ONG: Um Teto Para Meu País.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

Esse foi um video que eu fiz para exibir a ONG Um Teto para meu País na Europa, mas primeiramente seria exibido na Cambrigde University (para os engenheiros) e na semana internacional de vida sustentável que aconteceu lá esses dias.

A Ong nasceu no Chile logo depois do terremoto que destruiu o país, e foi uma solução rápida e pratica para dar um pouco de tranquilidade para  as pessoas que mais precisavam.

E esse movimento se tornou bem famoso e com grandes resultados em toda a América Latina, 19 países se não me engano, e foram até agora construidas quase 1000 casas no Brasil.

O esquema é o seguinte, eles (a ong) recebem ajuda de empresas como a Pepsi e outras, e pedem 25 reais para os voluntários a cada construção para construir casas pequenas em favelas, casas pré-feitas, onde só é preciso montar elas e construir os pilares de sustentação, pois a causa fica suspensa, ela não é constroida do chão, essa parte dos pilares demora um dia inteiro, geralmente as casas são construidas em dois dias, e depois os voluntários voltam para pintar, quando há doação de tinta, o que geralmente tem.

A casa se não me engano é 6 metros por 4, a casa brasileira do Teto é menor que o resto da America latina, pois as favelas aqui são diferentes, com menos espaços e vielas estreitas, o que dificulta a entrega dos materiais.

Os voluntários passam dois dias construindo as casas com equipe de geralmente 6 pessoas pra mais, dormem numa escola próxima, mas comem na própria favela, onde os próprios moradores fazem a comida, o que é bem legal.

A casa infelizmente só dura 5 anos sem cuidados, há como colocar verniz nela e pintar para fazê-la durar mais, mas isso depende do morador, aliás, antes de ter sua casa ele tem que pagar 5% da casa, a casa inteira custa um pouco mais de 3000 reais.

 Muitos podem pensar assim como eu que durar apenas 5 anos é muito ruim, mas quando vocês verem o tipo de casa que eles moram , com paredes feitas de pelo menos umas 15 partes diferentes de materiais sem nenhum cuidado, esse tipo de casa que o Teto oferece é muito melhor.

Claro, muitas das pessoas do teto podem falar que estão mudando o mundo e bláblá, como toda ong, é preciso ter um boa intenção, mas com os pés no chão. O que eles fazem é muito bom, na favela onde eu gravei o video devia ter umas 300 casas, e eles já construiram umas 20, o que é algo considerável, sendo que foram apenas duas vezes lá construir, a aparência do lugar pode mudar bastante em dois anos.

Pra quem gosta de fazer a mudança e não apenas ficar mostrar seu incômodo inútil pela internet é uma boa experiência.

(Aliás, há sim muito o que melhorar na Ong, eu mesmo quando fui gravar não tive apoio nenhum apesar de estar fazendo um “favor” a eles, mas não guardo rancor, não há como pedir muita organização com apenas 3 pessoas decidindo tudo, seria melhor contratar mais gente e construir uma casa a menos, que seria 3000 reais para ser dividido em 2 ou 3 pessoas, o que com certeza ia dar maior tranquilidade a todos.)

A segunda fase do projeto que eu não entendi muito bem é a inclusão social, que seria conversar com os moradores para mostrar todas as possibilidades que eles tem de ter um futuro melhor, estudando e gerenciando seus negócios. Basicamente a ong é constituída de estudantes, acaba sendo um lugar bem legal para conhecer pessoas, e é bem divertido apesar do trabalho pesado. (eu pessoalmente não participei de nenhuma construção, mas acompanhei 3 dias para essa filmagem).

Muitos arquitetos, ou aspirantes a arquitetos com egos grandes podem falar mal da ONG, e falar que existem varias falhas no projeto, e nas casas, sinceramente eu não vejo esses defeitos, acho que é preciso experimentar novos modelos e materias de casas com certeza, como podemos ver nesse documentário sensacional “Guerreiro do Lixo”.

Eles não sabem que a diferença entre as pessoas que fazem e eles, é igual a uma ponte, não adianta apenas pensar nela, só com isso você não consegue atravessar pra lugar nenhum.

A ação é o que acontece.

Resumo da Ópera, nós apoiamos essa ONG que está ajudando muitas pessoas, e esperamos que a ECOHOUSE e o UM TETO PARA MEU PAÍS melhorem unindo idéias, e experimentando para chegar em melhor resultados, a ação já é presente, agora só falta mais voluntários para mudar a realidade de ainda mais pessoas.

Muito mais do que construir casas, esse tipo de ONG visa criar a cultura de ajudar pessoas, e é isso que nos dará de volta a visão que somos todos um organismo.

Se você pense assim cadastre-se no site e construa uma casa, pratique a mudança.

 

Site da ONG: http://www.umtetoparameupais.org.br/

Algumas idéias e videos bons para melhorar o projeto:

Graham Hill Less Stuff More Happiness

http://likecool.com/Transformer_chest_has_two_chairs_and_a_table–Furniture–Home.html

2 Comments

  1. Pâmela M. C. Cortez

    7 de janeiro de 2012 at 11:04 AM

    oi Mako, eu era uma das 3 voluntárias q estava cuidando da escola. Por isso peço desculpas por não ter dado suporte. Mas intendentes dormem, em geral, menos de 4 h/ dia. É muito preocupante, não podemos falhar, pois os outros voluntários precisam chegar na escola e ter tudo pronto, um clima legal na escola. Mas toda a dificuldade é devido a quantidade muito reduzida de voluntários, se fossem 4 intendentes, como deveria ser, seria já muito melhor: poderíamos dormir um pouquinho mais, fazer as coisas com menos medo de não dar tempo… entenda, construí 3 casas, mas a construção CLA 2011, que fiz menos esforço físico, foi a mais intensa e que exigiu mais de mim.

    É como vc disse: “agora só falta mais voluntários para mudar a realidade de ainda mais pessoas.”

    E é isso que sonho, uma sociedade em que todos entendam que somos parte de um todo, que meu semelhante tem dores como eu, então devemos ir ao encontro do outro, lutar para que todos, e não só “eu” tenha uma vida digna.
    “Muito mais do que construir casas, esse tipo de ONG visa criar a cultura de ajudar pessoas, e é isso que nos dará de volta a visão que somos todos um organismo.”

    Espero que vc possa perdoar as intendentes, voluntárias mega estressadas daquela construção, e continuar ajudando o Teto. Obrigada!

    • Pâmelo, eu te agradeço por ter sido tão atenciosa lá na construção e ainda me deixar ir na sua casa para pegar o resto do material.

      Vi que o teto está contratando mais pessoas, e isso me deixa bem otimista com relação a organização.

      Mas no final deu tudo certo, mas claro, a batalha continua.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×