Tag: fractal

E se nós fôssemos os alienígenas?

Nos perguntamos como seria encontrar seres de outros lugares, outros planetas, dimensões há milênios e isso mostra o início de um ponto de vista, o da raça humana e o que vemos como centro do universo e “real”.

Entendemos o que é observável e mensurável, por enquanto achamos que somos a única raça inteligente viva no universo, mas e se enxergamos tudo isso errado?

Como diria Aldous Huxley, e se aqui for o inferno de outro planeta?

Enxergamos o mundo de forma objetiva, cima, baixo, esquerda, direita, mas e dentro? Quantos dentros existem?

Na série da Netflix Stranger Things nos é contado que existe uma realidade espelho, Chico Xavier nos fala, através de André Luiz, que existe uma realidade das almas sobre a Terra, cima de nós, como se fossem de outra densidade e não conseguíssemos enxergá-los.

O mundo dos mortos vem sendo examinado desde que a humanidade se organizou em cidade, e como se acredita, os mortos podem ver a gente, mas a gente não pode ver eles.

Isso tudo é especulação claro, mas cientistas estão descobrindo que talvez a resposta que queremos está dentro das coisas e não fora, como boson-higgs e como a matéria escura.

Talvez realmente seres menos densos possam enxergar mais dimensões que nós, talvez até nós poderemos um dia, talvez caminhemos pra isso na evolução, seja ela programada ou não.

Em outra série da Netflix, The OA fala sobre pessoas que voltam da morte e experienciam o outro lado, muitas pessoas que tiveram Experiência de Quase Morte, a EQM, voltaram diferentes, com habilidades, pessoas que bateram a cabeça começaram a falar outras línguas, de onde vem essas informações transferidas para nosso cérebro?

Asimov, escreve em seu livro “Os próprios Deuses”, que um outro universo pode ser menos denso que o nosso e como seria as criaturas dessa universo, podendo atravessar coisas, e outros seres também, aliás, é assim que fazem “sexo” na história.

As questões são muitas e talvez estejamos vendo que talvez sejamos o inferno dos outros, talvez não consigamos ver o que se passa em outras densidades, a não ser, como afirma o espiritismo, através de projeção astral.

Como diria a ciência, o mundo é fractal, e como diria Hermes trimagestro, tudo que está em cima está embaixo, e como diria a bíblia, assim na terra como no céu, talvez a resposta que estejamos procurando não está assim, mas embaixo, na terra, e nós, dentro de nós.

No meio de tantos “talvezes” imagine o quão estranho deve ser para um ser olhar para o seu lado e ver pessoas humanas se movendo, civilizações, e elas não conseguem se comunicar conosco, fazemos o que bem entendemos e não o que eles querem, erros ou acertos, te lembra algo?

Tudo isso se baseia no hipótese da transcendência que você pode aprender sobre no vídeo abaixo.

Esse é um vídeo que pode explicar científicamente o que estou falando.

Sincronicidade e uma Ordem no Universo

Página 284 do livro “O Despertar dos Mágicos”

Plotino fala das relações naturais e sobrenaturais do homem com o cosmo e de todas as partes do universo entre elas: -“Esse Universo é um animal único que contém em si todos os animais… Mesmo sem estar em contato, as coisas agem e têm necessariamente uma ação a distância… O mundo é um animal único, e é esse o motivo por que é absolutamente necessário que esteja de acordo consigo próprio; não há acaso na sua vida, mas uma harmonia e uma ordem únicas.”

E finalmente: ” Os acontecimentos deste mundo dâo-se de acordo com as coisas celestes”.

Mais perto de nós, William Blake, numa iluminação poético-religiosa, vê todo o Universo contido num grão de areia. É a idéia de reversibilidade do infinitamente pequeno e infinitamente grande e da unidade do Universo em todas as suas partes.

Segundo o Zohar: “Tudo na Terra se passa como no céu”.

Hermes Trismegisto: “O que está no céu é igual ao que está na Terra”

E a antiga Lei chinesa: ” As estrelas no seu percurso combatem pelo homem justo”

Continue reading

Documentário: BBC The Code – O Código

Sinopse:
Um código misterioso alicerça o mundo. Mas o que ele significa e o que podemos aprender com ele? Marcus du Sautoy nos leva em uma odisséia para descobrir o código e revelar o seu significado.
Wikipédia (Inglês)
Dados do Arquivo:
Produção: Stephen Cooter e Michael Lachmann
Qualidade: TVRip
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: Aprox. 700 MB (cada episódio)
Duração: Aprox. 00:59:00 (cada episódio)
Formato: AVI
Servidor: Peeje (PJ) | Uploaded (UL)
Screenshot: Ep.1 | Ep.2 | Ep.3
————————————————————————————————————————————–

Episódio 1: Números
Du Sautoy revela um código numérico oculto que sustenta toda a natureza. Um código que tem o poder de explicar tudo, desde os números e as formas que vemos à nossa volta até as regras que governam nossas vidas. Neste primeiro episódio, ele revela como os números significativos aparecem em todo o mundo natural. Eles fazem parte de um mundo oculto da matemática que contém as regras que governam tudo no nosso planeta e além.
Download (PJ)
Download (UL)

Documentário: A Vida Secreta do Caos / The Secret Life of Chaos (2009)

Sinopse:
O Professor Jim Al-Khalili mostra como a teoria do caos pode responder a uma pergunta que a Humanidade tem se feito há milênios: como é que um universo que começa como poeira produz vida inteligente? É uma ideia desconcertante, contraintuitiva e, para muitas pessoas, perturbadora. Mas o professor Al-Khalili revela a ciência por trás de grande parte da beleza e da estrutura do mundo natural e descobre que, longe de ser mágica ou um ato de Deus, é na verdade uma parte intrínseca das leis da Física.

 

Comentário:
O documentário reuni um conjunto de informações/descobertas que deveriam ser conhecimento público, como construir algo com equações simples? Qual é a verdadeira razão para ter vida no universo? Há um design inteligente? Essas perguntas parecem terem sido respondidas nesse documentário.

 

Documentário: Fractais, Dimensão Oculta – Fractals, Hunting the Hidden Dimension

Pouca gente conhece esse tema, os fractais, e muito menos dela sabe da importância que ela tem no universo, compõe tudo, assim como o fala o sub-titulo do filme, é uma dimensão oculta, ela está em todos os lugares, só que age de forma invisível aos olhos mais desatentos, em vez de ser uma outra dimensão como a altura e a profundidade ela é a forma como as 3 dimensões se apresentam pra gente.
Veja suas aplicações em programas de computadores, na matemática, e perceba duas coisas polêmicas: Os simbolos fractais são comuns em CropCircles (Círculos nas fazendas inglesas e outros lugares), e se vocês viram um cropcircle de resposta a uma mensagem enviada ao espaço, pode ver que o satélite deles (aliens) são fractais
Veja a Palestra de André Luis Ruiz e o Documentário Thrive para saber mais, o site está repleto de informação sobre isso também.

 

Sinopse:
Documentário que apresenta-nos ao incrível mundo dos fractais, um conceito ainda não muito conhecido fora do meio cientifico, mas que está na base de uma nova visão da realidade, muito mais ampla e misteriosa.
Os fractais, descobertos pelo matemático polaco Benoît Mandelbrot, definem-se como figuras planas ou espaciais, compostas de elementos auto-similares infinitos, isto é, as partes são semelhantes ao todo e têm um aspecto e distribuição estatística que não mudam seja qual for a escala observada. Na natureza encontramos esse padrão em uma infinidade de exemplos, como os flocos de neve, nuvens, montanhas, percursos de rios, neurônios ou em uma simples couve-flor.
Este documentário interessante aproxima-nos do desconhecido mundo da matemática fractal, explicando-nos a origem, a importância da sua descoberta, assim como a sua aplicação atual em âmbitos tão diversos que vão da arte à medicina, passando pela biologia e tecnologia de comunicação.
Um universo quase inexplorado com um potencial infinito que está protagonizando uma autêntica revolução científica na maneira como pensamos a realidade.
Dados do Arquivo:
Direção: Michael Schwarz e Bill Jersey
Qualidade: TVRip
Áudio: Português (Dublado)
Tamanho: 491 MB
Duração: 00:52:32
Formato: AVI
Servidor: Mediafire
Download:

Organismo Fractal Espelho

Gaia, existe uma hipótese de que o planeta Terra seja um organismo gigante e que nós sejamos algo semelhante as nossas células, se fossemos comparar com o ser humano, e claro, mas não é só isso.

Se o Planeta fosse um Organismo Maior, nós, células, estaríamos destruindo nosso ambiente e atacando uns aos outros, e isso “geralmente” não é algo bom para o organismo de um ser.

Se nós prejudicamos cada um um pouco do ser Terra, ele irá ficar doente ou no mínimo debilitado, e essa fraqueza induzida só poderá ter como resposta uma alteração no equilíbrio das coisas, talvez agitações na terra, e ondas grandes em outros lugares/mares, vulcões podem entrar em erupção, e já que estamos tirando as árvores do planeta deixaríamos o clima afetado, provavelmente instável, pois as árvores funcionam como os pêlos de nosso corpo, tentam manter um campo de ar com uma temperatura mais próxima possível a do corpo, sem dar uma grande variável como acontece em planetas sem atmosfera.

Agora, pensando nessa maneira se torna um pouco compreensível o porque o mundo está como está hoje em dia, (claro, sem contar o bem falado aqui aquecimento global natural causado pela mudança do polo magnético do sol, que faz aumentar as rajadas ou erupções solares) talvez por nós estarmos em direta conexão com o ser que é o nosso “coletivo”(humanos-planeta) tenhamos que ter não só uma responsabilidade ambiental, uma resposabilidade física, e sim, também uma responsabilidade de estarmos bem, pois Kirlian e Amit Goswami provam através de fotos e experiências que temos conexões entre as outras pessoas, seja ela energética(kirlian), ou da consciência(Amit), e esse laço que temos com nós mesmos, humanos, fará uma diferença na efetividade em que  essa estrutura entrelaçada irá caminhar.

Alguns podem dizer que nesse caso nossa auto-consciência nos impede ou nos atrapalha para concluir nossa meta funcional no organismo, pois há dúvida e falta de valores na nossa sociedade, e talvez fosse melhor que não tivessemos  auto-consciência, pois agiríamos pelo instinto e linearmente, mas estaríamos castrando nosso potencial que é gigantesco, uma pena as pessoas abraçarem as dúvidas atiradas pelo Exército que a mídia e do governo fazem de si.

Sempre existirão corpos nocivos e os corpos que lutarão contra eles, mas quando essa luta está balanceada para o lado dos corpos nocivos aí encontramos um ser doente…

e se persistir muito, encontraremos um ser morto.

Gaia está doente! E enquanto muitos fazem apenas suas funções diárias,necessárias para desenvolvimento, os poucos sóbrios desse bar devem achar soluções e agir de uma forma melhore efetiva, se questionar para obter respostas ou procurar essa informação, pois somente os acordados não se deixarão serem englobados pela sombra desesperançosa da embreaguês cortadora de tendões dos poucos que querem andar no caminho do meio.

Proteja e Mude!