Tag: pensamento

Lista das 10 Áreas Menos Promissoras – Um Futuro Triste para o Pensamento.

A revista americana Forbes, levando em consideração o mercado de trabalho nos Estados Unidos, fez um ranking com as dez profissões menos promissoras. Foram usados quatro critérios: salário dos recém formados, salários dos profissionais mais experientes, taxa de desemprego entre recém formados e taxa de desemprego entre profissionais mais experientes. A pesquisa considerou recém formados os jovens entre 22 e 26 anos, e os mais experientes, os profissionais com idades entre 30 e 54 anos. Confira abaixo as dez profissões menos promissoras:

  1. Antropologia e Arqueologia
  2. Artes relacionada a vídeo e fotografia
  3. Artes plásticas
  4. Filosofia e teologia
  5. Artes
  6. Música
  7. Educação física
  8. Design gráfico
  9. História
  10. Literatura e letras

Continue reading

Reflexões ao final de mais um Ano

A vida é parecida com um jogo de xadrez. Cada movimento conta, cada peça cumpre um papel numa estratégia maior, desenhada para um objetivo. Cada movimento tem um valor muito relativo, visto isoladamente. É no conjunto, e somente ao final da partida, que se percebe que um movimento aparentemente trivial, lá no início ou no meio do jogo, criou as condições para a vitória. Ou pôs tudo a perder, a partir dali. Entretanto, envolvidos demais com cada lance, muitos perdem a visão de conjunto. E tratam o xadrez da vida como se fosse um jogo de dados, onde decide-se resultados em poucos segundos, a cada vez que se joga. No xadrez da vida, é claro que cada movimento conta, e merece atenção e respeito. Como degrau; como passo, em direção a um objetivo maior. Mas de modo algum como resultado em si mesmo. Tantas vezes algo parece trágico, somente para revelar-se cômico seis meses depois. E o que são seis meses? Fechados num olhar estreito, pequeno, tantos apavoram-se com problemas que parecem terríveis, insolúveis naquele instante em que estão sendo vividos. Estes mesmos, meses depois, riem de suas próprias atitudes e preocupações, tão sérias DURANTE, tão absolutamente pueris; depois.

Disputamos algo parecido com a Copa do Mundo, só que todos os jogos são consigo mesmo. O desafio é SEMPRE vencer a si mesmo, e os seus limites, nada mais. Nesse torneio, cada jogo é fundamental, porque são estes que permitem que se avance para a próxima fase. Mas somente o resultado geral pode realmente ser considerado um título. Até o último minuto da última partida, o resultado está aberto e você não sabe se será vencedor sobre si mesmo. A glória de uma goleada, lá no início da competição, pode mudar completamente de significado diante de uma derrota terrível no último jogo. A história não é feita apenas uma vez. Ela é revisitada, de acordo com tudo que acontece no futuro. A condenação recente de políticos famosos no Brasil mostrou que enquanto se está vivo, sempre há tempo para alcançar a glória ou colocar tudo a perder.

E mesmo depois da morte, as coisas seguem sendo reavaliadas pela luz dos acontecimentos no mundo. O herói de ontem pode ser mal avaliado pelos anos futuros. Quantos filmes você viu, interessantíssimos, foram estragados por um final descabido? A rigor, até que termine, você não sabe que filme está vendo. Porque a avaliação real não acontece durante. Só DEPOIS, só importa a avaliação quando acaba.

E quando acaba a partida, o filme, a vida; o que importam os números, o saldo de gols ou o saldo no banco, os carros na garagem ou a cobertura de luxo? Essa avaliação das coisas só interessa ao espólio; aos que ficam. Ao avaliado, àquele que fechou seu ciclo, o que interessa não está mais aqui. O que interessa é o que foi feito, o que foi vivido, o que foi realizado, o amor que se teve e o amor que se deu. O que interessa é o que foi compartilhado.

Na avaliação que se faz no durante, Van Gogh foi um fracasso e jamais vendeu um único quadro. Na avaliação de seu pai; Albert Einstein foi um funcionário público medíocre, o que era bastante coerente com as notas sem brilho que ele obteve na escola. Tudo que Einstein fez de importante aconteceu depois da morte do pai. Por esses dois exemplos extremos, fica claro que as avaliações terrestres são absolutamente precárias, incompletas e de um significado pífio, para dizer o mínimo.

O teste do tempo vai muito além de algumas dezenas de anos que compõem uma vida. As repercussões de qualquer vida vão muito além daquilo que se observa durante o seu desenrolar. As decisões que tomamos podem afetar muito mais amplamente do que imaginamos à primeira vista, nesse nosso tempo precário chamado “durante”.

Aos que tem certeza absoluta de que nada há além da matéria; confesso que não imagino o que possa importar, e provavelmente nem posso contribuir com algo que lhes interesse. Mas para aqueles que acreditam que “Somos seres espirituais vivendo uma experiência na matéria”; para os que crêem em qualquer espécie de transcendência; cabe bem esta reflexão ao final de mais um ciclo de um ano, buscando as questões efetivamente importantes; não as transitórias e passageiras:

Quanto do seu tempo e da sua vida foi efetivamente bem aproveitado este ano? Quanto de seu tempo foi dedicado ao que realmente importa, e quanto foi usado contando moedas e brigando por amendoins? Quanto tempo você dedicou àqueles que contarão, aqui, a sua história, quando você houver partido? Quanto tempo dedicou a conhecer a si mesmo, que, afinal, é o único que poderá contar a sua história, DEPOIS daqui? Você terá uma boa história para contar? Ou apenas uma enorme lista de justificativas?

Se a sua história terminasse agora, quantos testemunhariam o seu valor, a sua verdade e a sua contribuição? E quantos, talvez piedosamente, diriam apenas “nada a declarar”?

Ao fechar este ano, você terá jogado 365 lances neste tabuleiro de xadrez. Nada estará decidido, e sua partida continuará aberta para mais 365 lances em 2014.

A cada dia do ano novo, o sol vai nascer de novo e dizer:
– Sua vez.

Por Paulo Ferreira <pau[email protected]>

A Síndrome da Linha Reta

Que maneira mais fácil de incomodar uma pessoa do que não andar de um ponto a outro numa linha?!

Pouquíssimas pessoas o fazem, e isso incomoda boa parte das pessoas! A maioria das vezes é tão incômodo que não há como não falar algo, ou ouvir alguém falando pra você: “Por que você tá andando assim?! O que você tá fazendo?!”

Estamos tão condicionados a ser eficientes, ou a pensar de forma simples que qualquer alteração nesse paradigma de raciocínio é loucura, ou confusão.

Mas que fique bem claro, não falo que devemos fazer todas as coisas diferentes, pois realmente muitas vezes o diferente não é o eficiente, e quem vê algo que não é eficiente, se for um ser humano inteligente, irá tentar criar uma maneira de melhorar aquilo, ou seja, tentará ser criativo. Continue reading

Os tipos Psicológicos de Jung

Navegando pela net, passei um bom tempo explorando o blog de uma das colaboradoras do DDD, Ana Maria Saad Pensamentos Filmados. Lá encontre um link para o Inspiira.org, que fornece um teste psicológico on-line baseado da teoria dos tipos psicológicos de Carl Gustav Jung. Para quem não conhece, Jung foi um psicólogo discípulo de Freud, que acabou rompendo com a psicanálise e criando a Psicologia Analítica. é dele a teoria de que nosso psiquismo está enraizado em um inconsciente coletivo, fonte dos símbolos que guiam nossa vida psíquica e nos fornecem determinados direcionamentos em nosso processo de auto-descoberta. Segundo Jung, nossa energia psíquica pode estar direcionadas tanto para o mundo exterior, o que é chamado de extroversão, quanto para o interior, para nossa vida psíquica, o que échamado de introversão. Claro que ninguém está totalmente em um dos pólos, mas tem uma mistura dos dois, e um deles podem ser mais fortes. Além disso, pode haver a dominância de uma das funções psicológicas de nossa mente, que está sempre disposta em pares: Nossa forma de perceber o mundo (sensação X intuição), nossa forma de julgar o mundo (pensamento X sentimento) e nosso estilo de vida (julgamento x percepção).

O site tem mais informações sobre a teoria. O teste é muito interessante, e nos ajuda a refletir um pouco mais sobre nossa forma de se relacionar com o mundo e com nós mesmos. É claro que todo teste psicológico, para ter uma validade real, ou seja, para ter algum valor clínico e validade testada cientificamente, deve ser aplicado por um profissional, em um ambiente específico e seguindo a metodologia testada segundo as pesquisas, e de acordo com as normas aprovadas pela CFP (Conselho Federal de Psicologia). Esse é apenas um exercício de auto-conhecimento, muito importante.

Uma dica que deixo a vocês: esses testes são interessantes, mas não deixem facilmente que outras pessoas ou organizações digam quem você é realmente. Somente nossa vida pode nos trazer o conhecimento pleno de quem somos.

Há, e para mostrar que gostamos muito dos resultados do teste, estamos colocando abaixo os resultados do Mako e meu, onde constatamos uns 98% de veracidade das respostas:

Continue reading

Temos total conhecimento daquilo que sentimos?

Você já olhou para dentro de si?

Desde Descartes, um dos maiores filósofos da Idade Moderna, A racionalidade humana, centrada no cogito (que significa “Eu penso”), achava que sabia tudo sobre si mesma. As pessoas acreditavam que o poder da razão era o suficiente para que o ser humano se conhecesse por inteiro, podendo assim dominar-se e utilizar seu poder físico e racional para construir uma civilização forte. Todos os que fugiam ao controle (os loucos, os criminosos, os perversos e também os revolucionários), de alguma forma não tinham ou não queriam controlar a si mesmos, ou tinham algum “defeito” em sua racionalidade, e deviam ser controlados por aqueles que tinham o controle racional.

Ora, essa teoria racional, dava nas mãos daqueles que detinham o poder e o acesso ao conhecimento a força para controlar a sociedade, e assim eliminar aquilo que julgavam ser diferente. Porém, alguns grandes pensadores, desde antes mesmo de Descartes, foram quebrando o pedestal em que o ser humano se colocou (Copérnico revelou que o planeta Terra não era o centro do universo, Darwin mostrou a conexão entre íntima humanos e animais). Mas quero destacar aqui o que fez Freud com sua Psicanálise. É certo que ele não foi o primeiro a fazer isso, mas foi sua corrente de pensamento que tornou essa ideia conhecida ao mundo: o homem não é dono de si, de seus pensamentos nem de suas emoções.

Continue reading

Entrevista: Robert Happé – Consciência é a Resposta


Parte 2
Parte 3
Parte 4

Uma Chuva Torrencial de Sabedoria, fico muito feliz quando vejo que existem pessoas que pensam exatamente como eu, esse video eu tinha colocado como referência em outro post, mas de tão bom resolvi dar a devida importância/destaque a ele.

 

Como Devemos Viver?!

10 mandamentos

1. Adorar a Deus e amá-lo sobre todas as coisas.
2. Não invocar o Seu santo nome em vão.
3. Guardar os domingos e festas.
4. Honrar pai e mãe (e os outros legítimos superiores).
5. Não matar (nem causar outro dano, no corpo ou na alma, a si mesmo ou ao próximo).
6. Não pecar contra a castidade (em palavras ou em obras).
7. Não furtar (nem injustamente reter ou danificar os bens do próximo).
8. Não levantar falsos testemunhos (nem de qualquer outro modo faltar à verdade ou difamar o próximo)
9. Não desejar a mulher do próximo.
10. Não cobiçar as coisas alheias.

Senda Octupla

PALAVRA CORRETA
AÇÃO CORRETA
MEIO DE VIDA CORRETO
ESFORÇO CORRETO
PLENA ATENÇÃO CORRETA
CONCENTRAÇÃO CORRETA
PENSAMENTO CORRETO
COMPREENSÃO CORRETA

Código de ética dos índios dos Eua
1. Dê graças ao Criador toda manhã após acordar e toda noite antes de dormir.
2. Busque a força e a coragem para ser uma pessoa melhor.
3. Mostrar respeito é uma lei fundamental da vida.
4. Respeite a sabedoria das pessoas reunidas em um Conselho. Uma vez que você dá uma idéia, ela não mais pertence a você; pertence a todo mundo.
5. Seja verdadeiro a toda hora.
6. Sempre trate seus convidados com honra e consideração. Dê sua melhor comida e confortos para seus convidados.
7. A mágoa de um é a mágoa de todos. A honra de um é a honra de todos.
8. Receba estranhos e pessoas de fora amavelmente.
9. Todas as raças são filhas do Criador e devem ser respeitadas.
10. Servir outros, ser de valia à família, comunidade, ou nação é um dos propósitos principais para o qual as pessoas foram criadas. A felicidade verdadeira vem para aqueles que dedicam suas vidas para o serviço aos outros.
11. Observe moderação e equilíbrio em todas as coisas. Saiba das coisas que levam ao seu bem-estar e das coisas que levam a sua destruição.
12. Escute e siga a direção dada pelo seu coração. Espere esta direção de muitas formas: Em orações; Em sonhos; Em solidão; E nas palavras e ações de Anciões e amigos.
____________________________________________________________

eu não sou adépto a nenhuma religião, mas temos modos bem diferentes aqui de como impor regras, uma com base no  Medo, pois se você fizer uma dessas coisas é pecado e irá para o inferno, e a outra na base da recompensa, pois se você seguir seu caminho na base de boa ações, pensamentos e esforço você só terá coisas boas e cai entre nós, se pensarmos como na Senda Octupla e os índios não iríamos num estado normal da mente fazer tudo o que os 10 mandamentos   MANDAM.
é estranho pensar que mandamentos vem de que alguém quer estar Mandando em você ou seja onde fica sua liberdade?! livre arbítrio?!

a maioria das religões tem algo muito mais saudável e respeitoso do que a católica.

Reflita.atlifeR

Facebook