Tag: inventor

Nikola Tesla: Celebrando o Gênio

Certa vez perguntaram a Albert Einstein “Qual é a sensação de ser o homem mais inteligente a estar vivo? A resposta de Einstein foi “eu não sei, você tem de perguntar ao Nikola Tesla”.

Se isso dá uma clara noção de que tipo de pessoa Tesla foi, o fato só torna mais difícil entender como este Gênio, descobridor da corrente alternada, criador da hidrelétrica e do motor elétrico, do controle remoto, dos drones e do wi-fi. Nikola Tesla é um dos nomes mais importantes da história das invenções no mundo, e segue largamente desconhecido apesar de ter sido o criador de tecnologias tão importantes para a vida moderna.

Em 2014, diversos fatores devem colaborar para tornar o nome de Tesla mais conhecido para as novas gerações. Muitos eventos sobre suas invenções serão realizados no mundo todo, inclusive a grande Tesla Conference, na Sérvia, sua terra natal. Também um filme contando sua história tem lançamento programado para este ano.

Branko-as-TESLA-poster

 

Diferente de outros inventores, Tesla não está na maioria dos currículos e livros escolares. E a razão para o “esquecimento” do gênio nascido na Sérvia está naquela que Tesla considerava que seria sua maior contribuição à humanidade: a energia livre. Tesla construiu uma torre nos Estados Unidos, com a qual estabeleceria uma linha de comunicação sem fio (wi-fi)  com a Europa, para a transmissão de mensagens e informação. Isso tudo, antes do inventor italiano Marconi ter realizado a transmissão Europa-EUA.  A torre de Tesla estava em construção; e neste ponto da história, Tesla já havia criado a corrente alternada, o motor elétrico e colocado em funcionamento o primeiro sistema hidrelétrico do mundo, nas cataratas de Niágara, na fronteira entre EUA e Canadá. Ou seja, não havia nenhuma razão para crer que a sua torre não seria perfeitamente bem sucedida.

O problema, na verdade, é que o funcionamento de sua torre seria “excessivamente” bem sucedido, na opinião dos financiadores do projeto: informações e mensagens, pelo projeto de Tesla, seriam transmitidos pelo ar, através de frequências elétricas. E junto com elas, naturalmente, seria transmitida energia elétrica. Livre de custo. Sem que se pudesse colocar um “medidor” para cobrar por ela.

Assim que entenderam que não poderiam cobrar pela energia, os financiadores do projeto imediatamente paralisaram as obras e ordenaram que fosse desmontada a torre. Todos os financiamentos e fundos foram retirados e Nikola Tesla não pôde realizar o seu maior sonho, fornecer energia livre para o desenvolvimento da humanidade.

A revista Galileu publicou em sua edição deste mês uma matéria com o titulo

Gênio redescoberto: Tesla fica pop [aqui: http://revistagalileu.globo.com/Revista/noticia/2014/03/genio-redescoberto-tesla-fica-pop.html ]

FIEC marca agenda

Entre os eventos programados para este ano, acontece em 19 de março em São Paulo o Forum Internacional de Energia e Consciência, [veja mais aqui: https://www.sympla.com.br/i-forum-internacional-de-energia-e-consciencia-o-despertar-tecnologico-para-a-transicao__17944 ] com a participação do Presidente do Nikola Tesla Institute de Brasília, o sérvio e sobrinho-neto de Nikola Tesla, Boris Petrovic.

BP1

Boris Petrovic, Presidente do Nikola Tesla Institute de Brasília, o sérvio e sobrinho-neto de Nikola Tesla

Nikola Tesla Institute http://www.institutotesla.org/

Mais sobre Nikola Tesla: http://pt.wikipedia.org/wiki/Nikola_Tesla

Documentário: O Homem Transcendental

Um documentário que daria muitas histórias de ficção científica, além de ser ótimo ele aborda até que ponto estaremos de acordo com a tecnologia, como ela evolui exponencialmente, e aonde, nós humanos, estaremos em relação a tecnologia, sendo eles robôs, inteligências artificiais, ou mesmo nano-robôs dentro de nossos corpos, quando eles nos ultrapassarem. O filme gira em torno do Ray Kurzweil, inventor e futurista, muito famoso nos estados unidos, algumas de suas invenções são realmente inovadoras, como o leitor para cegos, que eu já tinha visto a muito tempo, mas não sabia que era dele.

E há um reflexão muito importante sobre como o futuro da tecnologia, como um ser robótico enxergaria nós humanos, sendo que ele seria muito mais inteligente que nós, estaríamos talvez nos condenando a extinção, pois assim como matamos um inseto sem dar nenhuma consideração a sua vida, pois somos imensamente “mais importantes” do que eles, as máquinas talvez um dia pensem isso de nós, uma série que aborda esse assunto é o Battle Star Gallatica, pra quem se interessa pelo assunto vale muito a pena ver. Se formos pegar os outros assuntos do documentário como a implantação de mini computadores em nós eu indicaria dois animes (os japoneses são ótimos nesse tipo de assunto), o Ghost in the Shell e Real Drive, indicaria um manga feito pelo mesmo desenhista do Astro Boy, que é simplesmente uma das melhores histórias que já li, chama “Pluto”, infelizmente só se acha scanneado em inglês na internet.

Continue reading

Facebook