Você conversa com motoristas do uber porque há algo de interessante numa nova perspectiva.
Se falássemos com pessoas sozinhas mais vezes talvez teríamos mais saúde mental, mais referências das pessoas sobre diversos assuntos.

Outras perspectivas nos revelam algo de surpresa, algo enterrado em um local das ideias que achávamos que conhecíamos, que era tão familiar que nem prestávamos mais atenção.

Pedir desculpas ou perdão é uma luta para muitos, mostrar-se vulnerável pode ser doloroso demais, pois há sempre uma necessidade de ser perfeito, não admitir erros e de proteger o ego. Mas estar vulnerável muda o rumo da conversa, revelando outro relevo no diálogo e consequentemente novas aventuras.

Nossas relações são como pequenas chaves para novos conhecimentos. Nunca subestime o outro, ele também guarda seu chaveiro assim como todos.

Muitas vezes esperamos ouvir algo, um “eu te amo”, um “estava com saudades” e pode demorar para ouvir isso, mas essas palavras guardam um poder de transformação tremendo. Vale a pena usar mais elas, demonstrar suas emoções em palavras só vai trazer mais pra perto as suas relações e fortalece-las.

Uma coisa que todo mundo adora é falar de si, é algo do ser humano mesmo, quem escuta automaticamente é uma pessoa mais querida, pois demonstra interesse no outro, tem empatia, e se você escuta quer dizer que você concorda com aquilo de certa maneira.

As conversas curam do dois lados, é uma mão dupla, todo mundo quer falar, e todo mundo quer aprender, basta perguntar e querer.