Tag: cérebro

Existem 5 tipos de inteligência emocional, saiba se você tem uma delas

Salovey, com seu colega John Mayer, propôs uma definição elaborada de inteligência emocinal, expandindo essas aptidões em 5 dominios principais:

1. Conhecer as próprias emoções

Autoconsciência – Reconhecer um sentimento quando ele ocorre – é a pedra de toque da inteligência emocional. a capacidade de controlar sentimentos a cada momento é fundamntal para o discernimento emocinal e para a autocompreensão. A incapacidade de observar nossos verdadeiros sentimentos nos deixa à mercê deles. As pessoas mais segura acerca de seus próprios sentimentos são os melhores pilotos de suas vidas, tendo uma consciência maior de como se sentem em relação a decisões pessoais, desde com quem se casar a que emprego aceitar.

2. Lidar com emoções

Lidar com os sentimentos para que sejam apropriados é uma aptidão que se desenvolve na autoconsciência. Isso te dará a capacidade de confortar-se, de livrar-se da ansiedade, tristeza ou irritabilidade que incapacitam – e as consequências resultantes do fracasso nessa aptidão emocional básica. As pessoas que são fracas nessa aptidão vivem constantemente lutando contra sentimentos de desespero, enquanto outras se recuperam mais rapidamente dos reveses e perturbarções da vida.

3. Motivar-se

Pôr as emoções a serviço de uma meta é essenscial para centrar a atenção, para automotivação e o controle, e para a criatividade. O autocontrole emocional – saber adiar a satisfação e conter a impulsividade – está por trás de qualquer tipo de realização. E a capacidade de entrar em estado de “fluxo” possibilita excepcionais desenpenhos. As pessoas que têm essa capacidade tendem a ser mais produtivas e eficazes em qualquer atividade que exerçam.

 

4. Reconhecer emoções nos outros

A empatia, outra capacidade que se desenvolve na autoconsciência emocinal, é a “aptidão pessoal” fundamental. Quanto nos custa não saber escutar as emoções das pessoas? Quantas brigas poderiam ter sido evitadas, discussões, rancor. A empatia é a fonte do altruísmo, ou seja, quem tem atitudes altruistas tem mais empatia em si, é uma condição emocional muitas vezes, em vezes de ser um posicionamento político, ou filosofia de vida. As pessoas empáticas estão mais sintonizadas com os sutis sinais do munddo exterior que indicam o que os outros precisam ou o que querem. Isso as torna bons profissionais no campo assistencial, no ensino, vendas e administração.

 

5. Lidas com relacionamentos (talvez o mais temido dos 5)

A arte de se relacionar é, em grande parte, a aptidão de lidar com as emoções dos outros. São as aptidões específicas que determinam a popularidade, a liderança e a eficiência interpessoal. As pessoas excelentes nessas aptidões se dão bem em qualquer coisa que dependa de interagir tranquilamente com os outros; são as estrelas sociais.

Ex-diretor do DSM, a ‘bíblia’ da psiquiatria, admite: “Transformamos problemas cotidianos em transtornos mentais”

director_psycology_bible_book_mind_home

Indico ver o Documentário: Dislexia, TDA e TDAH ( Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade)

Allen Frances (Nova York, 1942) dirigiu durante anos o Manual Diagnóstico e Estatístico (DSM), documento que define e descreve as diferentes doenças mentais. Esse manual, considerado a bíblia dos psiquiatras, é revisado periodicamente para ser adaptado aos avanços do conhecimento científico. Frances dirigiu a equipe que redigiu o DSM IV, ao qual se seguiu uma quinta revisão que ampliou enormemente o número de transtornos patológicos. Em seu livro Saving Normal (inédito no Brasil), ele faz uma autocrítica e questiona o fato de a principal referência acadêmica da psiquiatria contribuir para a crescente medicalização da vida.


Pergunta. No livro, o senhor faz um mea culpa, mas é ainda mais duro com o trabalho de seus colegas do DSM V. Por quê?

Resposta. Fomos muito conservadores e só introduzimos [no DSM IV] dois dos 94 novos transtornos mentais sugeridos. Ao acabar, nos felicitamos, convencidos de que tínhamos feito um bom trabalho. Mas o DSM IV acabou sendo um dique frágil demais para frear o impulso agressivo e diabolicamente ardiloso das empresas farmacêuticas no sentido de introduzir novas entidades patológicas. Não soubemos nos antecipar ao poder dos laboratórios de fazer médicos, pais e pacientes acreditarem que o transtorno psiquiátrico é algo muito comum e de fácil solução. O resultado foi uma inflação diagnóstica que causa muito dano, especialmente na psiquiatria infantil. Agora, a ampliação de síndromes e patologias no DSM V vai transformar a atual inflação diagnóstica em hiperinflação.

P. Seremos todos considerados doentes mentais?

R. Algo assim. Há seis anos, encontrei amigos e colegas que tinham participado da última revisão e os vi tão entusiasmados que não pude senão recorrer à ironia: vocês ampliaram tanto a lista de patologias, eu disse a eles, que eu mesmo me reconheço em muitos desses transtornos. Com frequência me esqueço das coisas, de modo que certamente tenho uma demência em estágio preliminar; de vez em quando como muito, então provavelmente tenho a síndrome do comedor compulsivo; e, como quando minha mulher morreu a tristeza durou mais de uma semana e ainda me dói, devo ter caído em uma depressão. É absurdo. Criamos um sistema de diagnóstico que transforma problemas cotidianos e normais da vida em transtornos mentais.

P. Com a colaboração da indústria farmacêutica

Os laboratórios estão enganando o público, fazendo acreditar que os problemas se resolvem com comprimidos.

Continue reading

Os 9 tipos de Inteligências, saiba qual é a sua.

Teoria das Inteligências Múltiplas foi desenvolvida pelo psicólogo norte-americano Howard Gardner, publicada originalmente em 1983, revolucionou a psicologia e a educação, oferecendo uma concepção mais dimensional da inteligência. Mais abrangente do que as medidas estreitas de testes padronizados tradicionais há muito aplicado. Gardner afirmou que o conceito de inteligência, como tradicionalmente definido em psicometria(testes de QI) não era suficiente para descrever a grande variedade de habilidades cognitivas humanas.

A teoria afirma que uma criança que aprende a multiplicar números facilmente não é necessariamente mais inteligente do que outra que tenha habilidades mais forte em outro tipo de inteligência. A criança que leva mais tempo para dominar uma multiplicação simples,
(a) pode aprender melhor a multiplicar através de uma abordagem diferente;
(b) pode ser excelente em um campo fora da matemática;
(c) pode até estar a olhar e compreender o processo de multiplicação em um nível profundo. Neste último exemplo, uma compreensão mais profunda pode resultar em lentidão que parece (e pode) esconder uma inteligência matemática potencialmente maior do que a de uma criança que rapidamente memoriza a tabuada, apesar de uma compreensão menos detalhada do processo de multiplicação.

A maioria das pessoas possui uma ou duas inteligências desenvolvidas. Isto explica porque um indivíduo é muito bom com cálculos matemáticos, porém não tem muita habilidade com expressão artística. De acordo com Gardner, são raríssimos os casos em que uma pessoa possui diversas inteligências desenvolvidas. Podemos citar Leonardo da Vinci como um destes casos raros de genialidade. Ele foi um excelente pintor, botânico, matemático, anatomista e inventor. Por outro lado, o psicólogo afirma que são raros também os casos em que uma pessoa não possui nenhuma inteligência.

Gardner ainda afirma que estas inteligências apresentam-se de duas formas. Algumas pessoas já nascem com determinadas inteligências, ou seja, a genética contribui.Porém, as experiências vividas também contribuem para o desenvolvimento de determinadas inteligências.

Os estímulos e o ambiente social são importantes no desenvolvimento de determinadas inteligências. Se uma pessoa, por exemplo, nasce com uma inteligência musical, porém as condições ambientais (escola, família, região onde mora) não oferecem estímulos para o desenvolvimento das capacidades musicais, dificilmente este indivíduo será um músico.

Todo mundo é um gênio. Mas, se você julgar um peixe por sua capacidade de subir em uma árvore, ela vai gastar toda a sua vida acreditando que ele é estúpido.

— Albert Einstein

1. Inteligência Lingüística
A habilidade de usar a linguagem para expressar o que está passando em sua mente através de símbolos, sejam eles palavras, números ou sinais. É também a capacidade entender as outras pessoas. Os indivíduos com esta inteligência desenvolvida são ótimos oradores e comunicadores, além de possuírem grande capacidade de aprendizado de idiomas.
Qualquer tipo de escritor, orador, professor, advogado, politico ou outra pessoa que a linguagem tem um papel importante em sua vida possui uma inteligência linguística aguçada.

A primeira evidência de que a doença de Alzheimer pode ser frustrado com uma pílula

original

Os cientistas acabam de descobrir uma substância química que impede a morte de tecido cerebral de doença neurodegenerativa . A descoberta está sendo chamado de ” ponto de virada ” na luta para derrotar uma série de distúrbios relacionados ao idoso , incluindo a doença de Alzheimer e Parkinson.

Imagem acima: O cérebro do lado esquerdo é um normal, saudável, o direito de pertencer a uma pessoa com doença de Alzheimer. Fonte: The Alzheimer’s Disease Education and Referral.

Ok, antes que fique muito animado , o novo composto só foi testado em ratos, e ele não foi projetado para trabalhar em seres humanos ( devido a diferenças nas vias genéticas ) . Ele também destruiu seu pâncreas , causando a perda de peso severa e diabetes. Mas funcionou . Na verdade, ele funcionou muito bem – travar completamente o processo de atrofia cerebral .

Normalmente , os ratos que sofrem de doença de príon – uma condição caracterizada pela produção de defeito , ou deformadas , proteínas – morrer dentro de 12 semanas por conta da falha sináptica e morte neuronal. É basicamente uma versão de Alzheimer para ratos. Continue reading

Documentário: O Homem 2.0 – (2011)

Sinopse:
Como o progresso tecnológico está permitindo que a humanidade conceba um ser humano radicalmente melhorado – o “ser humano versão 2.0”.
O progresso da ciência é tal que as fantasias mais loucas, reservadas até agora ao reino da ficção científica, estão a apenas um tubo de ensaio de distância. Em laboratórios de todo o mundo um novo tipo de ser humano, parcialmente refeito, não está mais apenas no processo de ser sonhado e testado, mas sim fabricado. Alguns cientistas apostam que o Homo Sapiens vai em breve ser considerado uma versão charmosa mas desatualizada do ser humano. Esta é a hora de atualizar para o ‘Homo Technologicus – uma mente melhor, reprodução controlada, um corpo perfeito e sem idade, um cérebro infalível e, a longo prazo, imortal! O documentário explora as fronteiras da natureza humana em uma investigação profunda, mas muito acessível, onde ciência, filosofia e sociologia colidem.
A cura de doenças com o melhoramento do ser humano chegou.
Dica sobre o assunto: Quadrinho Surrogates (substitutos), Anime Ghost in the Shell, Jogo Deus Ex 3: Human Revolution (2011).
Dados do Arquivo:
Direção: Cecile Denjean
Qualidade: TVRip
Áudio: Português (Dublado)
Tamanho: 463 MB
Duração: 00:46:57
Formato: AVI
Servidor(es): Depositfiles (DF) | Rapidshare (RS)
————————————————————————————————————————————–
Download (DF)
Download (RS):
————————————————————————————————————————————–

Documentário: Dislexia, TDA e TDAH ( Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade)

Esse documentário fala de forma muito sóbria e profunda sobre o como que a sociedade Taxa as pessoas, crianças, como “sem um comportamento adequado”. Não se cria um espaço onde elas possam ser aceitas e sim uma diagnóstico onde elas são as erradas, as doentes, quando na verdade o que realmente precisamos é inovar nos espaços de aprendizado e em casa.

Entregamos drogas aos nossos filhos por acreditarmos nas opniões dos “Experts”, que estão nos bolsos das multinacionais farmacêuticas, ou então estão cobertos pela ignorância e falta de reflexão, deixando-se acreditar que realmente existem crianças doentes, e que há um tipo de comportamento único e “correto” para as pessoas, querem formatar elas, anular suas possibilidades criativas e de entendimento.

O Fora do normal hoje em dia é doença.

Fonte: http://www.nauweb.tv

O que é Savant?

Olha esse caso muito curioso sobre uma pessoa que é Savant, que é geralmente uma pessoa que tem um modo único de pensar, e tem uma memória fora do comum, mas nesse caso a pessoa não consegue parar de pintar depois que teve um acidente.

Muito casos de pessoas com sindrome de Savant tem sua origem com alguma batida na cabeça, existem pessoas que conseguem decorar os placares de todos os jogos de todos os campeonatos que aconteceram no seu país de algum esporte e ainda falar quem fez os pontos, ou gols.

São casos absurdos, quase inacreditáveis, que nos faz pensar como seria a cabeça de outros seres nesse universo, se até aqui na Terra temos casos que achamos absurdos imagina na nossa Galáxia?

Mas venho chamar a atenção dessa pessoa em específico é o tipo de arte que ele faz, é muito parecido com outra que já postei aqui no site do chamado Wingmaker

Documentário: BBC – 10 Coisas que Você tem que Saber Sobre Perder Peso

Sinopse: Todo ano, milhões de pessoas tentam perder peso e a maioria fracassa. Somos constantemente bombardeados com dicas sobre emagrecimento e as últimas dietas da moda. Neste programa, o médico e jornalista Michael Mosley investiga as últimas descobertas científicas em emagrecimento, revelando 10 formas bem simples de perder peso. Do segredo da sopa à resposta do nosso cérebro após eliminarmos uma refeição, o que ele descobre pode mudar o que você pensa sobre dietas, saúde e perda de peso. Michael não aparenta ter sobrepeso, mas, ao fazer o documentário, ele descobriu que, como milhões de outros, tem gordura interna ao redor dos seus rins e fígado. Em razão disso, ele mesmo testa as dicas científicas e, ao final do programa, mostra o resultado alcançado. Além disso, o músico Alex James, um apaixonado produtor de queijos, testa uma intrigante descoberta científica – que os laticínios com pouca gordura podem ajudar a excretar mais gordura dos alimentos. A apresentadora de rádio, Amy Lame, aprende como pequenas alterações em sua rotina diária podem ajudar a queimar mais calorias, dica útil para quem odeia exercícios e academia. A atriz Debbie Chazen, que se alimenta de forma saudável, tem seu metabolismo testado e faz um diário de sua alimentação, obtendo resultados surpreendentes. O programa revela o motivo pelo qual a sopa nos mantém saciados por mais tempo que o alimento sólido. Cheio de dicas práticas e observações científicas, o documentário mostra como qualquer um pode emagrecer mais facilmente.

Obs: Você sabia que proteínas deixam você satisfeito por mais tempo? talvez por ficarem no intestino por mais tempo também para serem absorvidos. Você sabia que ingerir derivados de leite com pouca gordura faz você excretar mais gordura do que o normal, ou seja, você ingeri menos dela. Você sabia que fazer exercício não faz você perder muitas calorias, e sim depois dele (24 horas seguintes) que você vai perdendo. Só vou falar alguns para não estragar o documentário.

Aproveite você que está preocupado com a sua saúde, ou simplesmente querendo emagrecer. Informações que vão quebrar o paradigma sobre como emagrecer.

Filme Torrent
Legenda
Ver Online

Baixar o Filme

Pode parecer um pouco fora do foco do DDD, mas a saúde tem que ser um preocupação constante, não apensar ser levada em conta em tempos difíceis em quando há uma preocupação estética de seu corpo.

Cérebro Cria a Consciência ou a Consciência Cria a Realidade?

raio-x-caveira-ideia

Está é uma pergunta muito menosprezada pelos Realistas Materialistas,
pois negam qualquer tipo de tentativa de dizer que exista algo acima, ainda não compreendido,
que seria Deus (não essa Criança com poderes do ocidente), mas a Consciência quântica, algo unitivo, todos somos um só, ou seja Religar, Religião.

Uma das experiências que podem provar que a conciência é que cria a realidade, é a experiência de Alain Aspect em 1982, como já disse em outro post mas muito rápido, esse experimento determina que as leis de newton só funcionam para coisas macro, e que no mundo quântico (possibilidades, mas nesse caso então engloba coisas pequenas, microscópicas) não se aplica, pois acontecem coisas “estranhas” diferente de tudo que você já viu.

O experimento da Fenda Dupla;
São postas uma tábua com dois buracos e uma outra logo em seguida a frente para captar o que chegar, sem buracos.

Essa experiência no mundo macro é feita com água e pode se usar uma arma também.
No caso da água após uma onda ser emitida no começo e bater na primeira tábua  com buracos ela forma duas ondas em que elas se anulam e se intensificam dependendo de onde elas se tocarem, temos o efeito onda, que na ultima parece mostra várias colunas mostrando onde que elas se anularam e onde se intensificaram.
No Caso de uma arma são atirados vários projéteis e obiviamente só as duas partes que estam com buracos que foram os projeteis até formarem duas colunas na ultima parede que captava o que chegava.

Agora vamos ver o que acontece no mundo microscópico.

Atiramos particulas de Fótons entre duas fendas numa parede, depois um tempo fomos ver o que aconteceu,
e Por incrivel que pareça as partículas de fótons agiram como ondas, os cientistas ficaram confusos, e resolveram fazer esse experimento mais lento, voltaram depois de uma hora e ainda estava o mesmo resultado.

Por que será que isso acontece no mundo microscópico?

Aí eles resolveram observar por onde passava cada partícula, mas aí ela começou a agir como partícula, muito estranho.

Conclusão dos cientistas, tudo é onda de possibilidade até você observar e causar o colapso nas possibilidades e determinar algo, só se determina algo com um observador (nesse caso independente do ponto de vista, só precisa ter observador), tendo uma consciência vendo pode-se determinar a realidade.

É fantástico o tanto de coisas surpreendentes que podem acontecer no mundo e você nunca saber disso.

O universo não era nada até ter uma consciência que pudesse ver e causar o colapso,
mas aí você se pergunta, ” Como Assim?!”
Primeiro devo lembrar que a idéia do tempo ser linear não é certamente absoluta,
não sei conseguem acompanhar o raciocínio, mas imagine que tudo exista ao mesmo tempo e a conciência quando aparecesse causasse o colapso de possbilidades criando toda a história antes dela, pois tudo era possibilidade.

Isso é física quântica, não é The Secret como tive que ouvir essa semana.
Vou fazer um post pequeno para explicar o The Secret.

Facebook