0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

spiritual surgery

Cirurgia Espiritual

A expressão tratamento espiritual é utilizada para abranger um conjunto de ações terapêuticas, de fundamentação religiosa, praticados em centros espíritas, espiritualistas, de umbanda, ou afins, que têm como objetivo um auxílio no tratamento de doenças do corpo ou da mente.
São denominados de espirituais pelo fato de, segundo afirmam aqueles que praticam estes tratamentos, serem realizados – no corpo físico ou no chamado perispírito – por espíritos desencarnados, com o eventual auxílio de um médium. Notavelmente, no Brasil, ficaram famosas as cirurgias praticadas pela entidade que se denomina Dr. Fritz (entidade espiritual que, incorporaria médiuns para efetuar tratamentos espirituais) através de vários médiuns, como José Arigó, Edivaldo de Oliveira Silva, Oscar Wilde (irmão de Edivaldo), Maurício Magalhães, Edvaldo Queirós, entre outros, inclusive fora do Brasil, os quais a maioria morreu prematuramente, fazendo com que o espírito passasse para outro médium.

A literatura espírita refere ainda que os chamados “médicos espirituais” se utilizam de uma ampla variedade de recursos, que vão desde aparelhos e instrumentos até fluidos e
medicações. Nesse particular, a doutrina espírita compreende que o pensamento e a vontade possuem a capacidade de modelagem e aplicação desses itens no chamado “mundo espiritual”. Complementarmente, podem recorrer a métodos terapêuticos convencionais, como intervenções cirúrgicas de pequeno porte, a dietética, a medicação alopática e a homeopatia. Ressalte-se que as práticas cirúrgicas encontram na atualidade grandes restrições, principalmente entre os médicos espíritas, pela natureza de sua própria formação.

Afirmam a doutrina espírita e outras crenças espiritualistas que o sucesso de um tratamento espiritual depende das seguintes condições serem atendidas simultaneamente:
o paciente e quem o acompanha necessitam ter fé no tratamento, pois, se eles não acreditarem, as suas mentes trabalharão contra o mesmo, bloqueando qualquer benefício possível;
a doença não deve ser mais necessária para o fim a que se destinava;
o médium precisa estar equilibrado emocionalmente e se dedicar ao seu trabalho com amor, o que seria necessário para que ele obtivesse o auxílio de bons espíritos.

Podem ocorrer casos, de a fé do paciente não ser necessária se as duas outras condições forem atendidas. Isso ocorreria quando o paciente não tivesse fé no tratamento, mas tampouco duvidasse dele. Assim, a mente dele não trabalharia a favor, mas tampouco trabalharia contra.
A ciência médica e a grande maioria dos profissionais de saúde não consideram os tratamentos espirituais como válidos, atribuindo quaisquer bons resultados observáveis nos pacientes ao tratamento médico convencional a que se submeteram ao efeito placebo e à remissão espontânea.

Até o momento, não há nenhum caso cientificamente documentado de melhora após tratamento espiritual que não pudesse ser completamente explicado pelos fatores acima. E não há nenhum dado que comprove diferença na eficácia do tratamento espiritual em comparação com o placebo.

João de Deus é um dos nomes mais famosos nessa área, ele vive em Goiás e atende até mil pessoas por dia. Existe até um documentário muito bom com o nome do Médico.

O Exorcismo

Exorcismo acontece quando uma pessoa é dominada ou influenciada por espíritos ou demônios (depende da religião), e às vezes é preciso a ajuda de Autoridades religiosas, como por exemplo, pastores e padres, para fazer o “demônio” se revelar e em seguida se possível ser expulso. Existem alguns casos em que o endemoniado tem sua aparência física alterada, e sua saúde danificada, causa morte no pior dos casos.

Esse assunto é discutido em várias culturas e religiões, sempre com muita dúvida por trás, pois em certos cultos evangélicos exorcizar faz parte do show tendo um palco, iluminação e trilha sonora para compor a façanha de expulsar o demônio, já no budismo não se acredita em demônios, mas em espíritos cheios de ódio que precisam de ajuda, e a meditação é uma forma de passar sabedoria para esses seres carentes de ajuda.

No espiritismo acredita-se que os espíritos malignos precisam de alguém para conversar e ajudar a seguir em frente sua pós-vida, muitas vezes através da canalização do espírito sofredor por um médium, outras vezes através da projeção astral, ou projeção da consciência, que seria quando deslocamos nosso Psico-soma (um dos corpos sutis) do nosso corpo físico (Soma) para nos comunicarmos com seres desencarnados ou encontrar outras pessoas que estejam fazendo a projeção astral no mesmo instante. No alcorão
acredita-se que vale o espancamento da pessoa que possui o demônio para cansar o espírito teimoso e retirá-lo de seu corpo.