Scarlett Johansson, vítima de roubo virtual de suas fotos

A atriz reclama e ganha publicidade por algo corriqueiro: ter a intimidade exposta na internet. A questão não é a ilegalidade do fato, mas a problematização do fenômeno. Por ser uma atriz, tudo o que acontece a ela cai em domínio público. É acompanhada por paparazzis, sua vida é devassada e exposta em revistas que se dedicam em vender a vida alheia. Ora, no reino da imagem, a nudez corporal mostra-se mais íntima do que a nudez do pensamento, da vida diária. Essa onda de celebridades e sub-celebridades expostos não começou com Dieckmann, nem terminará com ela. Scarlett Johansson Passou pelo mesmo problema, vários “BBB’s” e jogadores de futebol foram expostos masturbando-se em webcams, etc, etc.

Creio que a questão aqui, o que incomoda é mais a invasão do que a imagem. Uma coisa seria Dieckmann posar nua para a Playboy, outra coisa seriam um hacker roubar fotos particulares. Assim, mais do que a exposição de si, que é na verdade a profissão dela, é a invasão de privacidade que conta, que incomoda, e que é hoje problematizada.

Continue reading