0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

Hoje venho falar sobre algo especial para o DDD, Paulo Ferreira, uma das pessoas que escrevem no site acaba de lançar um livro sobre exatamente o objetivo do site, Acordar.

Paulo passa longe da arrogância que a idéia de “alguém te fazer acordar” traz, ele mostra que é possível para você caminhar para fora da estrada do entorpecimento e rumar não a esmo e sim a um lugar de sua escolha.

O livro foi escrito por Paulo no final do ano passado,  e devo falar que o livro é perfeito para a pessoa que está desconfiada, incomodada com a forma que as pessoas e com o caminho que o mundo está tomando. A maioria das pessoas que se encontram nessa situação se quer sabem que podem sair, e não só escapar, mas sim escolher o ambiente em que você quer estar, e isso não se trata de auto-ajuda e sim de auto-conhecimento.

Paulo percebeu que existe uma grande parte da população que cresce a cada dia, que são as pessoas que suspeitam que algo está errado, e os valores da sociedade, de suas religiões, de suas famílias até já não batem com a sua moralidade, e esse tipo de pessoa não consegue viver uma vida plena com os espinhos dos dogmas, paradigmas sociais e convenções familiares.

Paulo dá as ferramentas necessárias para a mudança se aplicar na sua vida, as pessoas querem se espiritualizar, se conhecerem, se perceberem como os seres complexos que são, com sentimentos, não o Homem Máquina do Grande Ditador (Chaplin), mas alguém vivo em toda a sua completude.

As pessoas confundem auto-conhecimento com auto-ajuda, Paulo Ferreira nos faz entrar dentro de nós mesmo para mostrar que sabedoria exige esforço e compaixão.

Muitas pessoas esperam por um Mestre a vida inteira para que algum milagre aconteça em suas vidas, Paulo nos avisa que não é preciso um mestre, é preciso um aluno.

Todas as religiões abordam os mesmos temas de formas diferentes, em O Mensageiro o que é excesso é tirado e vemos uma espiritualidade mais pura e moderna.

Indico a todos os Leitores do DDD.

Posts:
O Revolucionário de Sofá e a Síndrome de Mestre
Além do Bem e do Mal