Tag: equilíbrio (page 1 of 3)

“Quando o homem é presa de suas emoções ele não é senhor de si mesmo, fica a mercê da sorte” – Spinosa

Venho estudando nos últimos anos bastante sobre emoções e como domá-las, ou pelo menos discipliná-las.

Hoje em dia a grande maioria é refém desse artifício mental criado para sobrevivência e convivência, não somos capazes de refletir sobre elas, quando alguém age de forma que ofende ou chateia os outros as pessoas muitas vezes deixam pra lá falando que essa pessoa sempre vai ser assim.

Não é verdade.

Vivendo numa sociedade e nos infatiliza, nos traz desejos que nos infatiliza, temos que ter tudo, ser melhor que todos, buscar o sucesso, mas que sucesso é esse, essa vida que nos vendem é boa pra quem, será que dá pra criar um modelo de sonho e ter certeza que vai deixar todo mundo feliz?

Dá pra criar, mas com certeza não encaixa em muita gente, vemos hoje em dia a depressão e ansiedade como as maiores doenças da atualidade.

A infantilização vem desde o que queremos até ao como nos sentimos na sociedade, no universo, somos eternamente incompletos, sempre em busca algo novo, e sempre há coisas novas.

Mas e quanto a nós mesmos, a parte interna?

Esquecemos que o equilibrio é o maior objetivo da vida.

Hoje em dia já sabemos que somos seres emocionais, mesmo as pessoas mais frias e calculistas, e não nos ensinaram nenhum dia das nossas vidas a como lidar com nossas emoções, com as emoções dos outros e com o humor também, que é uma emoção constante.

E isso cria atrito demais em nossas vidas, pois queremos sermos quem já somos e não nos adaptar aos outros, entender os outros, somos seres que tem empatia, mas é muito difícil ver ela nas situações de nossas vidas.

Saber que as coisas são transitórias seria um grande evitador de sofrimento, pois estamos acostumados a ter tudo a todo tempo, ou pelo menos a desejar tudo a todo tempo. A vida não é feita para se ter satisfação a todo instante e sim para  ter equilíbrio, e para ter equilíbrio é preciso domar o mar das emoções.

Nos perguntamos sempre como as pessoas antigamente eram felizes, a questão não era ser feliz, mas em como se achava amor nas coisas que se faziam.

Mas como amar algo que não tem as mesmas características que nós?

Ao domar nossas emoções, estar alerta ao que nos faz feliz, ao que nos irrita, aos outros poderemos ver que o que importa no final de tudo na vida é a sua evolução pessoal, não é atoa que existem milhares de coaches hoje em dia, as pessoas não estão conseguindo ser elas mesmas, estão sujeitas a crenças, emoções, gatilhos emocionais, e sequestros emocionais também, que são aqueles momentos nem lembramos de tanta raiva que passamos, perdemos o controle, falamos coisas que não queríamos e machucamos as pessoas que amamos, pelo simples fato de sermos reféns de nós mesmos.

É possível se libertar dessa prisão, só pelo fato de você ter vindo até aqui ler esse post mostra que você está disposto.

Para todo furacão primeiro uma borboleta bateu sua asa em algum lugar.

Comece a bater suas asas.

O Segredo da vida é saber que você é frágil e estar Ok com isso

EnlightenmentalityTumblr_Monk-Balancing_December-2011

Como diminuir, ou aproximar nossa concepção de realidade dela própria?

Muitas pessoas nem sabem que não enxergam fora de suas bolhas, construiram todo uma realidade dentro de seus universos que se fecharam para as experiências novas, aliás, nem sabem que elas existem.

É preciso nos olhar de vários lugares para ter noção que somos realmente seres humanos.

Os casos alarmantes de depressão não são atoa, ou por que as pessoas ficaram mais frescas ou fracas, somos seres que devem ficar em constante equilíbrio, e tudo que vemos de propaganda e valores nos diz o contrário hoje em dia. Estamos seguindo um caminho que faz mal para a humanidade.

Continue reading

8 Pensamentos Sobre Você e o Trabalho

clockspor Paulo Ferreira

Ultimamente não costumo escrever com freqüência sobre o tema do trabalho tradicional, comercial, aquele que se faz tendo em mente uma troca financeira por um dado esforço ou período dedicado. Primeiro, porque fiz muito isso por muitos anos. Segundo, porque vivo no Brasil, onde a realidade do trabalho comumente é tão degradante e onde é tão comum  que seja desproporcionalmente exploratória dos seres humanos que não é muito animador abordar o tema. Talvez principalmente porque, a rigor, todos os agentes governamentais e empresariais do país estão cansados de saber perfeitamente disso, mas fingem que não sabem para manter as coisas exatamente como estão, simplesmente porque esse é o modo que interessa para maximizar o lucro das empresas que financiam as campanhas políticas, os lobbies e a corrupção. Apesar dessa introdução, e a pedido de uma leitora e amiga querida, vamos ao tema.

 

1. Suas ações no mundo

As ações no mundo são como água: procuram pelos caminhos com menos obstáculos. Entender isso, significa entender que o seu tempo e as suas capacidades e talentos são como canais por onde a “água” das atividades do dia a dia escorrem.

Muitos passam o tempo a tentar evitar a água e manter os canais secos. Isso não é possível, no mundo. Para fazer isso, você deveria optar por ficar em casa e isolar-se. Se você não quer isolar-se, desista de manter os canais secos: a água VAI correr por eles. O que você PODE e DEVE fazer, é escolher QUAL água que vai pelos seus canais.

Antes de tudo, escolhendo fazer da sua vida algo que lhe preencha e deixe feliz. Sem isso, o resto é inútil. Tudo que se faz neste mundo tem problemas e exige esforço e dedicação para ser feito; qualquer coisa. Mas se você faz algo que não lhe permite sentir-se realizado, tem todos os problemas pelos motivos errados. E isso é muito frustrante. Tenha os problemas pelos MOTIVOS certos. Aí, você vai achar que vale a pena.

Quando estiver certo de que o que você faz é algo que lhe  permite sentir-se realizado, por favor, não fique sentado esperando que os outros lhe digam o que fazer. Se você escolheu, deve gostar disso. Raramente as pessoas escolhem fazer algo que elas não gostam nem fazem direito. Assim, faça. Abrace o que você faz e saia puxando.

2. Puxar é a única forma de não ser empurrado.

Se você não puxar,  se não for auto-motivado, não estiver interessado e não sair fazendo; alguém logo virá lhe empurrar e dizer o que fazer para ocupar os canais do seu tempo e energia.

Sabe qual é a coisa que todas as organizações, instituições, ONGs, empresas, start-ups de qualquer tipo mais necessitam? De alguém que saiba o que fazer e FAÇA. Mesmo que não seja perfeito. Pode dar errado? Pode. E daí? Pode dar errado de qualquer modo. Mas quase tudo pode ser consertado e corrigido. E se não puder?
E daí? Muito mais pessoas são mandadas embora pelo que DEXARAM DE FAZER.

3. Por que você está fazendo?

Antes de fazer qualquer coisa, é fundamental entender de forma clara e explícita, PORQUE você está fazendo. Se você faz algo sem saber porque está fazendo, como poderia saber se está adequado? Se é bom? Se foi bem feito? Bem feito é algo que SERVE a um propósito e colabora para resolver um problema.

E é fundamental saber PORQUE você faz algo, caso contrário, pode descobrir depois que o que você fez afetou milhares de seres; destruiu a ecologia do planeta; prejudicou, mais do que beneficiou, os outros seres que compartilham este mundo com você.

E se, apesar de SABER que o que você faz é prejudicial aos outros seres, você optar por continuar fazendo… só posso lhe desejar melhores escolhas no futuro; boa sorte e ombros fortes para quando chegar a hora da colheita… porque como já disse um sábio: “o plantio é opcional, mas a colheita, obrigatória.”

 

4. Você sabe o que você faz?

Esse é outro ponto fundamental: Há pessoas cujo trabalho é identificar problemas nas organizações. Estas, normalmente, também estão incumbidas de propor soluções.

Há outras pessoas cujo trabalho é IMPLEMENTAR as soluções. Não há demérito nenhum nisso, e a quem vai implementar também cabe questionar e contribuir, fazer o seu melhor. Se você não QUER e não é feliz implementando as soluções pensadas por outras pessoas, procure outro trabalho, onde você possa ser a pessoa designada para identificar problemas e propor soluções.

MAS quando alguém designado para IMPLEMENTAR soluções passa todo o tempo IDENTIFICANDO problemas… naturalmente, não está fazendo o seu trabalho.

 

5. Você trabalha POR seus resultados, mas PARA o bem de outros.

A razão do que você FAZ precisa estar ligada a ALGUÉM. Mas não a VOCÊ. Na maioria das profissões, você faz algo PARA alguém. Portanto, se você está sentado na sua mesa de trabalho, pensando no que fazer para SI MESMO, obviamente está TUDO errado.

Não é para você mesmo, nem deveria ser. Há alguém que deve ser BENEFICIADO pelo seu trabalho: outro ser humano, ou a pessoa que recebe o produto ou usa o serviço, ou os seus colegas que precisam do seu trabalho feito para fazer o deles. Sim, pois é: quando estamos trabalhando, devemos nos concentrar na solução de problemas. O objetivo não é que você esteja servindo a si mesmo. O objetivo é que esteja servindo a outrem. (Fique tranqüilo: mais adiante no texto vou voltar ao SEU tempo, que é imensamente importante)

Mas quando qualquer um esquece que está, no tempo do trabalho, SERVINDO como MEIO para a solução dos problemas … começa a dar tudo errado, porque ao invés de resolver os problemas, a pessoa prefere fugir deles. Se você quer fugir de problemas, fique em casa, embaixo do cobertor. Pode não te levar muito longe, mas terá sido a sua escolha. Mas se você decidiu trabalhar, entenda: este é o tempo da sua vida dedicado a ser MEIO para SOLUÇÃO dos problemas dos outros.

Entenda o que é pedido a você que faça. Se não entendeu bem, pergunte de novo, e de novo, até entender. Se achar que NÃO pode fazer isso, não faça, vá cuidar da vida em outro lugar. Mas se entendeu; e se o seu papel é fazer: não fuja, não finja, não protele, FAÇA.

6. Porque você sai de casa e vai ao trabalho?

Mesmo que você ame o que faz, você faz porque tem objetivos SEUS, para a sua vida, que quer realizar. Para as pessoas que precisam trabalhar por um pagamento, o trabalho é (também) um meio de obter recursos para realizar OUTRAS coisas que querem na vida.

Veja: todos os seus colegas fazem EXATAMENTE a mesma coisa, exatamente pelo mesmo motivo. Eles não vão ao trabalho pra atrapalhar os seus planos. Eles não vão lá para prejudicar os clientes. Eles não vão lá porque o chefe quer. Eles vão porque querem algo da vida. E se todos puderem apenas fazer a sua parte e não atrapalhar a parte do outro, certamente a vida de todos fica muito mais simples.

 

7. Finalmente, sobre o SEU tempo

O momento de servir a si mesmo é quando você está cuidando da sua vida pessoal. E é FUNDAMENTAL fazer ISSO durante o tempo dedicado à sua vida pessoal. Ela não pode ser negligenciada.

Se nem você quer cuidar de si mesmo, como pode esperar que alguém mais queira? CUIDE muito bem da sua vida pessoal e jamais aceite viver de um modo que não permita cuidar de si e de quem você ama. Ninguém vai lhe dar sua vida de volta, ninguém vai lhe dar de volta os dias que já foram. Sim, pode haver exceções, emergências, momentos onde isso não é possível.

Mas você ainda sabe o que é uma exceção?

8. Exceção é EXCLUSIVAMENTE algo que acontece tão ESPORADICAMENTE que não pode ter uma freqüência identificada.

Se algo acontece semanalmente, não é uma exceção. Temos revistas semanais há décadas. Você chamaria o fato da revista semanal sair no próximo domingo de EXCEÇÃO? Se algo acontece mensalmente, também não é uma exceção: você recebe seu salário todo mês. Chamaria o fato dele cair na sua conta de “uma exceção”?

E muito definitivamente: o que acontece várias vezes por mês ou por semana, mas é chamado de exceção apenas porque é “imprevisto” NÃO pode ser qualificado como exceção. A completa falta de planejamento que domina a quase totalidade das organizações brasileiras faz com que, aqui, praticamente TUDO seja imprevisto. Se você trabalha, no Brasil, numa organização que é diferente disso, parabéns: ela é justamente a EXCEÇÃO que confirma a regra.

Para o bem de quem precisa trabalhar; o trabalho jamais acaba – nós é que paramos num dado momento e retomamos no dia seguinte. É assim, e só assim que funciona, em qualquer lugar do mundo, exceto nos sistemas escravagistas; oficialmente banidos da sociedade desde o século 19. Mas que continuam acontecendo, até mesmo disfarçados de “trabalho intelectual” em prédios envidraçados, enquanto houver pessoas dispostas a se submeter a eles. (SIM, esta é a parte mágica: no exato dia em que ninguém mais se submeter a isso, esse capítulo degradante da humanidade estará encerrado. Obviamente que o “esquemão” vai sempre tentar lhe convencer de que não é possível ser de outro modo, porque se você acordar para esta mentira, isso compromete o próprio lucro do “esquemão”)

Novamente: Exceção é algo que acontece tão ESPORADICAMENTE que não pode ter uma freqüência identificada.

Qualquer coisa que acontece toda semana ou todo mês e lhe exige abandonar a sua vida por períodos diferentes da carga horária originalmente combinada não se chama exceção. Chama-se mentira mesmo.

 

Kung Fu x Musculação

bruce-lee kung fu filme martial art www.destruidordedogmas.com.br

Todo mundo conhece alguém que faz academia, seja para ter saúde, um corpo em forma, ou simplesmente uma insatisfação constante com o seu corpo.

Já conhecer alguém que faz kung fu, ou outra arte marcial com filosofia, é raro.

A resposta talvez esteja nas coisas mais básicas das duas atividades, eu mesmo já pratiquei as duas e tenho que confessar que academia não me satisfez nenhum pouco.

Mas vamos as diferenças que percebi nas duas práticas. E claro, há exceções para tudo.

Continue reading

C-1: o primeiro veículo com giroestabilização do mundo

Link do Video

É difícil dizer se é uma moto com design de carro ou se é um carro com porte de moto, mas isso é o que menos importa no C-1. Projetado pela Lit Motors, o veículo de apenas duas rodas conta com um sistema de giroestabilzação inédito, que é capaz de mantê-lo sempre equilibrado, mesmo quando forças externas o pendem para um dos lados.

Totalmente elétrico, o C-1 da Lit Motors pode percorrer distâncias de até 350 quilômetros com apenas uma carga, atingindo velocidades de até 150 km/h. Segundo os desenvolvedores do projeto, ele pode ir de 0 a 100 km/h em apenas seis segundos – o que é rápido até mesmo para carros movidos a combustão.

C-1: o primeiro veículo com giroestabilização do mundo

(Fonte da imagem: Divulgação/Lit Motors)

 

Além desses recursos, o C-1 ainda conta com display HUD no para-brisas, ar condicionado, vidro elétrico e uma interface de comando por voz. O valor para a aquisição deles em 2014 será de US$ 24 mil (R$ 48,6 mil), mas isso deve ser reduzido já no segundo ano de fabricação. Estima-se que até 2018 ele não passe dos US$ 12.500 (R$ 25.300).

Leia mais em: www.tecmundo.com.br

ONG – Instituto Pensamentos Filmados

Falar da minha cura ativa a cura alheia. E também diante da minha história de vida e de quem eu sou, não me restaram muitas alternativas a não ser fundar e tocar uma Ong – o Instituto Pensamentos Filmados e também escrever para este site “Destruidor de Dogmas”, que é muito interessante e vai de encontro a meu Ser rebelde!

Ao longo de meu longuíssimo caminho da cura, descobri diversas ferramentas, ainda pouco divulgadas como a medicina integrativa, para melhorar da Depressão agressiva que estourou na minha infância devido ao ambiente familiar disfuncional em que vivi, onde apesar de estar junto de adultos inteligentíssimos, amorosos e espíritas kardecistas, sofri abusos morais e sexuais por parte de meu pai, e ninguém me ouviu.

Meu pai foi um médico muito amado e famoso na cidade em que cresci, de uma inteligência (Q.I.) brilhante que o fez passar em uma excelente residência médica, em primeiro lugar do Brasil todo! Mas a falta de conhecimento acerca do funcionamento psicológico e dos mecanismos da mente, a falta de Consciência, como ele mesmo colocou para mim anos mais tarde quando se desculpou por tudo que fizera comigo, o fez se perder.

Continue reading

Diálogo sobre Responsabilidade I

Fui a uma festa e me lembrei do que andei ouvindo por ai, por campanhas que me diziam: Se beber não dirija.

Tentei agir corretamente, peguei meu carro, sai de casa e na festa pedi coca cola e mate.

Senti orgulho de mim mesmo. Senti que o correto era isso mesmo, não beber para dirigir ou beber e não dirigir, embora meus amigos insistiam que isso era coisa de babaca.

Quando a festa finalmente acabou, vi gente bêbada, casais cambaleando e rindo. Com tanto álcool é comum ver como essas pessoas se acham incrivelmente superiores com seus carros caros mas com personalidades mal formadas.

Vi pessoas pegando seus carros, sem condições de fazer isso.

Peguei meu carro, com a certeza de que iria chegar em casa são e tranquilo, orgulhoso e tranquilo, pois havia seguido todas as recomendações de como agir corretamente.

Comecei a manobrar, coloquei uma musica bacana no carro e fui lembrando de como foi legal a festa quando… …. ….. …… ……..

Continue reading

Como Fazer Alguém Virar Ateu?

darth-vader-star-wars

Como Fazer Alguém Virar Ateu?

Frequentemente ouço isso, antigamente me perguntava isso também.

Fazia esquemas, juntava argumentos imaturos usando a bíblia como fonte, e as contradições dela e das pessoas que pensam viver segundo sua palavra.

Um ateu nasce de uma revolta para com o sistema religioso que nos envolve hoje, pela descrença nas divindidades, por um simples trauma ou por ter uma falsa idéia que é o mais lógico não acreditar em Deus e tirar o crédito de milhares de anos de sabedoria escrita em todas as religiões.
Ser ateu é apenas o outro lado da moeda, é ser tão cego quanto um crente fanático, devemos como diria Buda, “Seguir o caminho do meio”,pois apenas com o equilíbrio é que se consegue viver feliz e em harmonia.
Mas o que venho falar aqui na verdade não são palavras zen apenas, e sim mostrar uma outra razão por trás das crenças religiosas.

Ateus geralmente estudam bastante as ciências para ter argumentos contra religiosos, mas esquecem um fator muito importante, “Como viver a vida?”. Qual seria a importância de saber, ou pensar saber, sobre todas as ciências e esquecer de como se comportar, como tratar as pessoas, como respeitar e ser alguém moral? Além de estudarem algo totalmente distorcido como é a ciência que nos apresentam hoje em dia (resultados são manipulados para o bem das multinacionais), pois me responda uma coisa, você leitor, acreditar em algo sem você mesmo ter tirado de veracidade dela, é ter naquele que dizem que é certo? E isso se assemelha muito ao que as pessoas religiosas fazem, mas existe uma diferença, e claro existem exceções em todos os casos, uma pessoa que procura Deus não como fim, mas como meio, é muito tranquila e geralmente está feliz, sim, muitas vezes isso é uma felicidade ilusória passada pela igreja, mas ela encontra tranquilidade, e existem muitas pessoas sábias e inteligientes que gostariam de acreditar ou acreditam, e a bíblia foi a primeira experiência e a mais próxima que apareceu para eles.

Dizem que a religião roubou a moralidade, e sim muitos religiosos afirmam isso com seus discursos sobre bem e mal, mas existe muita coisa por trás do que simples mitologias.

Mas o que eu quero dizer na realidade é, de que adianta tentar converter um religioso, mostrar as “falhas” ou “má compreensões” de seus ensinamentos se ela vive tranquilamente, tem gente que não está preparado para ouvir certas coisas, e existem pessoas que precisam de certezas para viver suas vidas, como crentes e ateus, já outras apenas vivem, como os agnósticos, e na realidade é isso que importa, é o jeito que você vive a vida.

Se tudo fosse destruido, e nada sobrasse do mundo, você ateu ia ser uma pessoa melhor que um religioso? Essa é a questão, crenças as vezes ajudam as pessoas a se tornarem melhores.

Tem uma frase da bíblia que me lembro, “os justos terão o caminho eterno”, algo parecido.
E com certeza é nisso que devemos nos focar.

Não tente converter ninguém, tente compreendê-lo, pois até por que como venho mostrado aqui no site a compreensão do que é Deus verdadeiramente está longe das que nos vendem em igrejas e mesquitas no mundo.

Veja o Episódio de South Park que serve para tirar uma dos Mormons, mas no final eles mostram essa visão que tenho.
Baixe por aqui.

Como Vejo a Saúde

884960

Como vejo a saude,

Eu tenho uma visão bem diferente com relação a isso,
Acho que a maioria das pessoas que pensa nisso é porque acha que vive mal, não faz exercicio, ou come muita porcaria. Penso também que a saúde mental é essencial para o equilibrio de nosso corpo, pois é com ela que se calibra o resto.
Mas acho que sou uma minoria, eu tenho ânsia por fazer exercicio e fazer esportes me preocupo 24 horas em estar tranquilo, e percebo as pequenas consequências no meu corpo caso isso não aconteça.

Com relação a alimentação, Sou totalmente despreocupado, acredito sem procurar comprovação que a satisfação que você tem ao comer ti dará muito mais bem estar do que exatamente o que você está comendo. Até porque eu contradizeria qualquer nutricionista, pois não como vegetais e não fico doente a 6 anos.
Eu men sinto extremamente saudável todo dia, sem brincandeira, gosto muito de correr e corro toda semana algumas vezes, e acredito que tomar banho gelado revigora meu espírito, além de evitar resfriados, e o tomo algumas vezes por semana.

Acho que as pessoas deveriam testar mais seus corpos, ver como reagem, testar limites, ou pelo menos entre as pessoas que conheço, poucos se conhecem, sabem quanto tempo aguentam sem comida, ou correndo…
Mas infelizmente pouca gente tem esse tipo de espírito hoje em dia.

Muita gente coloca todo sua crença de saúde em alimentos, o que para mim é incompleto. Comida não é como se fosse remédio, que tem que se tomar a cada tantas horas para ficar bem, muito pelo contrário, a pessoa que se baseia nisso com certeza tem uma saúde desequilibrada.

Pensei em colocar a imagem desta reflexão, de vários alimentos, mas após perguntar para Ygor Abreu, dono do blog “vidasostenible”, sobre que imagem representaria SAÚDE, ele para minha total surpresa me responde, LUZ, e após alguns segundos vejo o tanto de significados que essa palavra pode dar, e resolvi escolher um Vitral, pois sua beleza apenas pode ser mostrar com a luz passando por si mesma, Acho que as pessoas tem que visar luz também, alé do significado espiritual de dar mais consciência, sabedoria, também o significado corpóreo, pois o físico também precisa de luz para se sentir bem e equilibrado.
E assim como o vitral todos deveríamos absorver/procurar a luz de todas as formas e metáforas possíveis, para que possamos projetá-la para quem queira ver nossa beleza e sabedoria no seu esplendor.

Obrigado Ygor, por essa conversa.

O Troco da natureza na Monsanto

Broto no tronco

Nos EUA, agricultores precisaram abandonar cultivos de 5 mil hectares de soja transgênica e outros 50 mil estão gravemente ameaçados. Esse pânico deve-se a uma erva daninha que decidiu se opor à gigante Monsanto, conhecida por ser a maior predadora do planeta. Insolente, essa planta mutante prolifera e desafia o Roundup, o herbicida total à base de glifosato, ao qual “nenhuma erva daninha resiste”.

Em 2004, um agricultor de Macon, situada a 130 km de Atlanta, no Estado da Geórgia, EUA, notou que alguns brotos de amaranto resistiam ao Roundup que ele utilizava em suas lavouras de soja. As lavouras vítimas dessa erva daninha invasora tinham sido semeadas com grãos Roundup Ready, que receberam um gene resistente ao Roundup ao “qual não resiste nenhuma erva daninha”

Desde então, a situação tem piorado e o fenômeno se estendeu a outros Estados, como Carolina do Sul e do Norte, Arkansas, Tennessee e Missouri. Segundo um grupo de cientistas do Centro para a Ecologia e Hidrologia, organização britânica situada em Winfrith, Dorset, produziu-se uma transferência de genes entre a planta modificada geneticamente (OGM) e algumas ervas indesejáveis como o amaranto. Essa constatação contradiz as afirmações peremptórias e otimistas dos que defendem os organismos modificados geneticamente, que afirmam que uma hibridização entre uma planta modificada geneticamente e uma não modificada é simplesmente “impossível”.

Para o geneticista britânico Brian Johnson, especializado em problemas relacionados com a agricultura, “basta que aconteça somente um cruzamento, que pode ocorrer entre várias milhões de possibilidades. Uma vez criada, a nova planta possui uma enorme vantagem seletiva e se multiplica rapidamente. O potente herbicida aqui utilizado, à base de glifosato e amônia, tem exercido uma pressão enorme sobre as plantas, que por sua vez aumentaram ainda mais a velocidade de adaptação”.

Assim, ao que parece, um gene de resistência aos herbicidas deu origem a uma planta híbrida surgida de repente entre o grão que se supõe que ele protegeria e o amaranto, que por sua vez se torna impossível eliminar.

A única solução é arrancar à mão as ervas daninhas, como se fazia antigamente, mas isso já não é possível dadas as dimensões das áreas de cultivo. Além disso, por terem raízes profundas, essas ervas são extremamente difíceis de arrancar, razão pela qual simplesmente se abandonaram 5 mil hectares de soja.

Muitos agricultores pretendem renunciar aos OGM e voltar para a agricultura tradicional, ainda mais por que os cultivos OGM estão cada vez mais caros, e a rentabilidade é primordial para esse tipo de lavoura. Assim, Alan Rowland, produtor e vendedor de sementes de soja em Dudley, Missouri, afirma que já ninguém pede sementes do tipo Roundup Ready, da Monsanto, que ultimamente representavam o 80% do volume de seus negócios. Hoje as sementes OGM estão desaparecendo de seu catálogo e a demanda por sementes tradicionais não deixa de aumentar.

Já em 25 de julho de 2005, o jornal The Guardian publicava um artigo de Paul Brown que revelava que os genes modificados de cereais tinham passado para as plantas selvagens e criado uma “super semente”, resistente aos herbicidas, algo “inconcebível” para os cientistas do Ministério do Meio Ambiente. Desde 2008 os meios de comunicação ligados à agricultura dos EUA informam cada vez mais casos de resistência, ao mesmo tempo em que o governo daquele país tem realizado cortes importantes no orçamento da Secretaria da Agricultura, que o obrigaram a reduzir e depois interromper algumas de suas pesquisas nessa área.

Planta diabólica ou sagrada?
Resulta divertido constatar que o amaranto, essa planta “diabólica” para a agricultura genética, é sagrada para os incas. Pertence aos alimentos mais antigos do mundo. Cada planta produz uma média de 12 mil sementes por ano e as folhas, mais ricas em proteínas que as da soja, contém sais minerais e vitaminas A e C.

Assim, esse bumerangue, devolvido pela natureza à Monsanto, não neutraliza somente essa empresa predadora, mas instala em seus domínios uma planta que poderia alimentar a humanidade em caso de fome. Ela suporta a maioria dos climas, tanto as regiões secas, como as de monção e as terras altas tropicais, além de não ter problemas nem com os insetos nem com doenças, com o que nunca precisará de aplicação de agrotóxicos.

Assim, o amaranto enfrenta a muito poderosa Monsanto como David se opôs a Golias, e todo mundo sabe como acabou o combate, mesmo que muito desigual. Se esses “problemas” ocorrerem em quantidade suficiente, que é o que parece que vai acontecer, em seguida não restará opção à Monsanto a não ser fechar as portas. Além de seus empregados, quem realmente se compadecerá com essa fúnebre empresa?

Fonte: http://www.aenoticias.pr.gov.br/modules/news/article.php?storyid=48376

Older posts