0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

Será mesmo que justiceiros são abomináveis?

Realmente, no caso que presenciamos com o garoto que roubava o bairro terminou de forma no mínimo indelicada, pois todos esperamos que bandidos terminem amarrados desmaiados, ou presos por teias em algum lugar, mas preso pelado com o U-Lock no pescoço e tendo sua dignidade jogada aos cães, ninguém esperava.

Não é coisa de super herói que se preze.

E não é que eles, os tais justiceiros, também tinham fichas criminais.

Tem algo errado nisso tudo, não?

Bom, crimes são ruins, mas são provocados pela sociedade, as pessoas não prejudicam as outras por que querem, e sim, porque o ambiente as colocaram nessa situação, ou mesmo sua educação, as opções apresentadas para ele foram poucas, e em seu universo roubar é uma opção viável, se não uma das única.

Para Provar meu ponto basta ler a notícia de que ele mesmo foi pego em outro roubo.

O que adianta apanhar ou “perder a dignidade” assim? Nada! Seu universo continua o mesmo, com as mesmas tradições, e saídas de antes, não ser por ter sido pego que ele vai parar.

Um comentário triste sobre essa notícia nas redes sociais que vi foi: “Se tivessem cortado os dedos, um por um, lentamente, isso não teria acontecido, NOVAMENTE!”

Já passamos do tempo de Hamurabi, hoje em dia temos consciência, ou pelo menos tentamos ter, da sociedade, como ela funciona e força as pessoas as viverem a vida que não querem. Mas gritar isso indignação por terem seu ipod roubado uma vez é muita ignorância, justiça é diferente de vingança, ainda mais essa de milhares anos atrás, mas que ainda é aplicada em alguns lugares no mundo.

Ele era bandido, continua ladrão – se não está preso nem educado, e ao contrário, só recebeu mais ódio e violência, o que ele poderia ser além de ladrão-raivoso? E ele acha que não deve nada, foi linchado, cumpriu sua pena – logo, irá roubar. Antes ele via a polícia como inimigo, agora ele odeia toda a população. Uma pessoa que não tem lugar no mundo não tem empatia pelas que prejudica, pra ele isso é sobrevivência.

Como vemos em histórias de quadrinhos, os vilões nunca param de cometer seus crimes, estão condicionados, claro, todos podemos mudar se conseguimos expandir nossa opções, nossa visão.

Vigilantes são humanos, tem defeitos, tem medos e dons, muitos deles são ótimos para a sociedade, vemos o caso dos heróis dos EUA e Canadá que foram fotografados para um site. Dêem uma conferida no link (Super-Heróis da Vida Real)

Existe muita gente que ajuda os outros, e mesmo que essas pessoas tenham cometido crimes, no final elas queriam proteger o seu bairro, não é porque ele já foi um criminoso que ele não pode ser prejudicado por alguém, não existem um clã dos ladrões ao contrário que muita gente pensa.

É cada um por si em vários lugares do Brasil e do mundo, pessoas se levantando para defender algo não é algo ruim, claro, podemos ver o nível de compreensão de justiça desses justiceiros pela forma que deixaram o criminoso, o que não foi nada agradável.

Não digo para exaltarmos vigilantes e termos dó de ladrões, mas para termos compreensão.