Tag: ser humano

Documentário: Eu Maior – Higher Self

 

“Todos mundo quer renascer, mas ninguém quer morrer”

Qual é o seu Sonho?

make-dreams-come-true- sonho realizando balão www.destruidordedogmas.com.br

Eu já quis ser rockstar, organizador de shows, psicologo, mitólogo, cineasta, e quadrinista, eles nao param por ai, mas todos temos muitos sonhos do que aspiramos ser, ter, conquistar.

Muitos ainda não descobriram qual são os seus, talvez por não terem experimentado muito na vida, mas ainda vão achar, é um fato, acharemos algo que nos de prazer, mas não para carne…

Para a Alma.

Continue reading

Kymatica – Documentário Sequencia do Esoteric Agenda

 

Kymatica é um filme feito por Ben Stewart,um brilhante músico e filosofo, criador do filme Esoteric Agenda.

Na verdade Kymatica e a continuação do Agenda Esotérica (Esoteric agenda), onde fala sobre cimática (Estudo das ondas. Está associado aos padrões físicos produzidos pela interação de ondas sonoras em um meio.), praticas xamânicas, sobre a criação, como é feita a exploração do estado sobre o ser humano, inconsciente coletivo de Carl Jung,  repressão e sobre como estamos todos ligados.

É um filme belíssimo, muito parecido ao Zeitgeist.

Um documentário não só revelador, mas enriquecedor e de vital importância para toda a humanidade.

Playlist do Youtube com o Filme legendado
Download do documentário: Em torrent e com legenda em Pt-Br
Download do Documentário: EasyShare e com Legenda em Pt-Br

Disponibilizei esse filme também como um E-Book em pdf, para ler em tablets ou mesmo celulares. Vale muito a pena. Ebook Kymatica

A Educação, e a Nova Geração.


 

Já percebeu como existem algumas pessoas diferentes apenas e outras milhares que você provavelmente fica classificando em “divertida”, mal humorada” e outras coisas?!

Nós nascemos com infinitas variantes de personalidade, gostos, desejos e jeitos, até nossa fase adulta nós conseguimos batalhar para termos ainda nossa persona intacta e autosuficiente, mas sofremos golpes demais da mídia, de parentes ortodoxos, das religiões, e das culturas, tentaram nos dobrar a sua maneira, mas percebemos que ainda temos sonhos, gostamos de investigar e fantasiar sobre as coisas, nossa curiosidade continua lutando para perpetuar a faísca singular que temos em nós.
Mas infelizmente nossos sonhos são subjugados pela realidade fria e dominadora quando alcançamos a fase adulta, e pessoas que tinham muito potencial acabam por se corromper com as leis do mercado/sociedade, e aos novos valores impostos a essa nova era de sua vida, o leão se cansou de rugir e acabou apenas aceitando a comida que vem no mesmo horário todos os dias.

O que todas as pessoas querem, mas são desviadas por todos esses fatores citados acima  é o amor apenas, é a única coisa essencial e eterna em nossas vidas, quando criança queremos carinho e atenção, quando adolescente queremos nos enquadrar, e para isso nos sujeitamos aos padrões declarados na sociedade de como fazer isso, e muitas pessoas não conseguem sair dessa fase até o final de suas vidas, já quando adulto queremos nos projetar, ir estabelecendo nosso terreno, ter o poder de aplicar suas idéias seria uma dessas fases, mas ela foi apagada do plano que se tem para nós, e poucos conseguem alcançar essa fase.

Continue reading

O Homem e a Queda de seu Pedestal

Falar sobre o homem, a humanidade, é uma tarefa complicada. Isso, pois não estamos falando de um objeto visível à nossa frente, ou de uma bactéria em um microscópio ou qualquer fenômeno a ser testado. Nem mesmo do corpo enquanto esse conjunto de células que os biólogos e médicos tratam. Falar do homem é tornar-se objeto a si mesmo. Ou seja, é olharmo-nos no espelho, é ver o que somos, mas sabendo que somos nós mesmos quem questiona. Somos o ponto de partida e de chegada dessa questão.

O texto que escrevo aqui é introdutório dos temas que irei tratar com mais cuidado ao longo de minha contribuição para o blog. Assim, já destaco os riscos que correremos nesse caminho, preparando-nos para as discussões já feitas e para as que virão. Destruir dogmas, essa tarefa não é fácil. Temos que abalar suas estruturas, para que elas caiam por conta própria, caso o leitor assim o queira. Se estamos na física, na biologia, na química, etc., eliminar dogmas seria mais fácil, isso no sentido de que, assim que uma teoria se confirma ao longo dos estudos, pouco resta aos outros cientista senão adotar esse ponto de vista, nem que seja para tentar provar seu erro. Assim foi com as grandes viradas de nosso conhecimento, Galileu, Newton, Einstein, e isso para ficar nos mais conhecidos da física.

Agora, e quando nos passa pela cabeça aquelas perguntinhas já piegas de tão repetidas: o que somos? de onde viemos? Onde estamos? Por mais que pareçam ridículas, elas refletem algo que sempre nos incomoda. Respondê-las é difícil, pois se tratam de coisas que não estão facilmente a nosso alcance, e que não nos fornece dados diretos na realidade que vivemos. Assim, várias correntes, abordagens e teorias se formam na busca dessa explicação. Mostrar o erro de alguns pontos de vista depende cada vez mais da crença de cada um, ou dos poucos dados que pode obter. Principalmente quando perguntamos sobre nós mesmos. A Psicologia, que se propõe a estudar o sujeito humano (definindo-o de acordo com sua posição teórica e ideológica, mas que em geral refere-se a nós mesmos, pessoas, indivíduos, etc), é composta por inúmeras abordagens diferentes, cada um dando conta de alguns fenômenos sobre nosso psiquismo, mas deixando de compreender outros. Cada um prega um tipo de homem diferente, e fica difícil a tarefa de criticar cada corrente.

Continue reading

A Sociedade Perfeita, ou Algo Próximo

O que seria uma sociedade perfeita, ou que chegue perto pelo menos?

Com certeza seria algo que não dê chances para as pessoas se corromporem, como tirar vantagem de alguém, ou lucrar muito acima, mas como controlar tais desejos? Eles só iriam nascer da necessidade de ter dinheiro ou de valores distorcidos, como comerciais que mandam você ter algo sendo que é óbvia sua inutilidade.

E para que isso aconteça é necessário suprir de maneira adequada ou até razoável as necessidades básicas do ser humano, pois se formos ver a maioria das pessoas não querem no fundo do coração serem ricas e esbanjar futilidades, e sim alcançar uma felicidade mesmo que momentânea com objetos ou situações, mas descobrirão que essas felicidades são importantes, mas não essenciais, mas uma felicidade duradoura é o que no final fazem elas buscarem esses atalhos através de coisas físicas.

O Sistema de ensino e de saúde são duas coisas envenenadas por mentes auto-corruptas, onde não há valorização da criatividade e do potencial humano no sistema de ensino, matando assim qualquer possibilidade de uma visão horinzonal além das montanhas criadas por essas mentes, e o sistema de saúde atrapalhado pela burocracia e empresas farmacêuticas que envenenam as mentes dos médicos fazendo terem diagnósticos tendenciosos ao produto que dê mais lucro algumas vezes. É urgente um novo pensamento, ou talvez a capturação de antigos.

Se a lei da procura e da oferta como você disse é interessante, sim é mesmo, e muito, mas o capitalismo infelizmente não é feito somente disso, visa também o lucro, e o lucro por si só é algo que corrompe, pois abre as portas para suas necessidades futeis, e outras não tanto.

E o que poderia acabar com essa necessidade futil e a corrupção, a necessidade nasce da falta e da impressão de necessidade, a auto-corrupção dos valores distorcidos, então devemos acabar com as fontes deles, ou pelo menos direciona-los para que dê frutos bons. Já vimos que as pessoas mais estudadas ou de consciência maior não costumam ter muitos filhos, e em uma sociedade que não tem uma explosão populacional é muito mais fácil de prover suas necessidades, e provendo elas, não haverá necessidade de passar por cima dos outros e de lucrar, pois a felicidade com relação ao ambiente estrutural já estaria presente, e a educação respeitável também, o que levaria cada vez mais as pessoas a terem menos filhos e por conseguinte tendo menos trânsito também, que daria mais tempo para as pessoas aproveitarem suas vidas.

A robotização de trabalhos braçais é urgentes também, pois já passou o tempo de o ser humano automatizar várias coisas, coisa essa que não aconteceu devido a necessidade de ter empregados quase que obrigatória no mercado, e claro a outra necessidade de ter homens sem estudo, pessoas que simplesmente estagnam pelo conforto.

Se estamos pensando em uma sociedade “perfeita” é necessário que o ser humano trabalhe seu potencial ao limite e por vontade própria principalmente, pois toda pessoa quer fazer algo, não digo ser útil, pois esse “título” carrega muitas idéias que não é o que queremos alcançar aqui. Ser útil é uma vontade não um eufemismo para cumprir a agenda que a sociedade nos empõe sigilosamente.

Para alcançarmos o Übermensch de Nietzsche é preciso quebrar as barreiras limitantes no ser humano para mutualmente ser criado o ambiente perfeito para ele e o ser perfeito para criar um melhor ambiente, é um troca que ascende espiralmente.

Por enquanto acredito que apenas assim conseguiremos alcançar o que seria algo parecido com o Projeto Vênus.

A preocupação com o ser e seu ambiente.

Começar pelo lado mais frio do iceberg é acertar a ponta de forma mais efetiva e definitiva.

Obs: agradeço ao leitor Hiroshi John por ter me ajudado com seus emails a chegar a esse post, que foi uma resposta de um deles. Logo mais postarei os texto que ele me indicou.

Facebook