0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

dois-caminhos2

As vezes a fogueira deixa de queimar
As vezes o vento deixa de soprar
As vezes o mar te deixa ancorar

A vida pára, o relógio parece que o segue
pessoas andam, mas niguém o percebe
a bandeira não é mostrada, pois o vento não a asteia

O grito não sai da garganta
o punho não mira os ceus
as primeiras flechas voltam com gosto de fel

A fogueira da paixão é só faísca agora
se somos como Deus aonde está o que dizem que valem a pena morrer?
por o que devemos viver? Por o que devemos lutar?
Aonde está nossa crença? Aonde devo me focar??

Se deus não existe posso andar com minhas pernas
posso sair dessa prisão, posso ser senhor do meu templo.

Depois da calmaria vem a tempestade
mas e agora vem o que? A espera da idade?
pois a vida cabou…
Não há desafios, conflitos,nem novidades,
me sinto morto me sinto sem vida.

O que nos faz sentir vimos são os sentimento
É qndo sentimos o frio o desfrutamos de um luar
ou até de um grande dia ensolarado quando ouvimos
passáros cantando parecendo que o mundo acabou de nascer
e vemos eles cantando com tanto empenho e parecem
que nossos problemas não são nada, e são nada mesmo.

Cansei de andar, cansei de respirar
só quero deitar e fingir que morri
se não há prazer em viver não há porquê
continuar.
espero um dia achar isso.
Feito em 2005

________________________________________

Me falaram para eu comentar as poesias,

Assim como Nietzsche eu tive muitas fases de pensamentos e focos criativos, mudei muito desde 2002 (15 anos), que foi quando comecei minha introdução a saída da Matrix, e essa poesia foi numa época triste, o pior ano da minha vida para ser específico, mas faz tempo já.

Foi minha época ateu rebelde, apesar de não demonstrar meu estado atual de consciência, eu gosto de reler ou escrevir coisas como se fosse outras pessoas, se você conseguir pensar como ele, fica muito fácil argumentar.

E também acho fundamental como Soldado Anônimo/Destruidor de Dogmas que vocês entendam o personagem, foi reconstruí-lo com o tempo.