Tag: leis

A lei da selva não serve pra sua vida hoje

olho-por-olho-hermes-fernandes

O mais forte sobrevive?

Uma das mais antigas leis da natureza, que usamos hoje no mundo dos negócios e nas grandes cidades como se ainda vivêssemos sobre essa lei, ou melhor, dessa maneira do mundo funcionar, mas será que isso é verdade?

A lei da natureza na verdade seria “a sobrevivência do mais apto“, pois não é o mais forte e sim o ser que melhor se adapta as mudanças do ambiente que terá a oportunidade de continuar sua raça, ou seja, não tem muito a ver com ser o mais forte mas em ser o que mais resiste.

Hammurabi já dizia em seu código no segundo milênio antes de Cristo: “Olho por Olho, dente por dente¨, e para época para uma civilização recém formada realmente fazia sentido que o primeiro código de leis seja tão duro, afinal, a vida não era muito fácil naqueles tempos.

Continue reading

Os 10 Mandamentos da Humanidade

Trata-se de uma misteriosa escultura que lembra Stonehenge, erguida em 1979, na Georgia (EUA). Há mensagens escritas em oito idiomas (inglês, espanhol, hebraico, híndi, suaíli, chinês, árabe e russo. Erguidas de acordo com características astronômicas, cada pedra apresenta “10 mandamentos” para a humanidade São eles:

  • Manter a humanidade abaixo de 500 milhões num perpétuo equilíbrio com a natureza;
  • Controlar a reprodução de maneira sábia – aperfeiçoando as condições físicas e a diversidade;
  • Unir a humanidade com um novo idioma vigente;
  • Controlar a paixão – fé – tradição – e todas as coisas com razão moderada;
  • Proteger povos e nações com leis e cortes justas;
  • Permitir que todas as nações regulem-se internamente, resolvendo disputas externas em uma corte mundial;
  • Evitar leis insignificantes e governantes desnecessários;
  • Balancear direitos pessoais com deveres sociais;
  • Valorizar a verdade – beleza – amor procurando a harmonia com o infinito;
  • Não ser um câncer na Terra – Deixar espaço para a natureza.

Leia mais em http://misteriosdomundo.com/10-grandes-misterios-nao-solucionados#ixzz2rsqwTDcE

Eduardo Galeano, O Direito de Sonhar

Estão pra escreverem um texto mais belo que esse.

 Tradução:

“Tente adivinhar como será o mundo depois do ano 2000. Temos apenas uma única certeza: se estivermos vivos, teremos virado gente do século passado. Pior ainda, gente do milênio passado.

Sonhar não faz parte dos trinta direitos humanos que as Nações Unidas proclamaram no final de 1948. Mas, se não fosse por causa do direito de sonhar e pela água que dele jorra, a maior parte dos direitos morreria de sede.

Deliremos, pois, por um instante. O mundo, que hoje está de pernas para o ar, vai ter de novo os pés no chão.

Nas ruas e avenidas, carros vão ser atropelados por cachorros.

O ar será puro, sem o veneno dos canos de descarga, e vai existir apenas a contaminação que emana dos medos humanos e das humanas paixões.

O povo não será guiado pelos carros, nem programado pelo computador, nem comprado pelo supermercado, nem visto pela TV.

A TV vai deixar de ser o mais importante membro da família, para ser tratada como um ferro de passar ou uma máquina de lavar roupas.

Vamos trabalhar para viver, em vez de viver para trabalhar.

Em nenhum país do mundo os jovens vão ser presos por contestar o serviço militar. Serão encarcerados apenas os quiserem se alistar.

Os economistas não chamarão de nível de vida o nível de consumo, nem de qualidade de vida a quantidade de coisas.

Os cozinheiros não vão mais acreditar que as lagostas gostam de ser servidas vivas.

Os historiadores não vão mais acreditar que os países gostem de ser invadidos.

Os políticos não vão mais acreditar que os pobres gostem de encher a barriga de promessas.

O mundo não vai estar mais em guerra contra os pobres, mas contra a pobreza. E a indústria militar não vai ter outra saída senão declarar falência, para sempre.

Ninguém vai morrer de fome, porque não haverá ninguém morrendo de indigestão.

Os meninos de rua não vão ser tratados como se fossem lixo, porque não vão existir meninos de rua.

Os meninos ricos não vão ser tratados como se fossem dinheiro, porque não vão existir meninos ricos.

A educação não vai ser um privilégio de quem pode pagar por ela.

A polícia não vai ser a maldição de quem não pode comprá-la.

Justiça e liberdade, gêmeas siamesas condenadas a viver separadas, vão estar de novo unidas, bem juntinhas, ombro a ombro.

Uma mulher – negra – vai ser presidente do Brasil, e outra – negra – vai ser presidente dos Estados Unidos. Uma mulher indígena vai governar a Guatemala e outra, o Peru.

Na Argentina, as loucas da Praça de Maio vão virar exemplo de sanidade mental, porque se negaram a esquecer, em tempos de amnésia obrigatória.

A Santa Madre Igreja vai corrigir alguns erros das Tábuas de Moisés. O sexto mandamento vai ordenar: “Festejarás o corpo”. E o nono, que desconfia do desejo, vai declará-lo sacro.

A Igreja vai ditar ainda um décimo-primeiro mandamento, do qual o Senhor se esqueceu: “Amarás a natureza, da qual fazes parte”.

Todos os penitentes vão virar celebrantes, e não vai haver noite que não seja vivida como se fosse a última, nem dia que não seja vivido como se fosse o primeiro.

Dica do Leitor Carlos Henrique Franco

Video: A história dos Direitos Humanos

Algo que deveria ser inato em todos nós precisa ser escrito para lembrarmos de respeitar o próximo.

Essas palavras infelizmente não refletem a consciência do mundo, esperemos um dia elas serem algo comum.

Se Beber, Não Dirija.

São milhares os tipos de campanhas que tentam tratar de modo falho os sintômas da sociedade, mas peguei especificamente essa, pois li ela outro dia na marginal pinheiros, e ela tem tantas implicações.

Primeiro seria a base do problema de acordo com a sociedade, a bebida, ela tem vários efeitos claro (sendo uma delas a alteração de julgamento)*, mas porque no mundo isso de nada importa quando começamos?! Porque nosso julgamente já é afetado, e tudo parece ok, para muitas pessoas, até estão melhores, quem nunca ouviu aquela frase “eu dirijo melhor bêbado”, mas isso só demonstra uma clara falta de auto-conhecimento, no sentido de conhecer seus limites, e algo que eu acho ser o verdadeiro fator para isso, uma boa parte da população hoje em dia não está nem aí pra ninguém! E essa é uma realidade extremamente triste, vemos alguns tentando mudar o mundo (como nós aqui do DDD), mas outras simplesmente não foram tocados pela força da mudança, ainda vivem suas vidas determinadas por terceiros, e tem as reações também previstas pelos mesmos.

O que eu acho que leva a esse pensamento, além da sociedade capitalista que cultiva individualismo e aplaude a competição, é o distanciamento criado pela tecnologia e a sociedade trazem, em prol do sucesso devemos abandonar o nossas raízes e nos transformarmos no que chamam de “humano”, um ser plástico, inventado, algo que não conseguimos ser, pois quebramos tudo o que acreditamos com o que nos apontam como coisas importantes.

Continue reading

Documentário: Guerreiro do Lixo – Casas Susntetáveis

(EUA, 2008, 78min. – Direção: Oliver Hodge)
A forma interessante como Mike Reynolds e outras pessoas excêntricas construiram sozinhos sua comunidade no deserto pode ter ser vista como algo nada sério ou até mesmo grostesco por algumas pessoas. Mas, por menos comum que seja, não podemos deixar de ver a seriedade de como encara certas questões ambientais e energéticas aplicadas aos seus projetos.
Casas com enorme conforto térmico nos dias quentes, sem ar-condicionado e sem calefação durante o inverno intenso e congelante, autosuficientes em energia, água, tratamento de esgoto e alimentos podem nos mostrar uma nova perspectiva em como encarar a arquitetura e o urbanismo.
O filme é um excelente meio para se ver como certas leis e normas não servem simplesmente para nada a não ser complicar a vida…
Vivemos num sistema pouco eficiente.
(Comentários: Docverdade)

Opções de Download:
Megaupload
ou
Torrent TPB

legendas pt-br

Leis Modernas da Vida Global




São 5 videos de 2 minutos cada que conseguem falar muito.

Como Controlar as Pessoas.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=zqxSLsazt2I&feature=player_embedded]

As pessoas se deixam levar pelo lado mais fácil, é muito mais cômodo se congelar de medo do que enfrentar a realidade que ti impõe. E pessoas com medo aceitam qualquer coisa, pois se menosprezam, deixando uma realidade incorreta englobar sua vida sem elas perceberem. E para sair dessa bolha, apenas um insight para você dar um salto sobre as camadas de mentiras, sendo elas muitas, é preciso sempre dar saltos, pois as mentiras são auto-sustentáveis, mas uma hora você escapa das mentiras, e encontra A verdade.

Quando a vontade por mudança sobrepujar as nuvens da ilusão, você poderá Sentir a liberdade.

Posts Semelhantes:
Chomsky e as 10 Estratégias de Manipulação da Mídia

Facebook