Tag: gay

O que é um “homem de verdade”? – Dica de documentário e websérie

O que é um homem de verdade?

São tantas as coisas que definiriam o que é um homem de verdade, e devo dizer que com certeza não seria uma só coisa que definiria o que é ser um homem, ou o que é a masculinidade.

Felizmente esse é um assunto muito abordado hoje em dia, mas ainda não o suficiente ainda, e podemos ver esse documentário sensacional que está na Netflix, The Mask you live inque aborda como o padrão de masculinidade sufoca e limita o homem, mostrando que muitos de nós, somos sensíveis e que não encaixamos nesse molde que a sociedade criou desde a antiguidade.

Devo também falar do porquê temos seguido esse padrão, e não só ele, temos seguidos milhões de padrões desde que o ser humano era macaco, ou até antes, e tudo isso serve para se organizar a sociedade, seguimos esse grupo de regras para podemos nos comunicar e nos entender, até hoje buscamos nos entender e buscar o que nos conecta como um todo, seguindo esse mapa invisível de comportamento, mas agora estamos recriando esse mapa, repensando suas formas e caminhos, e como sabemos, todo local novo ou situação nova assusta.

Devo citar aqui também outra feliz dica de um leitor, o Kaique Rezende, que é a websérie que está no Instagram chamada Homem de verdade, que também discute sobre as relações de gênero no mundo atual, em situações do dia a dia. Realmente muito rico.

Somos seres fluidos hoje em dia, como diria Bauman, estamos nos reinventando e isso causa certa perturbação dessa harmonia social.

E devemos saber que não há como frear isso, e mal sabemos o que está por vir, provavelmente essa será uma das muitas mudanças desse século, ainda teremos humanos com partes robóticas, manipulação de DNA, BODY HACK, e por aí vai.

Essa é só uma das primeiras, melhor ir se acostumando com mudança.

 

Levy Fidelix, a bolha e muitas viagens – um texto sobre nós mesmos

10426726_766121820101488_4115359730282769393_n

Todos nós estamos alarmados com o discurso homofóbico de Fidélix, encarando a sexualidade como algo doentio e que deve ser eliminado, um pensamento que não se deve falar nem que é atrasado, pois a homossexualidade vem antes mesmo do conceito dela existir, o que é uma ironia das mais tristes.

Historicamente podemos ver a homossexualidade desde a Epopéia de Gilgamesh da Mesopotâmia, bem como na história bíblica de Davi e Jonas. Na Epopéia de Gilgamesh, a relação entre o protagonista Gilgamesh e o personagem Enkidu, foi vista por alguns como homossexual em sua natureza. Do mesmo modo, o amor de Davi por Jonas é “maior do que o amor das mulheres.” Só para ressaltar a obviedade da situação, Gilgamesh provavelmente foi um monarca do fim do segundo período dinástico inicial da Suméria (por volta do século XXVII a.C.), ou seja, 4600 anos atrás, sem contar que essa história foi uma das primeiras escritas do mundo. (Sem contar que até os Neandertais apresentavam comportamento homossexual, comportamento esse não exclusivo da raça humana, mas de praticamente toda a fauna do Planeta)

 Pra quem perdeu essa incrível fala do candidato veja no vídeo abaixo.

Continue reading

O Futuro Promissor dos Gêneros Sexuais

Meses atrás, um vídeo viralizou ao redor do mundo. Uma mulher de barba soltava sua bela voz nos palcos do Eurovision – tradicional concurso europeu de música. Tratava-se da transgênero austríaca Conchita Wurst, de 25 anos, que, no último final de semana, se tornou a ganhadora do show.

Realmente a raça humana está descobrindo as suas bordas, estamos vendo quão variado e rico pode ser nossa espécie, apesar de muitos ainda buscarem o retrocesso, a evolução, seja ela social, sexual ou de consciência, irá acontecer pouco a pouco.

O terceiro gênero é um termo usado em muitos lugares já, e em alguns países até algo já legalizado, ou melhor dizendo, assumido pelo governo.

Continue reading

A Nova Caça as Bruxas de Uganda

Agora em Uganda Gay é considerado criminoso, o que com certeza é um dos maiores retrocessos da atualidade. E para piorar a situação uma lista de 200 pessoas homossexuais foi divulgada pelo jornal Red Pepper, abrindo assim a temporada de caça.

Assim como muitos acham que estupradores tem que morrer, e que é de longe um dos crimes mais deploráveis, ninguém sente culpa quando uma pessoa que cometeu esse crime é linchado em público, pois pra eles é um serviço pra sociedade o que estão fazendo, elas pensam que: “isso não pode acontecer” ou “Pessoas assim são doentes”.

Mas agora temos outro alvo.

Dentro no islamismo podemos ver algo quase tão agressivo em alguns países, pois como a homossexualidade também é proibida eles invetaram uma saída que o Alcorão não aborda, a troca de sexo, portanto todo gay tem que trocar de sexo, o que com certeza acaba causando uma imensa tristeza no ser que é vitima dessa barbárie.

Continue reading

Religião e Genética: Cadê a voz dos homossexuais?

Peço desculpa a todos desde já, pois esse texto será longo. Estou nervoso com essa questão, e resolvi desabafar aqui com vocês.

Por esses dias assistimos pela internet uma intensa batalha de idéias, teorias e, sobretudo, de falácias. O pastor Silas Malafaia Realizou uma entrevista no programa “De Frente com Gabi”, onde rebate a reportagem da Forbes, que avaliou sua fortuna em 300 milhões de reais, mas a maior polêmica foi suas opiniões sobre a homossexualidade.

Para o pastor, que se utiliza de argumentos científicos para dar sensação de verdade à suas palavras (me parece que o argumento religioso não faz mais tanto sucesso na explicação de como as coisas são ou devem ser, e que a ciência agora cumpre esse papel no imaginário das pessoas…), a homossexualidade é um comportamento determinado pelo ambiente. Ele cita um estudo internacional, ou seja, fora do contexto de nosso país, e atribui às porcentagens relatadas um peso de verdade plena. 46% dos homossexuais sofreram abuso sexual na infância e a adolescência. Com base nesse dado, ele usa sua lógica para dizer que o resto, 54%, é homossexual por escolha.

Após essa reportagem, apareceu um geneticista doutorando, Eli Vieira, que busca dados em pesquisas afirmando as bases genéticas da homossexualidade, mostrando por exemplo estudos entre gêmeos monozigóticos (nascidos de um mesmo óvulo e mesmo espermatozóide, clones um do outro) e dizigóticos (nascidos de óvulos e espermatozóides diferentes). Há maior correlação de comportamento homossexual entre os monozigóticos que entre dizigóticos, o que mostra as bases gentéticas da homossexualidade. Continue reading

A epistemologia do armário – Eve Sedgwick

Estou postando aqui um artigo muito interessante, de Eve Sedgwick (leia aqui), sobre o que ela chama de “epistemologia do armário”. Essa ideia é muito comum em nossa sociedade, para compreender quem são os LGBTT (Lésibcas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transgêneros). Esse assunto pode parecer meio diferente do que é proposto aqui no site, mas temos que nos alertar para todas as formas de dominação às quais somos submetidos. Como alerta Foucault, o discurso sobre a sexualidade é um dos meios de subjetivação aos quais estamos submetidos. Em todo lugar se fala disso, e cada vez mais a questão da homossexualidade ganha espaço nas mídias de massa. Assim, temos que ter cuidado, pois podemos parecer ser revolucionários, dizermos por aí que não temos nenhum preconceito, mas muitas vezes estamos somente reproduzindo um discurso tão prejudicial quanto a homofobia.

Continue reading

Facebook