Com 44% da população de ateus, Holanda transforma igrejas em livrarias, cafés e casas de shows

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

O mundo atual chega e as coisas antigas vão ficando para trás. É o que ocorreu com igrejas e templos na Holanda, que se transformaram em pubs, cafés, livrarias e até casas de shows.

Essa transformação ocorreu porque as instituições religiosas não têm mais recursos para manter as construções e elas ficam cada vez mais vazias por lá. Afinal, a última pesquisa realizada no país indica que 44% da população são de ateus. Enquanto os católicos ocupam 28%; os protestantes, 19%; os muçulmanos, 5%, e os fiéis das demais religiões, 4% da população.

Vale lembrar também que nem todos os crentes, que ainda são maioria no país, não costumam frequentar igrejas, templos ou locais de culto para praticar seus respectivos dogmas, ao contrário do que acontece em outros países como a Índia, por exemplo.

Alguns desses locais ficaram realmente bonitos, como a livraria Selexyz, que foi construída na igreja de Maastricht. Além disso, uma igreja do século 19 de Amsterdã virou uma casa de shows de rock, pop e sons internacionais, o Paradiso, que conta até com atrações brasileiras, como o Seu Jorge.

Fonte: www.techguru.com.br

As velhas religiões precisam se adaptar, muitas pessoas já estão atrás de uma nova espiritualidade, uma moderna, sem dogmas.

E com certeza mais cultura irá ajudar nesse percurso.

As crianças já nascem aprendendo sobre as atrocidades que as pessoas fazem em nome de suas religiões, enegrecendo a alma de algo que deveria ser puro, e não é difícil imaginar que o número de ateus só aumente com o aumento da cultura, pois se o que a maioria tem de referência de religião é a guerra messiânica de Israel, a “liberdade” e “democracia” protegida pelo Deus americano nos países do Oriente Médio, Homens-bomba machucando milhares de pessoas, Religião se tornou sinônimo de algo MAL para muitos.

O Brasil com certeza não sai ileso nessa história, temos uma cultura cristã/evangélica muito forte aqui, e infelizmente vem acompanhado com uma série de atitudes de “violência” contra outras religiões, vistas como demoníacas, e o ápice disso tudo com certeza foi a proibição do candoblé em Piracicaba, veja um trecho da notícia.

“No interior de São Paulo a assembléia de Inquisidores Evangélicos passou por cima da Constituição que garante aos brasileiros liberdade religiosa e aprovou por unanimidade uma lei proibindo a prática do candomblé, religião essa que é brasileira por criação. Lá em Piracicaba/SP os seguidores desta religião terão que ir a outro município para professar sua fé ou pagarão multa no valor de R$ 2.000,00 e R$ 4.000,00 se houver reincidência. Vereadores de vários partidos se sentiram a vontade para aprovar esta lei sob o comando do prefeito psdbista Barjas Negri.

A Câmara Municipal de Piracicaba/SP, por unanimidade, com o apoio dos vereadores dos seguintes partidos: PT, PDT, PP, PPS, PTB,PR, PMDB, PRB, PSDB, aprovou em 7/10, o PL 202/2010 do vereador Laércio Trevisan (PR).

Comentários em Piracicaba, informam que o referido PL. é parte de um MOVIMENTO chamado “ALIANÇA PARA A SUPREMACIA CRISTÔ, que tem por objetivo levar este projeto a outras cidades do Estado de São Paulo, depois, independente de quem seja eleito, encaminhar para a Câmara dos Deputados, através de deputados federais dos partidos envolvidos. Estes deputados, no momento, são mantidos no anonimato.”

Felizmente essa barbaridade já foi consertada.

Outra coisa que acontece são as próprias igrejas usando de seu imaginário para criticar as outras, mas claro que não ia ser nada por escrito. Existe um caso gravado que um pastor pega uma pessoa “endemoniada” e essa pessoa fala que domina a outra igreja, que lá é a casa do demônio também, pois ela age lá. Não há lugar seguro?! Se pessoas do mesmo Deus brigam entre si, a religião perdeu o seu ponto definitivamente, em vez de fazer o que a origem de sua palavra diz, Religare, se religar com o todo, se sentir conectado, hoje em dia separa e atrita com seus irmãos

“A religião do futuro será cósmica e transcenderá um Deus pessoal, evitando os dogmas e a teologia.” – Albert Einstein

Einstein tinha como livro de cabeceira “A Doutrina Secreta” de Mme Blavatsky, e ele sabia que as religiões são formas de se conectar com o universo, com o todo, logo, ela uma hora ou outra iria estar inseparável do cosmos, declaradamente, pois ela já o é.

O Livro que o Paulo Ferreira (Escritor aqui site) O Mensageiro fala muito sobre isso, como que olhando para dentro descobrimos e enfretamos o que está fora.

2 Comments

  1. Cara, gosto muiiiiiiiito deste teu blog, por assim dizer.
    Continuarei frequentando!
    Abraço!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Facebook
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×