Tag: dogmas

Sobre Dogmas e Grupos – De onde vem o poder da Igreja Católica?

Inquisição Católica

Estava assistindo agora ao filme “O código da Vinci”, do livro de Dan Brown. Me surpreendo com a forma pela qual ele consegue prender a atenção das pessoas: no início de cada livro, ele nos avisa que várias das informações ali expressas são reais, principalmente alguns fatos históricos, instituições e seitas religiosas. Ele se baseia em dados reais, principalmente em curiosidades, e através delas amarra uma trama fictícia. Chega um ponto em que não conseguimos mais distinguir o que é real e comprovado e o que é ficção.

Não tenho base para argumentar se as teses apresentadas sobre o Priorado de Sião e sobre o casamento de Jesus com Maria Madalena são reais ou não. O que me interessa nesse filme é a importância dada a este fato.

Continue reading

Aprender a ver… aprenda a correr!

Continuar o caminho, sempre…

O que é uma teoria? É uma forma de conhecimento? É um passo para se alcançar a verdade? Muitas pessoas acham ao ver nas revistas, televisões e jornais a frase “cientistas descobriram que…”, o que vem a seguir é um passo a mais na verdade do mundo.

Mais que isso, as pessoas tem a idéia de que as descobertas científicas funcionam como uma luz, que cada vez fica mais forte, e aos poucos vai iluminando as áreas escuras da realidade, e nos revelando a Verdade. Ora, mas esse é um modelo religioso de verdade – Há um Deus perfeito, que contém em si toda a Verdade, e que podemos acessar ao menos uma pequena parte desse grandioso saber. O que quero dizer aqui não é que essa forma de saber está errada, mas que, no fundo, nossa visão de mundo depende de uma teoria, uma idéia do que é a realidade e o que é a verdade.

Por exemplo, se perguntarmos o que é um rio a um geógrafo, a um pescador e a um índio. Porvavelmente o geógrafo vai falar das propriedades físicas da água, do ciclo de nascimento do rio e sua formação através do relevo da paisagem, ou seja, aquilo que vemos dito nas ciências e provado em suas experiências. O pescador, por outro lado, estudou pouco mas tem uma experiência profunda de como o rio se comporta, se tem ou não muitos peixes, seus perigos e suas belezas. Seu saber só pode ser sentido por aquele que tem a mesma experiência. Já para o índio, este vai descrever o rio provavelmente através de uma mitologia, ou seja, vai tratá-lo como um deus, com suas vontades próprias.

Continue reading

O Maior Segredo Está Bem à Frente de Seus Olhos

Onde estão os maiores segredos?

Quebrar dogmas, esse é uma das direções que o site toma. Dogma não são somente as grandes “verdades” (na maioria das vezes mentirosas) que são defendidas por pessoas com grande poder político, econômico ou com grandes saberes. Dogma é, de certa forma, qualquer verdade tomada em si mesmo, sem que se busque lhe dar um fundamento.

Por exemplo, posso dizer aqui que todo o universo é constituído pelos quatro elementos: água, fogo, terra e ar. Posso crer nisso e interpreta as coisas que acontecem através dessa idéia. Se estou doente, é porque tive um desequilíbrio entre os elementos. Não há nada de errado em agir assim. Entretanto, se o que penso afeta outras pessoas, então é necessário provar que estou certo.

Vou dar um exemplo de como isso é importante. Vamos pensar nessa questão: quando é que se pode dizer que existe um bebê, um humano? Quando espermatozóide e óvulo se encontram? Quando o feto atinge 6 semanas, 12 semanas? Quando nasce? Essa pergunta é um dos argumentos feitos tanto pelos defensores quanto pelos que criticam o uso e células-tronco embrionárias, que poderiam ser usadas para o tratamento e paralisias e outros danos no sistema nervoso, por exemplo.

Não estou aqui querendo entrar nesse assunto. Só estou querendo dizer o quanto é necessário deixar o dogma, ou seja, a certeza sem prova, e fundamentar o raciocínio das coisas que acredita. Dito isso, vou agora explicar o título que coloquei no texto.

Continue reading

Facebook