Tag: estados unidos

Carta do Cacique Seattle para o Presidente dos Estados Unidos

Antes, peço para que reparem na atemporalidade do texto da carta, e veja como se encaixa perfeitamente no caso de Pinheirinho.

Em 1855, o cacique Seattle, da tribo Suquamish, do Estado de Washington, enviou esta carta ao presidente dos Estados Unidos (Francis Pierce), depois de o Governo haver dado a entender que pretendia comprar o território ocupado por aqueles índios. Faz já mais de cento e cinquenta anos. Mas o desabafo do cacique tem uma incrível atualidade. A carta:

“Como podeis comprar ou vender o céu, a tepidez do chão? A idéia não tem sentido para nós.

Se não possuímos o frescor do ar ou o brilho da água, como podeis querer comprá-los? Qualquer parte desta terra é sagrada para meu povo. Qualquer folha de pinheiro, qualquer praia, a neblina dos bosques sombrios, o brilhante e zumbidor inseto, tudo é sagrado na memória e na experiência de meu povo. A seiva que percorre o interior das árvores leva em si as memórias do homem vermelho.

Os mortos do homem branco esquecem a terra de seu nascimento, quando vão pervagar entre as estrelas. Nossos mortos jamais esquecem esta terra maravilhosa, pois ela é a mãe do homem vermelho. Somos parte da terra e ela é parte de nós. As flores perfumadas são nossas irmãs, os gamos, os cavalos a majestosa águia, todos nossos irmãos. Os picos rochosos, a fragrância dos bosques, a energia vital do pônei e do homem, tudo pertence a uma só família.

Continue reading

Documentário: Inside Job, A Verdade sobre a Crise Mundial

“Inside Job, Documentario sobre a crise de 2008.”

SINOPSE: “Através de uma pesquisa extensiva e entrevistas com economistas, políticos e jornalistas, “Inside Job – A Verdade da Crise”, mostra-nos as relações corruptas existentes entre as várias partes da sociedade. Narrado pelo actor Matt Damon e realizado por Charles Fergunson, este é o primeiro filme que expõe a verdade acerca da crise económica de 2008. A catástrofe, que custou mais de $20 triliões, fez com que milhões de pessoas tenham perdido as suas casas e empregos.”

Obs: Achei o filme muito bom, apesar de tentar ser didático o documentário se mostra bem confuso para a mente menos atenta, mas é possível com facilidade entender como funciona a mecânica principal das multiplas falências apesar das várias palavras e termos desconhecidos para a grande maioria leiga do que chamam de “economia”.

Download do Filme e Legenda

Trailer do Filme

Documentário: Nação Fast-Food Legendado

Descrição – Don Henderson (Greg Kinnear) trabalha para uma das maiores redes de fast food dos Estados Unidos. Sua mais recente criação, o sanduíche The Big One, tornou-se um sucesso de vendas e levou às alturas seu prestígio na empresa. Certo dia o chefe de Don o chama para uma conversa particular. Um amigo da universidade, ligado ao laboratório de testes com alimentos, contou que um escândalo está prestes a estourar: a carne de hambúrguer da casa está contaminada. Caberá a Don investigar o problema.

 

Obs: Desculpe-me pelo atraso dos posts, mas minhas aulas começaram e estou pesquisando coisas pra um documentário que vou começar a escrever em breve. Espero conseguir manter o ritmo de post a cada 3 ou 4 dias.

Documentário: Thin – Anorexia

 

Descrição – Os distúrbios alimentares afetam cinco milhões de pessoas nos Estados Unidos e mais de 10% destes casos morrem devido a esta enfermidade. A fotógrafa Lauren Greenfield conta a história de quatro mulheres que literalmente morrem para ficarem magras.

THIN fornece uma janela para o complicado e difícil processo de tratamento, a cultura da reabilitação e a experiência de lutar contra uma desordem alimentar.O resultado é uma jornada emocional rica em experiências que permite um maior entendimento da complexidade das desordens alimentares: que elas não são simplesmente sobre comida, imagem corporal ou auto-estima; mas um emaranhado de razões pessoais, familiares, culturais e de saúde mental.THIN releva os rostos e as histórias por trás das estatísticas dessa crescente desordem através de depoimentos pessoais de 19 residentes de diversas idades e experiências de vida, registros jornalísticos e ensaios de especialistas na área dos distúrbios.

Baixe o filme aqui – Download–  Torrent

Rapidshare: Parte 1 – Parte 2 – Parte 3 – Parte 4 – esses links infelizmente tem que cadastrar o celular.

Relacionados:
Documentário: BBC – 10 Coisas que você tem que saber sobre perder peso

Explicando O Sistema da Reserva Federal

A Criatura da Ilha Jekyll – O Sistema da Reserva Federal

Transcrição de uma palestra proferida por G. Edward Griffin, com base em seu livro The Creature from Jekyll Island — A New Look on the Federal Reserve. Quem cria o dinheiro? De onde ele vem e para aonde vai? Os segredos dos magos do dinheiro são revelados. Examine de perto os espelhos, as máquinas de fumaça, as roldanas, rodas dentadas e polias que criam a grande ilusão chamada dinheiro. Longe de ser uma leitura árida e maçante, este artigo o deixará fascinado logo nas primeiras páginas. Parece uma história de detetive, mas é tudo verdade. A criação do Sistema da Reserva Federal, uma parceria entre o governo americano e um cartel de grandes bancos internacionais, é uma das maiores fraudes da história. Está tudo explicado aqui: a causa das guerras, dos ciclos de expansão e crises, inflação, depressão e prosperidade. Griffin expõe o problema do dinheiro fajuto, criado a partir do nada, por um passe de mágica, que ele chama de “Mecanismo Mandrake”. Após ler este artigo, sua visão do mundo mudará definitivamente; você também nunca mais confiará nos políticos e nos banqueiros.

Fonte: “The Big Eye”, http://www.bigeye.com/griffin.htm


Começaremos bem no passado para darmos certa perspectiva histórica ao assunto; iremos ao primeiro século antes de Cristo, ao pequeno reino da Frígia. Houve ali um filósofo chamado Epicteto, que disse: “Existem quatro tipos de aparências: As coisas são como parecem ser; ou nem são nem parecem ser; ou são, mas não parecem ser; ou não são, mas parecem ser.” Quando li essa afirmação pela primeira vez, ri muito e pensei que, com toda a certeza, se Epicteto estivesse vivo hoje, ele provavelmente seria um professor de Teoria Monetária e Sistema Financeiro na Universidade de Harvard; essa frase dele soa como tantas explanações que já li sobre vários aspectos do Sistema da Reserva Federal. O que ele fez foi pegar um conceito bem simples, mas ao tempo em que ele o explicou, ninguém fez a menor idéia sobre o que ele estava falando. Tudo o que Epicteto disse é que as aparências podem às vezes ser enganosas.

Entretanto, pensei que talvez acidentalmente, Epicteto tinha me dado uma trilha a seguir. Na verdade, isto poderia ser o tema, pois se existe alguma coisa enganosa no mundo, isto é o Sistema da Reserva Federal. Na verdade, ele é uma daquelas aparências do quarto tipo, aquelas que não são, mas que parecem ser. Vou usar isto como uma espécie de gancho para o assunto. Voltaremos ao tema de tempos em tempos porque ele nos diz algo no nível mais fundamental sobre o Sistema da Reserva Federal — que as aparências podem ser enganosas.

Quando fiz minha pesquisa sobre este assunto cheguei à chocante conclusão que o Sistema da Reserva Federal não precisa ser auditado, ele precisa ser abolido. É muito intrigante achar que devemos auditar o Fed, mas descobri que provavelmente, se o Fed fosse auditado, nada de irregular seria descoberto porque ele está fazendo exatamente o que deve fazer de acordo com a lei. O que ele deve fazer de acordo com a lei é a justificativa para aboli-lo, de modo que tudo o que precisamos fazer é compreender o que o Sistema da Reserva Federal faz e ficaremos bastante decepcionados com isto. O fato é que a maioria das pessoas não tem a mínima idéia sobre o que o Fed na verdade faz.

 

Cheguei à conclusão que a Reserva Federal precisa ser abolida por sete razões. Gostaria de lê-las para vocês agora apenas para que tenham uma idéia de onde estou vindo, como se diz. Coloquei essas razões na forma mais concisa possível para torná-las bem chocantes e talvez então vocês consigam memorizá-las:

 

  • A Reserva Federal é incapaz de cumprir seus objetivos declarados;
  • Ela é um cartel que opera contra o interesse público;
  • Ela é o supremo instrumento da usura;
  • Ela gera o tributo mais injusto que temos;
  • Ela incentiva a guerra;
  • Ela desestabiliza a economia;
  • Ela desestimula a formação de capital privado.

 

Não sei o que vocês pensam sobre esses pontos. Sei que muitos de vocês concordam com eles, mas presumo que existam alguns céticos aqui nesta noite e espero realmente que existam, pois, caso contrário, serei como um pregador falando somente para convertidos na igreja. Na verdade, sei que sempre existem alguns céticos que vêm a esses encontros e, francamente, é para vocês que estou falando hoje à noite. Uma vez, não muito tempo atrás, eu estava nessa mesma estrutura mental. Eu teria pensado comigo mesmo que estas são afirmações muito extremistas e acharia que elas não possam ser fundamentadas de forma factual. Embora o tempo não me permita abordar todos esses pontos aqui nesta noite, gostaria de explorar os quatro primeiros tópicos por certo tempo e mostrar que existe na verdade razão suficiente para uma pessoa racional concluir que essas afirmações são verdadeiras.

Acho que o melhor lugar para iniciar é com a formação da “criatura da Ilha Jekyll”; a criação da Reserva Federal. Isto me leva de volta ao título do meu livro, “The Creature from Jekyll Island” e se alguém aqui veio pensando que vamos exibir um filme que é a continuação de Jurassic Park, então você está no lugar errado. Obviamente, o título foi escolhido para atrair a atenção, mas também tem um grande significado. Para aqueles de vocês que nunca tiveram a oportunidade de se aprofundar no assunto, devo explicar que a Ilha Jekyll é uma ilha real, situada na costa do Estado da Geórgia. Foi naquela ilha, em 1910, que o Sistema da Reserva Federal foi criado em um encontro altamente secreto que ocorreu ali. O que eu gostaria de fazer é ilustrar para vocês que o encontro realmente ocorreu e mostrarei alguns dos documentos que estão disponíveis para provar que o sigilo era total e então chegaremos à pergunta: “Por que o segredo?” Quando as coisas são feitas em segredo, freqüentemente há algo a esconder e exploraremos o que eles queriam esconder. Uma vez que chegarmos a uma compreensão disso, então finalmente compreenderemos um aspecto muito importante do Sistema da Reserva Federal que geralmente não é compreendido pelas pessoas.

Continue reading

Facebook