0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

Se esses animais “colidissem”, eles seriam exterminados a muito tempo ou estariam a caminho disso.

Nós, estamos a caminho disso.

Podemos observar na sociedade que não estamos em sincronia com o mundo e nem com os elementos que a compõe, e se pararmos alguns segundos para pensar no assunto conseguimos ver claramente as coisas que incomodam, e o quais são os valores impostos por ela, e claro, nós sabemos de todos eles, mas nos deixamos ser engolidos por eles muitas vezes, apesar de termos consciência deles.

Podemos citar aqui o tanto que há dilemas morais em histórias contadas hoje em dia em séries, filmes, livros, posso citar aqui um dilema da história Os Substitutos, quadrinho e filme, no final nosso herói fica na dúvida se deve destruir todos os robôs para as pessoas começarem a viver suas vidas naturalmente denovo ou continuar com esse rumo que a sociedade tomou, que parece tão doente quanto a nossa hoje em dia.

Deixamos de ser um organismo gigante, pois valorizamos coisas individuais, solitárias, andamos em grupo pensando em nós mesmos apenas, para a maioria no final o grupo não importa mais que você. Esse sentimento só é desperto na gente em horas específicas, mas sempre está lá, e só o nosso conjunto de valores irá determinar se agiremos por nós mesmos, ou pelo grupo inteiro.

Veja a forma como olhamos esses videos, achamos isso impossível, improvável, estonteante, pois não conseguimos conceber a idéia deles (os animais) todos juntos andando num ritmo harmonioso e beirando o caos algumas vezes, mas mesmo assim tudo se encaixando, ninguém esbarrando nos outros, atropelando os outros, e pensando “cada um por si, valorizo minha vida mais que a dos outros”, é algo incrível o que conseguimos ver na natureza, algo tão sutil que mostra uma colossal falha no nosso modo de pensar.

Claro, nem todos estão fardados ao pensamento individualista, podemos ver os índios, eles prezam por todos, todos aprendem praticamente tudo que precisam , apenas mudando um pouco de mulher para homem, e isso é algo espantoso, pois não há profissões, há sim uma estrutura social onde você precisa aprender todas as coisas que a tribo precisa, como construir barracas, cozinhar, caçar, remédios, uma única pessoa vai saber tudo, assim como todas as outras.

Não digo que devemos fazer igual, mas consegue se ver uma harmonia no modo de viver deles, aliás, talvez algumas tribos indígenas sejam as únicas “sociedades” em harmonia no mundo, também por causa das necessidades deles serem apenas aquelas que eles realmente precisam pra viver, contando claro com rituais e festas.

Acho que para evitarmos a “Colisão” temos que primeiro anular o que causa sofrimento, o que não é muito, teriamos que acabar com a fome, pobreza, falta de energia e água, e dar casas e educação para todos.

Se déssemos o governo para índios, eu tenho certeza que a vergonha que eles sentiriam ao ver o paradigma de política no mundo seria impublicável.

Termino Aqui duas frases da carta do Cacique Seattle:

“Os mortos do homem branco esquecem a terra de seu nascimento, quando vão pervagar entre as estrelas. Nossos mortos jamais esquecem esta terra maravilhosa, pois ela é a mãe do homem vermelho. Somos parte da terra e ela é parte de nós. As flores perfumadas são nossas irmãs, os gamos, os cavalos a majestosa águia, todos nossos irmãos. Os picos rochosos, a fragrância dos bosques, a energia vital do pônei e do homem, tudo pertence a uma só família.”

“Mesmo o homem branco, a quem Deus acompanha e com quem conversa como um amigo, não pode fugir a esse destino comum. Talvez, apesar de tudo, sejamos todos irmãos.

Muita Sabedoria.

001 Ricardo guimaraes from TEDxRio on Vimeo.