AIDS: A Grande Trapaça

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

aids
por David Icke

HIV não causa Aids. HIV não causa nada. Uma declaração cambaleante dado o exagero e aceitação pelo estabelecimento científico e, através deles pelo público, de que o vírus HIV é a única causa da Aids. O HIV é um vírus fraco e não afeta o sistema imunológico. E a Aids não é transmitida sexualmente. Há dois tipos principais de vírus. Usando a analogia do avião, você poderia chamar um destes vírus de “piloto”. Ele pode mudar a natureza de uma célula e deixá-la doente. Isto normalmente acontece muito depressa depois que ele a infecta. E então há o vírus “passageiro” que vive fora da célula, entra pra dar uma volta, mas nunca afeta a célula ao ponto de causar doenças.

O HIV é um vírus passageiro!

Então como diabos ele conseguiu o título de vírus mais ameaçador do mundo? A pessoa que anunciou que o HIV causava Aids foi um americano, o Doutor Robert Gallo. Desde então ele tem sido acusado de má-conduta profissional, o seu teste foi exposto como fraudulento, e dois dos executivos do seu laboratório foram considerados culpados de infrações criminais. Dezenas de milhares de pessoas fazem testes para anticorpos de HIV todos os anos e Dr Gallo, que patenteou o seu “teste”, ganha royalty por cada um deles. Luc Montagnier, o sócio de Gallo na teoria HIV-causa-Aids, admitiu em 1989: “O HIV não é capaz de causar a destruição do sistema imunológico que é visto em pessoas com Aids”. Quase 500 cientistas ao redor mundo concordam com ele. Assim como o Dr. Robert E Wilner, autor do livro “A Decepção Mortal. A Prova de que Sexo e HIV não Causam Aids”.

O Dr. Wilner até mesmo injetou o vírus HIV em si mesmo em um programa de televisão na Espanha para apoiar as suas reivindicações. Outros doutores e autores chegaram às mesmas conclusões, entre eles Peter Duesberg PhD e John Yiamouyiannis PhD, no livro deles, “Aids: A Boa Notícia é que o HIV não Causa essa doença. A Notícia Ruim é que “Drogas Recreativas” e Tratamentos Médicos Como o  AZT Causam”. Este é um título longo, mas resume a situação. Pessoas estão morrendo de Aids por causa dos tratamentos usados para “tratar” a Aids! Isso funciona assim: agora é aceito pelo estabelecimento e pelas pessoas que o HIV causa Aids, o sistema construiu este mito em cima do seu diagnóstico e “tratamento”. Você vai para o doutor e lhe dizem que seu teste de HIV deu positivo (positivo somente para os anticorpos do HIV, na verdade eles não fazem o teste para o próprio vírus). por causa da propaganda, muitas pessoas já começam a morrer emocionalmente e mentalmente quando lhes dizem que eles são HIV-positivos. Eles foram condicionados a acreditar que a morte é inevitável.

O medo da morte os leva a aceitar, freqüentemente até exigir, os altamente exagerados “tratamentos” que supostamente vão parar a manifestação da Aids. (Mas eles não vão.) O mais famoso é o AZT, produzido pela organização Wellcome, possuída pelos… espere por isto, Rockefellers, uma das principais famílias manipuladoras na Nova Ordem Mundial (NWO).

O AZT foi desenvolvido como uma droga anti-câncer para ser usada em quimioterapia, mas foi considerado muito tóxico até mesmo para isso! O efeito do AZT no “tratamento” do câncer foi o de matar células – simplesmente isso – não só matar células cancerosas, mas também células saudáveis. A questão seguinte (e isto é aceito até mesmo pelo estabelecimento médico), era: o AZT mataria as células cancerosas antes que tivesse matado tantas células saudáveis que matasse o corpo? Esta é a droga usada para “tratar” o HIV. Qual é o seu efeito?

Ele destrói o sistema imunológico, CAUSANDO assim a Aids. As pessoas estão morrendo do tratamento, não do HIV. Aids é simplesmente o colapso do sistema imunológico para o qual há infinitas causas, nenhuma delas é sexualmente transmissível. Essa é outra trapaça que tem rendido uma fortuna para os fabricantes de preservativos e criado um medo enorme ao redor da expressão de nossa sexualidade e da liberação e expansão de nossa força criativa.

O que tem acontecido desde A Grande Trapaça é que agora qualquer um que morre por causa de uma fraqueza no sistema imunológico é dito ter morrido do abrangente termo, Aids. Isso é até mesmo posto no diagnóstico. Se você é HIV positivo e morre de tuberculose, pneumonia, ou 25 outras doenças não relacionadas, agora conectadas pelos Trapaceiros à “Aids”, você é diagnosticado como tendo morrido de Aids. Se você não é HIV positivo e morre de um dessas doenças, você é diagnosticado como tendo morrido dessa doença, não Aids. Isso manipula o quadro diariamente para indicar que só HIV-positivos morrem de Aids.

Isso é uma mentira.

Muitas pessoas que morrem de Aids não são HIV-positivos, e a razão para que o número das mortes causadas pela Aids não tenham subido às nuvens como o predito, é que a grande maioria das pessoas diagnosticadas HIV-positivas nunca desenvolveram Aids. Por que?

Porque o HIV não tem nada a ver com a Aids.

Qualquer coisa que destrói o sistema imunológico causa Aids, e isso inclui as chamadas drogas recreativas. A vasta maioria das mortes nos Estados Unidos envolvem homossexuais, e isto perpetua o mito de que a Aids tem algo a ver com sexo. Mas os homossexuais no EUA estão entre os maiores usuários das drogas que doutores genuínos têm ligado à Aids. Prostitutas que freqüentemente tomam drogas pegam Aids, prostitutas que invariavelmente não tomam drogas não adquirem Aids. A elevação da Aids nos Estados Unidos corresponde perfeitamente com o aumento no uso de drogas – a maioria das quais são disponibilizadas às pessoas nas ruas através de elementos dentro do Governo dos EUA, incluindo Bill Clinton e George Bush. Na África, o colapso do sistema imunológico, agora conhecido como Aids, é causado por falta de boa comida, de água limpa e pelos efeitos gerais da pobreza. Hemofílicos não morrem por causa de sangue infectado com HIV, eles morrem, da mesma forma que eles faziam antes da fraude Aids, de um erro no próprio sistema imunológico deles. O sistema imunológico deles ataca proteínas externas no sangue infundido, e em raras ocasiões ele pode ficar confuso durante esse processo e atacar a si mesmo. O sistema imunológico deles, em efeito, comete suicídio. O HIV é irrelevante pra isso. Contudo quantas pessoas que hoje foram diagnosticadas HIV-positivas estão tendo as suas vidas destruídas pelo medo de que os sintomas da Aids começarão a qualquer momento?

O AZT é o assassino. Não há um único caso do AZT revertendo os sintomas da Aids. Como poderia? Ele os está causando, pelo amor de Deus.

A indústria da Aids vale agora bilhões de libras por ano e faz uma fortuna inimaginável para a indústria de drogas controlada pelos Rockefellers e pelo resto da Elite Global.

fonte: http://br.geocities.com/umanovaera/Aids.htm

________________________________________________________________________

Nota do Destruidor de Dogmas: Eu já tinha visto esse assunto a muitos anos quando pais de uma amiga adquiriram aids, e fui pesquisar sobre o assunto e hoje vendo videos me deparei com  a farsa da Aids que coincidentemente tem a família Rocekfellers envolvida em mais um caso de manipulação e conspiração para a morte de vários civis, envolvendo marketing enganador e falsas pesquisas divulgadas. Eu puis esse texto sobre a Aids aqui com certa dúvida, pois o autor é bem mal visto no mundo acadêmico, mas quantas cientistas não foram expulsos por terem idéias novas?! (vários arqueólogos, pessoas contra a teoria da evolução, psicólogos como Jung) Milhares, resolvi dar a chance do leitor ver se é verdade, assim como deveriam fazer com tudo, até porque não tenho conhecimentos médicos.

11 Comments

  1. Achei a matéria interressante. Embora não sendo nenhume especialista no assunto, para mim é dificil aceitar essas afirmações. Contudo, mesmo assim, penso que precisamos sim, ter também essa desconfiança. O caso “fraude” do HIV é interessante, mas acho que devemos fazer algumas perguntas: Algum cientista conhecimedo mundialmente já prounciou algo sobre o assunto?
    De qualquer forma, a partir desse texto, não olharei mais para esse assunto como algo já resolvido.

    Abraços!

  2. Eu tive varios amigos que morreram de Aids e nunca tomaram nenhuma droga da familia Rockefellers!!!

    Voce faz isso por maldade ou por ignorancia?

    • Sinto por não compartilhar de uma mente aberta como o Ivan fraga, o que quero causar é um sentimento de insegurança, nós somos obrigados a desconfiar de tudo, pois a informação que nos é enviada é manipulada, e aceitar ela sem se questionar, isso sim seria ignorância.
      Não sei se isso é verdade, mas devemos desconfiar.

  3. Estou divulgando em várias páginas que tenho e que divulgam a Auto-Hemoterapia. Técnica que se usada conjuntamente com medicamentos, controla a AIDS pois potencializa o nosso Sistema Imunológico. http://autohemoterapiabrasil.ning.com/
    Matéria importantíssima que revela a manipulação da classe rica em detrimento dos menos favorecidos.
    Parabéns!!!

  4. Alguém sabe quais drogas recreativas são essas q causam a AIDS???

  5. esse negócio da aids ,gera muitos empregos e cargos eleitoreiros ,fora os beneficios assistenciais,acredito que a cura ta guardada a sete chaves.

  6. Vejam a pesquisa do Médico Roberto Giraldo sobre o AIDS http://www.robertogiraldo.com

  7. … tudo parece indicar um plano dos alienígenas (os alfa-reptilianos-cinzentos malvados, não caras legais da turma do Comandante Astrasherran), para levar uma humanidade incauta a, docilmemte, ingerir substâncias supressoras da vontade, ou até mesmo mutagênicas, sabe-se lá com que misteriosos e inconfessáveis objetivos.
    Por outro lado, devemso considerar todas as hipóteses, mesmo as mais fantasiosas, então, é possível, apenas possível, que os milhares e milhares de miseráveis que, pelo 3o mundo a fora , morreram de aids sem jamais tomar algum dos caríssimos medicamentos (digamos, na época pré-coquitíes subsidiados pelo governo pindoramense para um número restrito que consegue este benefício) , tenham realmente chegado ao óbito levados por agentes patogênicos que, oportunisticamente, tomaram conta de organismos imunodepremidos pelo HIV.

  8. não são só as drogas q causam Aids. Essa doença é multifatorial, ou seja, multiplos fatores podem causá-la. Vejam o trabalho do Dr. Roberto Giraldo, um dos maiores especialistas em imunidade do mundo. Ele fala dos agentes estressores, que são vários: drogas, medicamentos e antibioticos em excesso, alimentação equivocada, pouca alimentação, vida desregrada, promiscuidade, excesso de DST´s, e até o sêmen é fator estressor da imunidade. Tudo isso acontecendo em excesso pode levar ao desenvolvimento da Aids, que não é uma doença, mas uma síndrome, que tem tratamento. É possível reverter a imunossupressão e viver uma vida normal, sem medicamentos.

    http://www.robertogiraldo.com

  9. A grande discussão girava em torno de como um vírus encapsulado (com seu material genético confinado) poderia dar início à doença. Isso suscitou a dúvida: O HIV é mesmo o causador da doença? No entanto, os processos de invasão celular (de como o vírus abandona o capsídeo e insere seu material genético nas células do sistema imunológico) foram desvendados e a atuação do HIV compreendida.
    Vale lembrar o significado da sigla AIDS – Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, resultado da invasão viral que leva à morte células CD4+ (infectadas), componentes essenciais do sistema imunológico. Sem essa barreira essencial contra patógenos, um indivíduo infectado abre as portas para inúmeras enfermidades causadas por bactérias, vírus Influenza, etc. que não nos trariam grandes problemas em situações normais. Portanto, o HIV não causa a morte diretamente, mas pela susceptilidade que gera à outras doenças.
    Qualquer vírus precisa de uma porta de entrada para que haja invasão, pode ser uma pequena proteína que conecta o interior celular com o exterior. Infelizmente, o receptor (a porta de entrada) do HIV, encontra-se em importantíssimas células do sistema imunológico… e, geralmente, o único destino de uma célula infectada é a morte por outras células do organismo.
    É mesmo verdade que algumas pessoas são imunes ao vírus, por NÃO apresentarem essa “porta de entrada” ao vírus! E portanto, PORTAM o vírus sendo capaz de transmití-lo, mas não apresentam os sintomas da infecção.
    Um único vírus, por si só, não há de causar mal a um organismo complexo, como o nosso ou demais seres multicelulares(repleto de células!). A infecção dá-se com o tempo, de acordo com a multiplicação viral que levará à invasão de outras células. Seja qual for a origem/motivo da criação do AZT, o que importa é que essa droga tem-se mostrado eficiente na contenção da multiplicação viral. O problema é que o vírus HIV é extremamente mutável! E essas mudanças podem inibir o efeito do medicamento, fazendo-se necessário o uso de coquetéis distintos que ampliem a área de atuação, porém, possuindo efeitos tóxicos no organismo. Mesmo assim, por ora, é uma das poucas maneiras eficazes de contenção viral que permite uma maior sobrevida aos indivíduos infectados.

    Só podemos esperar que os avanços na erradicação/mitigação da doença continuem com pesquisas SÉRIAS e de embasamento científico.

    Para todos que portarem curiosidade sobre uma das maiores mazelas da humanidade, e desejarem uma leitura científica sobre o assunto, sugiro a leitura de um capítulo específico sobre o HIV no livro Imunobiologia (JANEWAY).
    As leituras de muitos textos na Internet parecem aceitáveis (e até mesmo confortáveis pela facilidade de “entendimento”), no entanto, não se deve ofertar o saber próprio de forma tão leviana! Quanto mais tratando-se de assuntos graves como este.

    Ps: Deixo claro que apenas ostentei um ponto de vista, sem desmerecer o conhecimento de ninguém.

  10. esse post ta ridiculo…. espero que o autor pegue AIDS!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×