Tag: caminhos (page 2 of 2)

Ramakrishna Falando Sobre Religões

comidas-diferentes

O santo e sábio do século XIX, Ramakrishna, enfatizou essa orientação psicológica – em oposição à etnologia – quando falou de unidade última de todas as religões.

“Uma mãe prepara refeições para satisfazer os estômagos de seus filhos”, ele disse. “Suponhamos que ela tenha cinco filhos e que um peixe tenha sido trazido à família. Ela não prepara pilau ou kalia para todos eles. Nem todos  mesma capacidade de digestão. Para alguns, ela prepara um simples cozido, mas ela ama a todos os seus filhos igualmente[…] Vocês sabem qual é a verdade?”, ele perguntou. E respondeu a sua própria pergunta:

Deus criou diferentes religões para servir a diferentes aspirantes, épocas e países. Todas as doutrinas são apenas outros tantos caminhos; mas um caminho não é de maneira alguma o próprio Deus, De fato, pode-se alcançar Deuas quando se segue qualquer um dos caminho com devoção sincera. Sem dúvida, vocês já ouviram a história do camaleão. Um homem entrou no bosque e viu um camaleão numa árvore, Ele contou a seus amigos: ” vi um lagarto vermelho”. Ele estava totalmente convencido de que era apenas vermelho. Outra pessoa, depois de ter visto a árvore disse: ” Eu vi um lagarto verde”. Ela estava totalmente convencida de que era apenas verde. Mas o homem que vivia embaixo da árvore disse: “O que vocês dois disseram é verdade. Mas o fato é que essa criatura é por vezes vermelha e por vezes verde, às vezes amarela e às vezes não tem cor nenhuma“.

fonte: As máscaras de Deus, Joseph Campbell pag 373-374

Minha Casa é Vazia, Mas meu Escritório é de Ouro

leitor-solitario

Desde sempre as pessoas tentam buscar um sentido melhor para suas vidas ou até buscar esperança em outras terras que não a sua, pois
sempre existirão a maioria que quer viver de um modo mais fácil e simples, acabando por assim se desprendendo de sua terra(casa) em
busca de sonhos ou lugares onde não possa sofrer tanto. Muitas vezes essa jornada acaba muito mal, porque se você procura coisas
melhores num mundo melhor é bem difícil que as pessoas que estejam lá já não se encontrem num estado melhor de consciência e estudo.

Sua terra natal continuará com os mesmo defeitos e impossibilidades, dificultando as próximas gerações, assim como numa cidade de interior que é muito difícil o aumento de população, pois a maioria dos filhos sempre saem para o mundo depois de crescidos. Os pais continuarão simples de vida e pensamento vivendo um dia após o outro numa monótona felicidade, mas não a felicidade da conquista e sim a felicidade do equilíbrio, imcompreensível para as pessoas das metrópolis.

Minha casa é vazia, mas meu escritório é de ouro.
Não deveríamos fugir para o lugar mais fácil ou de maior possibilidades, ou se pelos menos o fizesse pensando em voltar pra melhorar nossa casa, enfeitá-la e deixar mais agradável e interessante, possibilitando a maior consciência das pessoas ao seu redor e ilimitando as chances de outras pessoas conseguirem o que querem alí mesmo.

Não fujamos sozinhos em busca de facilidades, nos unamos em prol da nossa causa.

O Estagnado Feliz e o Insatisfeito Ganancioso

praia

“Quanto menos consciência você tiver de sua existência ou do que acontece ao ser redor mais feliz você será. E isso é inversamente proporcional.”

“Tem gente que se contenta com o que tem e estagna pela vida inteira, realmente não sei se a natureza humana de ganância é a certa, pois quem se estagna pelo menos está contente, estado esse que o ganancioso só alcança por alguns segundos.”

Esses dois pensamentos meus realmente me colocam em cheque, e a única saída possível que vejo é que podem existir os dois ao mesmo tempo, apesar de existir uma linha tendenciadora de estilos de vida, a essência das pessoas continuam em uma correntes, o Estagnado Feliz, e o Insatisfeito Ganancioso.

O Estagnado vive sua vida tranquilamente, sem se preocupar muito com o futuro, gosta de aproveitar os momentos simples e geralmente não se envolve com projetos grandes, e trabalha em lugares em que não se exija muito esforço, que não gere stress, afinal o que importa para ele é a qualidade de vida.

O Insatisfeito evita vida tranquila, está sempre atrás de coisas grandes, e grande maioria se apega aos valores que a mídia e a sociedade passa, muitas vezes sendo extremamente fútil e materialista, ele também tem a irritação/mania de querer impor seu estilo de vida (ganancioso) para o Estagnado que não ouve ele, pois suas realidades são completamente diferentes, mas o Insatisfeito nunca desiste e sempre pressiona o Estagnado.

E é uma batalha para ver quem domina quem, de um lado ataques psicológicos do outro, a compreensão de que se deve valorizar outras coisas.

Um que se move tranquilamente num ritmo hipnotizante no outro o que precisa do vento para rastejar e mudar sua direção.

Talvez apenas a penumbra de areia molhada seja o certo, o equilíbrio.

Entenda, Antes de Criticar

apontarÉ muito dificil de não levar rancor ou não ficar com raiva de pessoas que te tratam mal.
Muitas pessoas revidam, pois não tem a compreensão necessária de como é um ser vivo e de sua complexidade psicológica, e elas muito provavelmente continuarão nessa discussão muuuito tempo. O ser humano como muitas coisas no mundo se expressa na crise, ou quando algo está dando errado através de ações negativas, elas em contrapartida não realmente querem o óbvio, ou seja, que você revide instantaneamente sem pensar, e sim que as escute e que as tente entender, afinal, mesmo negando toda pessoas quer alguém que se preocupe com ela.

Quando alguém te tratar mal, aja com calma, pois mesmo ele agindo com raiva e com confiança você saberá que ele está ferido por dentro e quer de alguma maneira ajuda, mas não confia nas pessoas para falar, ou é orgulhoso demais para falar.

Com certeza já foi o dia em que um amigo seu apontou o defeito de outro e você concordou, visualizando apenas a superfície da situação.

Lembre-se que um lago, em sua superfície pode parecer muito calmo, pois não há ondas, mas em seu interior existe muita vida, caos e equilibrio.

Sobre Artes Marciais

boxe2

As artes marciais se desenvolveram a partir de sistemas de audodefesa para pessoas não-violentas. Ao defender a si mesmo, você talvez precise fazer alguma coisa violenta, o que, de um modo geral, é contrário à sua filosofia espiritual. Mas você consegue fazê-lo sem violência, na sua mente? Consegue – Se suas emoções são integradass, se você tem um acesso controlado a suas emoções, se sua emoção instintiva não viola seu padrão de pensamento. A espada mata, mas isso não exige a presença de fúria na mente. Essa é a idéia Geral.

Numa excelente narrativa das artes marciais, um guerreiro samurai está vencendo uma luta contra o homem que matou seu pai.Mas, quando leva o inimigo à parade e está prestes a cravar a espada do corpo do homem, sua vítima lhe cospe no rosto. O guerreiro, de súbito, baixa a espada e se afasta do adversário. O que Houve? Quando o homem cuspiu nele, a fúria e o ódiosurgiram na mente do samurai, e seria errado matar com fúria e ódio na mente. Esse é o objetivo geral das artes marciais: Ser um guerreiro que incorpore um profundo acesso e controle das emoçõese do movimento do corpo vital.

_______________________________________________________

Nota do Destruidor de Dogmas: Muitas pessoas tem o conceito errôneo sobre lutas, disciplina e filosofia, talvez por nunca terem feito algo assim ou entrado no mundo incrível que são as artes marciais. Talvez essas pessoas mesmas são as que mais precisam das coisas que a luta disciplinada oferece, mas como disse Joseph Campbell “você só deve ler coisas que ti chamam a atenção que realmente você se sinta atraído por aquilo”, e eu concordo com isso. Tudo tem seu momento.

Caminhos a Escolher, Mas Ancorado.

dois-caminhos2

As vezes a fogueira deixa de queimar
As vezes o vento deixa de soprar
As vezes o mar te deixa ancorar

A vida pára, o relógio parece que o segue
pessoas andam, mas niguém o percebe
a bandeira não é mostrada, pois o vento não a asteia

O grito não sai da garganta
o punho não mira os ceus
as primeiras flechas voltam com gosto de fel

A fogueira da paixão é só faísca agora
se somos como Deus aonde está o que dizem que valem a pena morrer?
por o que devemos viver? Por o que devemos lutar?
Aonde está nossa crença? Aonde devo me focar??

Se deus não existe posso andar com minhas pernas
posso sair dessa prisão, posso ser senhor do meu templo.

Depois da calmaria vem a tempestade
mas e agora vem o que? A espera da idade?
pois a vida cabou…
Não há desafios, conflitos,nem novidades,
me sinto morto me sinto sem vida.

O que nos faz sentir vimos são os sentimento
É qndo sentimos o frio o desfrutamos de um luar
ou até de um grande dia ensolarado quando ouvimos
passáros cantando parecendo que o mundo acabou de nascer
e vemos eles cantando com tanto empenho e parecem
que nossos problemas não são nada, e são nada mesmo.

Cansei de andar, cansei de respirar
só quero deitar e fingir que morri
se não há prazer em viver não há porquê
continuar.
espero um dia achar isso.
Feito em 2005

________________________________________

Me falaram para eu comentar as poesias,

Assim como Nietzsche eu tive muitas fases de pensamentos e focos criativos, mudei muito desde 2002 (15 anos), que foi quando comecei minha introdução a saída da Matrix, e essa poesia foi numa época triste, o pior ano da minha vida para ser específico, mas faz tempo já.

Foi minha época ateu rebelde, apesar de não demonstrar meu estado atual de consciência, eu gosto de reler ou escrevir coisas como se fosse outras pessoas, se você conseguir pensar como ele, fica muito fácil argumentar.

E também acho fundamental como Soldado Anônimo/Destruidor de Dogmas que vocês entendam o personagem, foi reconstruí-lo com o tempo.

4 Caminhos Para a Iluminação.

Pé de Buda

Qual é o seu?

As religiões são guias espirituais para iluminação, cada um com seu caminho(yoga), e nessa incopreensão e aceitação de diferentes modos de chegar no mesmo lugar nos faz estar nessa guerra para descobrir qual verdade é mais verdade, busca que por si só já é no minimo estranha, já que estamos na mesma jornada.

Todos naturalmente sabemos que devemos ser bons e ajudar os outros, por algo natural de nossa consciência ou pelo argumento dado pelo Richard Dawkins que fala que o gene quer proteger as pessoas que carregam sua cópia, ou seja filhos, mãe e parentes, mas isso não explica pessoas ajudando outras desconhecidas, o que explica isso é o novo conceito Consciência que todas são interligadas( ver experiência de Jacobo Grinberg-Zylberbaum, México), com esse argumento seria natural as pessoas se ajudarem, por todos somos um, até mesmo a palavra religião vem da palavra Religar ou seja, somos todos um, até tem um documentário bem fraco ao meu ver com esse nome.

As religões algumas nos ensinam essa ética através de ensinamentos ou de contos/histórias como o zen e a bíblia. E tudo isso é para nos levarmos de alguma maneira a iluminação. Através da devoção, atitude correta (caso do cristianismo), já no outro lado do mundo as religiões são baseadas nos 4 caminhhos, além desses 2 também o caminho do conhecimento e meditação, que na minha opinião são os mais essênciais em todo ser.
Antigamente eu costumava discutir e argumentar contradições da bíblia para as pessoas (no melhor estilo Richard Dawkins) para fazê-las refletir sobre as crenças adquiridas desde a infância, nada aceito por opção mas por ambientação, hoje em dia tento explicar o novo conceito de Deus demonstrado por Amit Goswami em a Física da Alma e em Deus Não Está Morto, acredito que quando alguém tem um Insight sobre esse assunto após receber uma quantidade de informação e fatos empiricos ela começa a ter uma concepção maior da realidade. Acho que todos entendemos isso, quando temos aquela experiência do A-HÁ!…e todo o mundo tem outro contexto.

até os deuses daqui tem uma diferença dos do oriente, os daqui são todos Onipotentes que nos olham do céu todos amendrontadores e nos fazem de formigas de seu mundinho, já os do oriente todos estão sentados praticamente ou fazendo alguma posição de yoga centrados em si, procurando em si as respostas.

Newer posts