Tag: lixo

As 6 Enormes ilhas de Plástico

trashpattern_ gyre ocean trash plastic

Você já deve ter ouvido falar da gigantesca ilha de lixo que bóia no meio do Oceano Pacífico, entre a California e o Havaí. Ela é formada por pedaços minúsculos de plástico arrastados para um ponto de convergência de diversas correntes marinhas. Seu tamanho é incerto – as estimativas mais conservadoras falam em 400 mil quilômetros quadrados, algo como o tamanho do Pantanal brasileiro, mas ela poderia ocupar até 10% da superfície do Pacífico (ou duas vezes a área dos Estados Unidos).

O que você provavelmente não sabe é que existem pelo menos outros 5 lixões oceânicos similares, além de algumas formações menores nos dois pólos. Há estimativas de que 10% de todo o lixo plástico – algo como 91 milhões de toneladas anuais – acaba nos oceanos. A maior parte acaba afundando, mas cerca de um terço do total é arrastado para essas zonas de atração.

The 5 Gyres Project- iniciativa da Algalita Marine Research Foundation, organização dedicada à pesquisa e à conservação marinha – está promovendo uma série de expedições para coletar amostras e investigar qual o real impacto desse fenômeno. O projeto está convocando navegadores de todo o mundo a participar, para que relatem o que encontram nos sete mares que percorrem. O capitão Charles Moore, fundador da Algalita, é considerado o primeiro a ter identificado a ilha de plástico do Pacífico Norte.

Continue reading

PhoneBloc, o Primeiro Celular Feito pra Durar

No mundo são produzidos cerca de 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico por ano.

Phoneblocs – Mudando o mundo um Phonebloc de cada vez

Será que o vídeo Phonebloks fala com você? Você consegue se ver usando um telefone modular que você mesmo pode montar? O que você entende com dessa idéia? Phoneblocs é dedicado a espalhar a idéia sobre o projeto inspirador de Dave Hakkens.  O projeto está pedindo a colaboração de todos nós para acabarmos de uma vez com o lixo eletrônico derivado dos celulares.

Blocos de telefone são componentes individuais, montados em conjunto para criar algo maior. Da mesma forma, o movimento Phonebloks está trabalhando para afetar a mudança enorme em um nível global, mas só vamos atingir o nosso objetivo maior se número suficiente de pessoas se juntar a nós.

phone-blocs-components-e1378878462791

Pense em todos os telefones celulares você ter jogado fora em sua vida, e a quantidade de resíduos que tem causado. E se você pudesse simplesmente substituir um componente individual de sua Phoneblok (a blok) se falhar ou se tornar obsoleto? Acreditamos que outros compartilham a mesma visão, e que eles se juntem a nós em tornar o mundo um lugar melhor.

Se você gostaria de dar uma olhada mais de perto o funcionamento interno do, você pode encontrá-los na seção de imagens Phonebloc. Se você está mais interessado em nossa missão a longo prazo, você pode encontrar leia sobre isso aqui.

Por favor, espalhe a palavra, como nossa página, tweet isso, e continuar a fazer do mundo um lugar melhor!

– Phoneblocs Equipe

Site Oficial: http://www.phoneblocs.com/

Dica do Leitor Vinny Mellis

Estudante de 19 anos cria uma máquina que é capaz de limpar todo o plástico dos oceanos em 5 anos

Boyan Slat, holandês e estudante de engenharia, desenvolveu o projeto de uma máquina que seria capaz de retirar mais de 7 milhões de toneladas de plástico dos oceanos.

O invento se chama Ocean Cleanup Array, e se trata de uma estrutura que se comporta como um gigantesco filtro. Ela seria posicionada em pontos estratégicos dos oceanos, onde há maior concentração de lixo, e seria capaz de recolher todo o material flutuante. Após isso uma equipe recolheria o OCA e separaria a vida marinha do plástico. Como o lixo recolhido ainda fica em contato com a água, a fauna oceânica ficaria segura, mesmo sendo recolhida. O plástico “limpo” restante seria encaminhado a reciclagem.

De acordo com Boyan, seu invento seria capaz de limpar os oceanos em um período de 5 anos, tornando os mares completamente livres dos plásticos flutuantes e eliminando a ilha de lixo presente no Oceano Pacífico.

O jovem ganhou seu primeiro prêmio aos 14 anos,  Melhor Ideia do Sul da Holanda, e entrou para o livro dos recordes.

Veja o estudante explicando como funciona o seu invento (inglês):

Fonte: www.tecnoetc.com.br

Projeto: Pimp My Carroça

Fico muito feliz em ver que o povo está reagindo contra a passividade e desinteresse do governo em melhorar a condição de vida.

Pimp My Carroça tem o nosso apoio.

Documentário: Guerreiro do Lixo – Casas Susntetáveis

(EUA, 2008, 78min. – Direção: Oliver Hodge)
A forma interessante como Mike Reynolds e outras pessoas excêntricas construiram sozinhos sua comunidade no deserto pode ter ser vista como algo nada sério ou até mesmo grostesco por algumas pessoas. Mas, por menos comum que seja, não podemos deixar de ver a seriedade de como encara certas questões ambientais e energéticas aplicadas aos seus projetos.
Casas com enorme conforto térmico nos dias quentes, sem ar-condicionado e sem calefação durante o inverno intenso e congelante, autosuficientes em energia, água, tratamento de esgoto e alimentos podem nos mostrar uma nova perspectiva em como encarar a arquitetura e o urbanismo.
O filme é um excelente meio para se ver como certas leis e normas não servem simplesmente para nada a não ser complicar a vida…
Vivemos num sistema pouco eficiente.
(Comentários: Docverdade)

Opções de Download:
Megaupload
ou
Torrent TPB

legendas pt-br

Como não usar mais Sacolas Plásticas

Em muitos mercados já se vendem sacolas biodegradáveis ou sacolas mais residentes para você, consumidor, sempre levar a sua para as compras, assim como era feito antigamente quando se ia na feira perto da sua casa, ou era aquelas sacolas litradas resisdentes ou o carrinho de ferro com dois compartimentos, pelo menos aqui em São Paulo era assim.

E esse video explica como usar de forma inteligente o futuro lixo, no caso o jornal, para servir como sacola de lixo para o banheiro, o que é muito esperto, só não tem alça, mas já dá pra ser uma solução mais limpa, ou verde.

Essa é a dica da semana.

Documentário: Nós Alimentamos o Mundo

Documentário sobre os disparates da produção de alimentos no mundo. Começa com o desperdício de pães, toneladas deles são jogadas no lixo diariamente por terem apenas dois dias de fabricação. Alimentos ainda bons para o consumo vão para o lixo para satisfazer leis de consumo. Depois, vemos a pesca artesanal, a qualidade dos peixes que são trazidos diariamente ainda frescos e faz a comparação com a pesca industrial, em que navios ficam de quinze a trinta dias no mar e trazem toneladas de pescado, mas sem a mesma qualidade e já com um certo grau de putrefação.

A Europa, em breve, acabará com toda a pesca artesanal e esses profissionais serão absorvidos pelas indústrias. Depois, vemos as plantações e as diferenças entre alimentos gerados a partir de sementes naturais e sementes transgênicas. Para falar da devastação das matas, eles vieram ao Brasil e mostraram como as plantações de soja no Mato Grosso destroem a floresta amazônica. Noventa por cento desta soja é exportada para servir de ração para as criações européias de animais de abate, o que gera a conclusão de que esses bichos estão comendo nossas florestas.

Nome original: We feed the World
País: Áustria/2005
Direção: Erwin Wagenhofer
Duração: 96 minutos
Classificação: 16 anos

Para baixar o documentário por favor clique aqui – Torrent já com legendas.

As vezes penso que esse blog poderia ser um blog sério sem piratear documentários, mas que forma melhor de espalhar a idéia de um diretor ou roteirista de documentário do que a pirataria, pagar por informação é algo que sou contra.

Como Limpar um País em um Dia?

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=T7GzfMD6LHs&feature=player_embedded]

A força do povo é impressionante mesmo, como podemos ver pelo esforço conjunto do povo da Estônia.
Um país com a população de um pouco mais de um milhão conseguiu fazer isso, qualquer outro país poderia fazer muito mais se tivesse a vontade que eles tiveram, pois se fossemos esperar o governo agir, esperariamos o próximo presidente se eleito para ver se ele pode dar atenção ao seu país.
Eles tinham que ter 40.000 pessoas para limpar o país em um dia, e conseguiram mais de 50.000 voluntários, e resolveram tudo em 5 horas.
Se nos juntássemos para fazer isso pelo menos uma vez no ano para uma meta diferente, o mundo seria outro.

Fonte:arautodofuturo.wordpress.com

Facebook