Os “vingadores online” estão de olho em você. Entenda como comentários preconceituosos podem destruir sua vida

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

10959790_10155151848185125_4023274581240081750_n

Milhares de pessoas mundo sofrem comentários homofóbicos, xenofóbicos ou simplesmente ofensivos todos os dias, e uma grande parte delas não sabe o que fazer ou como reagir, perpetuando assim uma cultura negativa e de certa forma facilitando ações e pensamentos preconceitosos.

Em 2013, uma mulher chamada Justine Sacco antes de pegar um voo muito longo dos EUA até a África do Sul, fez o seguinte comentário no Twitter: –“Going to Africa. Hope I don’t get AIDS. Just kidding. I’m white!”, traduzindo seria- “Indo pra Africa, espero não pegar AIDS, Brincadeira, eu sou branca!

E esse comentário foi retwitado por um escritor de um site famoso de tecnologia, Sam Biddle, e isso virou assunto na internet rapidamente, sendo que já estavam pedindo pra alguém tirar uma foto dela quando ela chegasse no solo, pois tudo isso aconteceu enquanto ela estava no avião, ou seja, ela nem sabia que tinha virado simbolo de preconceito e humor negro.

Ela acabou perdendo seu emprego e namorado, tudo isso por causa de um comentário, um outro caso um pouco diferente, mas que envolve uma vingança online é o de uma menina que jogava online e foi ameaçada de estupro pelos jogadores, ela fez o que ninguém pensaria, achou as mães dos jogadores e as notificou dos comentários infelizes de seus filhos, uma vingança do bem?

who-watches-the-watchemen-movie-novel

Mas como saber qual é do bem e qual não é?

É possível confiar no julgamento de alguém para fazer “justiça” contra pessoas preconceituosas?

Muitos podem pensar que é uma linha tênue, mas será que é mesmo? É tão difícil julgar algo que prejudica muitas pessoas, ou um grupo específico, atacando sua liberdade ou sua própria existência?

Acho que não.

Mas ainda temos a questão da vingança, ou justiça em si, pois essa onda começou pela sensação de impotência de todas as pessoas com relação aos comentários mal intencionados, e essa justiça com as próprias mãos tem um poder de destruição enorme na vida das pessoas, como no caso da americana que citei acima, da menina que falou que fez aniversário de 10 anos de estupro, da menina que xingou um goleiro de macaco e foi demitida também. Sempre vão existir as pessoas que vão cair pela causa, vão servir de exemplo, e hoje em dia lutamos contra várias causas.

Expomos nossas vidas como vitrines na internet e fazemos isso com fervor, seja com relação a fotos, aonde vamos e textos publicados, estamos a mercê de todo mundo, e por isso foi muito fácil para o Marcelo Rezende, dono da primeira imagem desse post, fazer o que alegou que fez, denunciar homofobia  para o RH das empresas dessas pessoas, exagerado?

Não acho tanto assim, ele não está expondo a pessoa publicamente, está apenas prejudicando ou mostrando para a empresa que seu empregado é racista, ou homofóbico, e isso é ruim, de qualquer forma que se olhe para isso, ninguém do bem quer ter contato com gente assim ou quer que sua imagem seja atrelada a gente assim, sem contar que é um crime.

Uma pessoa pode ter sua vida “destruída” por causa de um comentário infeliz, preconceituoso, por outro lado por causa de atitudes e pensamentos inferiores de pessoas preconceituosos vários grupos tem suas vidas prejudicadas 100% do tempo, homossexuais tem medo de se aceitar por causa disso, negros se sentem inferiorizados ou não respeitados, mulheres não conseguir vagas de trabalhos, e muito mais, esse de pensamento tem um impacto enorme na sociedade e acho que pesando na balança devemos sim combater toda injustiça que vemos, ou pelo menos delatar ele, isso vai fazer muitas pessoas verem que não se pode pensar dessa maneira, e quem sabe um dia faça ela entender que ela foi demitida ou levou uma bronca por pensar de forma errada.

Acho que muitos podem pensar que vigilantes onlines são ruins, mas esse vigilantes só vão agir quando acontecer algo muito errado assim, qualquer outro tipo de vigilantismo para o mal não vai impactar a sociedade, ou se for irá mostrar que ainda tem muito trabalho a ser feito com pessoas preconceituosas, mas claro, precisamos de tempo para fazer todas as pessoas entenderem, ou pelo menos sua maioria, mas não devemos nos omitir.

A omissão sim é o maior pecado aqui.

Combater esse tipo de atitude preconceituosa é um progresso, traz reflexão, e compreensão com o tempo.

2 Comments

  1. No caso da menina do suposto estupro,o que sei é que ela mantém um blog onde ofende nordestinos,homossexuais e por aí vai. Faz piadas sobre tragédias . Assim, parece que todos os xingamentos que recebeu é apenas a lei do retorno atuando.

    • Também li sobre isso, ela disse que parou de fazer esse tipo de piada sem gosto, e que seus seguidores ficaram nervosos quando ela tirou a página do ar.

      Como dizem, não há honra entre ladrões, mas no caso, seria pseudo-humoristas

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×