Tag: ciclo

Uma nova visão de homem pode salvar o mundo.

Nossa sociedade cria pessoas para ficarem doentes, acho que isso todo mundo já está a par, mas por quê?

Se você não está agora, provavelmente já esteve ou vai ficar estatisticamente falando.

É muito difícil atingir um equilíbrio em nossas vidas, há muito o que  fazer, muita coisa pra pagar e pouco tempo para recuperar as energias.

São desejos implantados em nós toda nossa vida, vontades/necessidades essas que não buscam uma vida equilibrada, não pensaram nisso na sua criação, o que acontece é uma busca incansável por algo que muitas vezes não existe, ou é simplesmente impossível.

Na primeira palestra do curso de psicologia que participei um dos palestrantes mencionou estudar a psicologia positiva, que seria uma nova, mas na verdade esquecida visão do homem, ou melhor, de seu entendimento, ele focaria apenas em melhorar o indivíduo e não tratar a doença em si.

Depois de um tempo comecei a pensar que tipo de visão de homem deixaria a humanidade equilibrada, existem armadilhas que são óbvias para muitos, como por exemplo a busca do príncipe encantado, o corpo perfeito, uma vida materialista, mas mesmo assim, talvez pela falta de julgamento ou senso crítico, quase nunca trabalhada nas crianças, ainda temos uma grande porção da população que acredita nesse, vamos dizer assim, conto de fadas, nesse plano belo, porém irreal.

Na psicologia é chamado de Shouldism ou deverismo quando acreditamos no que deveríamos acreditar e não no que de fato nos satisfaz.

Acreditamos em muitas ilusões e muitas delas nos satisfazem por um tempo, mas a falta de enfrentamento e atrito com essas realidades nos causa angústia.

Vivemos em um mundo que nos adoece, que demanda tempo demais, esforço demais, e nos deixa em alerta o tempo inteiro, criando poucas oportunidades para sermos nós mesmos, de tirar todo o peso que colocam em nós e os que deixamos colocar também, até acrescentamos nós mesmos.

É peso demais.

 

Autoconhecimento é algo fundamental na vida de qualquer um, mas para isso é preciso pausar, desacelerar, olhar para dentro, mas hoje em dia trabalhamos mais para ganhar o mesmo que nossos pais, tudo ficou mais caro, principalmente no Brasil, e o custo da sobrevivência aumentou.

Quando se está encurralado você não pensar em resolver suas questões, há muitas preocupações, e o ciclo continua, e todos deixam a saúde mental de lado, o autoconhecimento e a satisfação de ser quem você gostaria de ser é deixado de lado e gradativamente esquecido.

Para o ser humano do futuro nascer, ou melhor, ser projetado, seria preciso criar uma sociedade, uma cultura em que a necessidade de se preocupar com a sobrevivência fosse vencida, e a partir daí outras questões e desafios entrariam na vida dessa pessoa, veja você, como é diferente a vida dos europeus e outros países de primeiro mundo, as prioridades são totalmente outras.

Viés otimista é o nome dado para quando imaginamos algo, um mundo, um homem, e tentamos construir essa ideia que não é realidade ainda e essa qualidade é encontrada em todos os líderes.

Essa mudança já começou, mas vai demorar bastante até alcançar metade da população, ela deve ser projeto, assim como os acordos ambientais, a humanidade deveria se juntar para criar o ser humano do futuro também, espalhando conhecimento e fórmulas que dão certo.

Talvez com a colonização de Marte e a Lua enxergaremos a noção de planeta, de raça humana, de que não dá pra colonizar Marte do jeito que fizemos na Terra. Temos que ser o melhor de nós lá e em tantas outros lugares que a humanidade ainda irá explorar.

Pseudo Anti-Comodismo

Esses dias ouvi a frase ” Eu não quero que mendigos durmindo na rua sejam percebidas como coisas naturais e sem impacto ao meu olhar, quero sempre me indignar quanto a isso”, a frase foi algo assim.

Essa é uma frase muito falada por pessoas que acham que podem mudar o mundo com apenas seu pensamento.
Você não se se acomodar é muito bom, mas está na mesma posição no mundo físico do que um acomodado.

Uma árvore que pensa continua não mudando nada a sua volta a não ser pelos seus ciclos naturais que não exigem nada além do natural.

A indignação deve se materializar em ação para ter seu efeito real, se não é apenas pensamento.

Cito um exemplo, preconceito e discriminação, as pessoas usam essas palavras de modo errado. Preconceito todo mundo tem, é natural e involuntário, acontece sem  a gente perceber, já discriminar é botar esse pensamento mesmo que não natural para fora. Uma situação que isso pode acontecer é quanto vemos pessoas vestidas de forma muito suja e andando rapido em nossa direção, o medo ou preocupação vem rapidamente em nossa mente, fazendo-nos muitas vezes ir para o outro lado da rua.

É algo natural, acontece.Mas devemos lutar contra os preconceitos ruins.

Vou citar um acontecido dessa semana que aconteceu comigo; tinha um cara com o carro quebrado na marginal pinheiros e estava tendo uma puta chuva, tinha uma pessoa acenando para parar, e decidi parar, ele estava precisando de 36 reais para comprar uma peça do carro que quebrou, e eu só tinha duas notas de 20, e dei pra ele, instantaneamente meus amigos me olharam com a cara (você vai fazer isso mesmo?!), ele me prometeu ligar e depositar o dinheiro pra mim, o que não aconteceu ainda.

É esse tipo de mudança que devemos viver, simplesmente ação, não adianta nada você simplesmente ver alguém precisando de ajuda e se sentir mal, se sentir mal é assumir uma derrota ao estilo de vida capitalista, e esse estilo preve uma acomodação, ser ativo

É quebrar um ciclo.

É acordar do modo zumbi,

É ser um dos poucos sóbrios do bar.

Portanto, não fique aí sentindo a realidade, vá e a modele ao seu modo.

A Profecia Maia aprofundada

O conselho dos Maias – 23.12.2012

Caro amigo, nesse momento iremos entrar no tema central de nossos estudos, fazendo uma introdução sobre o que seria essa profecia, como a humanidade estaria contribuindo para que tal fato ocorresse, e talvez o mais importante, como seria nosso comportamento diante de tal acontecimento.

Não queremos tratar o assunto de forma sensacionalista, queremos apenas coloca-los a luz dos fatos, para que possam tirar suas próprias conclusões. Devemos também citar que as profecias maias eram tanto baseadas na vivência espiritual de seu povo quanto no estudo das características planetárias e universais, ou seja, o que será dito aqui foi fruto de estudos minuciosos, e não um fruto do acaso.

Galáxia

A profecia Maia que se refere ao ano de 2012 nos revela que a Terra irá passar por severas transformações, e é isso o que vamos detalhar a seguir:

A revelação fala sobre o final do medo, onde o mundo de ódio e materialismo terminará no dia 23 de dezembro de 2012. Nesse momento a humanidade deverá escolher entre continuar o seu comportamento egocêntrico e desaparecer do planeta como espécie, ou evoluir para que ocorra a integração do homem com o universo, passando assim a viver um momento harmônico espiritualista da sua história.

Cabe a nós desvendarmos o que seria realmente “desaparecer” do planeta como espécie, visto que a decisão tomada por cada um irá selar nosso destino nessa futura data.

Futuramente, estaremos aprofundando nas possíveis hipóteses de acontecimento, baseando nas citações Maias, citações bíblicas entre outros.

Através de estudos sobre o sol, os Maias descobriram que o tempo se comporta de maneira cíclica, e não linear. Segundo eles, não apenas a Terra gira ao redor do sol, mas também todo o sistema solar se move em um movimento periódico. Tal movimento faz com que o sistema solar se aproxime ou se afaste do centro da galáxia, que possui uma grande fonte de luz e energia. Descobriram que esse movimento se trata de uma elipse, e que seu ciclo completo tem duração de 25.625 anos.Chamamos esse ciclo de Dia Galáctico. Quando o percurso chega na metade, estamos perto do centro da galáxia, ou seja, estamos próximos da luz central, dessa forma dizemos que estamos no Dia da Galáxia.

Na continuação do percurso, o sistema solar vai se afastando do centro da galáxia, estando na sombra ou escuridão, o que chamamos de Noite da Galáxia.Dessa forma podemos concluir que a galáxia possui ciclos de estações. O resultado do nosso movimento de rotação ao redor do sol são as estações: primavera, outono, verão e inverno. Já o resultado do movimento de rotação do sistema solar em relação ao centro da galáxia são os seguintes estados: Manhã da Galáxia, Médio dia da Galáxia, Tarde da Galáxia, Entardecer da Galáxia/Noite da galáxia e Profunda noite da Galáxia.

A cada passagem de estados, de 5125 anos em 5125 anos, o sol recebe uma intensa energia vinda do centro da galáxia (Sol central da galáxia), que faz com que aconteçam as erupções solares.Os Maias dataram o início do atual ciclo galáctico em 10 de agosto de 3113 a. C, e que ao fechamento desse ciclo de duração de 5125 anos, o sol receberá um forte raio sincronizador proveniente do centro da galáxia, trocando sua polaridade e produzindo uma gigantesca labareda radiante. Com o Sol trocando a sua polaridade, a Terra se verá obrigada a inverter também o seu campo magnético, visto a influência gravitacional que o Sol exerce sobre nosso planeta. E essa data de fechamento se dá exatamente no ano de 2012 d.C.

Possivel acontecimento segundo os Maias

Abaixo estaremos observando as fases desse ciclo:

O Ciclo Galáctico

O Ciclo Galáctico de 25.625 anos está dividido em 5 ciclos de 5.125 anos:

O 1º CICLO DA GALÁXIA – é o ciclo da MANHÃ GALACTICA, quando o sistema solar acaba de sair da escuridão para entrar na luz. É um período de gestação, de conformação.

O 2º CICLO DA GALÁXIA – é o ciclo do MEDIODIA DA GALÁXIA; onde o Sol central é muito forte, é uma etapa de desenvolvimento que culmina com sua maior expressão.

O 3º CICLO DA GALÁXIA – é o ciclo da TARDE DA GALÁXIA; começa-se a sentir menos a luz.

O 4º CICLO DA GALÁXIA – é o ciclo do ENTARDECER / NOITE DA GALÁXIA; o entardecer se converte em noite, onde se realiza uma tomada de consciência de todo o fato.

O 5º CICLO DA GALÁXIA – é o ciclo da PROFUNDA NOITE DA GALÁXIA, que volta a dar inicio a outros 5 ciclos de 5.125 anos, e assim eternamente….

….início de uma nova era.

Os Maias asseguravam que sua civilização era a 5º iluminada pelo Sol, o quinto grande ciclo solar (ou seja, estamos no entrando no sexto dia solar), e que antes tinham existido sobre a Terra outras 4 civilizações que foram destruídas por grandes desastres naturais. Acreditavam que cada civilização é só um degrau na ascensão da consciência coletiva da humanidade. Para os Maias, no último cataclismo, a civilização foi destruída por uma grande inundação que deixou uns poucos sobreviventes dos quais eles eram descendentes; pensavam que ao conhecer o final desses ciclos muitos seres humanos se prepararam para isso, tinham conseguido conservar no planeta à espécie pensante, o homem. Dizem-nos que a mudança dos tempos, nos permite ascender um degrau na escala evolutiva da consciência, nos dirigir a uma nova civilização que viverá em maior harmonia e compreensão para todos os seres humanos.

Erupções solares

A 1º profecia(de 7 profecias) nos fala do TEMPO DO NÃO TEMPO, um período de 20 anos ou KATUN, dos últimos 20 anos do grande ciclo de 5.125 anos, ou seja, de 1992 até 2012. Profetizaram que durante estes anos, manchas de vento solar cada vez mais intensas apareceriam no Sol, que desde 1992 a humanidade entraria em um período de grandes aprendizagens, de grandes mudanças, que nossa própria conduta de depredação do planeta contribuiria para que estas mudanças acontecessem.

A 1ª profecia diz que estas mudanças vão acontecer para que compreendamos como funciona o universo e para que avancemos a níveis superiores de consciência, deixando atrás o materialismo e nos liberando do sofrimento.O Livro Sagrado Maia do CHILAM BALAM, diz: “Ao final do último Katun (1992-2012) haverá um tempo em que estarão imersos na escuridão, mas logo virão os homens do Sol trazendo o sinal futuro”. Despertará a Terra pelo norte e o poente, o ITZA despertará.

A 1ª profecia diz que 7 anos depois do último KATUN, ou seja, em 1999, começaria uma época de escuridão que faria com que todos enfrentassem a escuridão de suas condutas. As palavras de seus sacerdotes seriam escutadas por todos nós como um guia para despertar.

Eles falam desta época como aquela em que a humanidade entrará no Grande Salão dos Espelhos, uma época de mudanças para que o homem possa enfrentar a si mesmo, para que se olhe e analise seu comportamento com ele mesmo, com outros, com a Natureza e com o Planeta. Uma época onde toda a humanidade, por decisão consciente de cada um de nós, decide trocar o medo e a falta de respeito de todas nossas relações. A partir de 13 de agosto de 1999 começou a correr os últimos 13 anos, a última oportunidade para nossa civilização, para realizar as mudanças que nos conduzam ao momento da regeneração espiritual e a uma Nova Era Dourada planetária.Predisseram que desde essas datas as forças da Natureza serão o catalisador de uma série de mudanças de tal magnitude que o homem se verá impotente para contê-las. A segurança que temos em todos os sistemas e na tecnologia que criamos a nosso redor começará a fraquejar, já não poderemos aprender mais desta civilização, da forma que estamos organizados socialmente. Disseram que nosso desenvolvimento interno necessita um lugar melhor.

Muitas das vezes nos perguntamos até onde pode ir a crença humana, o crer, o duvidar, o saber e o revelar. Independente de sua escolha, existe algo que nos une, que faz de nos semelhantes e próximos. Esse algo é a nossa existência, que poderá ser colocada a prova nesse dia profético, que fará de nós seres com os mesmo medos, com os mesmos receios.

Mas não se preocupe, você não estará sozinho. Não nesse dia.

Absinto

Por Fenrir

post roubado do site http://www.doismiledoze.com

foi o único site que encontrei algo realmente perto da verdade e não aquela coisa de o mundo vai acabar e tal.

só faltou falar que em 2012 graças as erupções do Sol, a terra talvez receberá uma grande quantidade de radiação que irá entrar pela entrada norte do planeta graças a abertura do campo magnético, está previsto uma das maiores erupções, ela irá destruir todos os aparelhos eletrônicos do mundo. Dando assim a nós uma oportunidade de nos conhecer melhor denovo, e ainda sabendo sobre a tecnologia.

Facebook