Tag: herói (page 2 of 2)

Sobre Artes Marciais

boxe2

As artes marciais se desenvolveram a partir de sistemas de audodefesa para pessoas não-violentas. Ao defender a si mesmo, você talvez precise fazer alguma coisa violenta, o que, de um modo geral, é contrário à sua filosofia espiritual. Mas você consegue fazê-lo sem violência, na sua mente? Consegue – Se suas emoções são integradass, se você tem um acesso controlado a suas emoções, se sua emoção instintiva não viola seu padrão de pensamento. A espada mata, mas isso não exige a presença de fúria na mente. Essa é a idéia Geral.

Numa excelente narrativa das artes marciais, um guerreiro samurai está vencendo uma luta contra o homem que matou seu pai.Mas, quando leva o inimigo à parade e está prestes a cravar a espada do corpo do homem, sua vítima lhe cospe no rosto. O guerreiro, de súbito, baixa a espada e se afasta do adversário. O que Houve? Quando o homem cuspiu nele, a fúria e o ódiosurgiram na mente do samurai, e seria errado matar com fúria e ódio na mente. Esse é o objetivo geral das artes marciais: Ser um guerreiro que incorpore um profundo acesso e controle das emoçõese do movimento do corpo vital.

_______________________________________________________

Nota do Destruidor de Dogmas: Muitas pessoas tem o conceito errôneo sobre lutas, disciplina e filosofia, talvez por nunca terem feito algo assim ou entrado no mundo incrível que são as artes marciais. Talvez essas pessoas mesmas são as que mais precisam das coisas que a luta disciplinada oferece, mas como disse Joseph Campbell “você só deve ler coisas que ti chamam a atenção que realmente você se sinta atraído por aquilo”, e eu concordo com isso. Tudo tem seu momento.

Vilões do Outro Lado da Fronteira.

samurai-mau

Heróis no campo de batalha
é ouvida a trovoada de sua marcha
em seguida vem a chuva de suas flechas
todos valorizam as mesmas coisas,
mas as bandeiras os polarizam nessa peça,
Estandartes ao vento determinam,
O Herói e o vilão
O Vilão e o herói
ambos idolatrados por fracos que se tornarão mártires
mártires de reinos que esquecem de viver
mártires de reinos que não sabem quem é você
eles se preocupam em conflitar, em separar, em classificar
as diferenças causam guerras, igualar, união

Rufem os tambores para o sangue jorrar
Em respota os gritos voam aos ouvidos inimigos
covardes ou valentes
valentes ou covardes
quando a lâmina ti cortar ela não saberá qual é de verdade
no baço ou na virilha
você corta e atira
sobreviver é a questão
alguns esquecem a honra
outros a honra faz questão de deixar.

São todos sanguinários que pensam seguir algo para se confortarem
Deus, conduta, leis ou reis
são todos significantes significados do saber batalhal
o propósito ti deixará em pé
e a falta, ti fará tropeçar e cair,
pois você se torna o mal
que ataca todos sem sentir
que ele é tão ignorante quanto você
para entrar numa guerra sem saber
nada ganha, a não ser que queira mesmo morrer.

Heróis do Tempo Passado

luva-armadura

De todos os ídolos, heróis e mártiris de nossa época
os aniversários, e funerais nos fazem lembrar
dos fatos, pegadas e bandeiras entendidas no solo lunar
seu suor e sangue irão mover as engrenagens
dessa máquina chamada esperança
infinita, alinear e erguedora de espíritos tombados
no âmago da penumbra surgi sua força inspiradora
formatador do medo paralizante
estimulador do fator crucial
Coragem!
Tome a história como Mestre
e Marche até mais um conflito.

Interno ou não, buscaremos apenas o equilíbrio.

Feito em 2007

____________________________________________

Já deu pra perceber eu tenho certa afinidade/paranóia com alguns assuntos como Deus, coragem, heróis e outras coisas.

Newer posts
Facebook