRILHÕES e levaria 21126 dias (pouco mais de 57 anos) pra ficar pronta.
Isso sem contar as fantásticas mudanças de governos que temos, onde um se nega a continuar o projeto do outro. Logo, gastaríamos em 4 anos de mandato de um presidente os nossos R$ 1,16 bi pra construir menos de 3km da ponte chinesa, que não seria acabada NUNCA e o dinheiro seria jogado fora!
E nós… Nós festejamos. Viva ao carnaval! Salve o pão e o circo.

Continuando com os dados:
O Brasil detém 14% da RESERVA MUNDIAL de água doce e mais de 50% estão nas regiões polares, restando assim uma quantidade relativamente pequena a ser dividida entre o restante do mundo. Ainda assim no Brasil se paga quase três vezes mais caro pela água do que na China, nos Estados Unidos e no Canadá, países que vêm logo atrás do Brasil em reserva de recursos hídricos.

As tarifas de telefonia no Brasil também estão entre as mais caras do mundo. Um brasileiro gasta em média 7,5% de seu salário com o celular, enquanto em Hong Kong, Dinamarca e Cingapura esse gasto não chega a 0,2% da renda média. No caso da internet, uma assinatura de banda larga exige 9,6% da renda de um brasileiro.
Vamos festejar agora ou quer saber sobre programação de qualidade na TV?

Outro dado bem interessante diz respeito à energia elétrica. No Brasil, 95% da energia gerada são por meio de usinas hidroelétricas, que além de não poluente têm a forma mais barata de geração. Nos Estados Unidos, Canadá e grande parte da Europa a energia é gerada por meio de termoelétricas, usinas à base de carvão, petróleo ou nucleares. Ainda assim, nós brasileiros festeiros, pagamos 60% a mais que eles para acendermos as luzes de natal.

O Brasil é o 15º pais em reserva de petróleo no mundo e o 9º maior produtor, sendo que temos uma grande reserva não confirmada, que nos deixaria em 7º lugar. Ainda assim nossa gasolina misturada e de péssima qualidade é 33% mais cara do que a excelente gasolina pura dos Estados Unidos.

Temos os carros mais caros do mundo também.
Um Camaro custa R$ 185 mil no Brasil, mas chilenos pagam o equivalente a R$ 89 mil e americanos, R$ 54 mil.
O Preço que nós pagamos em um Fiat Uno aqui no Brasil, daria pra comprar um Honda Civic na Europa. Enquanto compramos um Corsa aqui, com o mesmo valor os europeus compram um Hyundai i30.
Nossos juros são de cerca de 25% ao ano para financiar um veiculo, e quando encontramos uma taxa (ilusória) de 0,99% ao mês – quase 12% ao ano – ficamos rindo a toa, enquanto na Alemanha os juros são de 4%, nos EUA 8% e no Japão 6% ao ano.
A grande questão é que tudo no Brasil é muito mais caro. Um galpão na China custa R$ 400,00 o metro quadrado, no Brasil custa R$ 1,2 mil. O frete de Xangai a Pequim custa US$ 160,00 e de São Paulo a Salvador R$ 1,8 mil.

O carro 1.0 recolhe 27,1% de imposto, a faixa de 1.0 a 2.0 paga 30,4% para motor a gasolina e 29,2% para motor a álcool. E na faixa superior, acima de 2.0, o imposto é de 36,4% para carro a gasolina e 33,8% a álcool.
E ai? Vamos Sambar?

Mas com quem vamos reclamar? Com os nossos políticos?
Você acha mesmo que um cara que ganha 13,6 vezes mais que seu professor universitário vai se importar com isso?
Pois é… só nos resta esperar o carnaval.

Texto do Leitor Gustavo “Malk” Santos

4 Comments

  1. é uma honra poder participar!
    =]

  2. Favor corrigir essa informação. Essa ponte chinesa custou na realidade entre 11 e 16bi. Não me lembro da materia, mas inclusive ja passou no netgeo. Mais uma farsa que pulula na internet e o povo divulga sem buscar as fontes.

    • Me desculpe Luiz, mas a sua fonte de acordo com você é “entre 11 e 16 bilhões” o que não é muito preciso, e você mesmo não sabe aonde viu, aliás Natgeo não quer dizer é a verdade.

      Sabe, tentamos fazer um trabalho honesto aqui, até podemos errar em algumas informações e realmente peço que nos ajudem a consertar se houver algo, mas por favor Luiz, o seu comentário é uma contradição só.

      E também o que realmente importa é a mudança absurda de valores quando mudamos a ponte de lugar, o Brasil tem sim um lugar que cobra muito a mais no que deveria, posso citar os carros por exemplo, o Brasil também tem a Copa Mais Cara da História, com estádios que só vão ser usados na copa, o metrô da Avenida Paulista teve um reajuste de 900% na época, sem contar as represas, Belo monte e outras hiper-obras que estão acontecendo em solo brasileiro.

      Enfim, agradeço pelo comentário, é um momento de reflexão para todos nós.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×