0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

Sim e não, mas com ênfase no não. Estamos sujeitos ao acaso, somos criações das probabilidades, mas não quer dizer que somos resultado do acaso, mas de uma série infinita de ações, que ainda não terminou, desde a criação do universo.

O micróbio virou alga, que virou peixe, que virou anfíbio, que virou réptil e mamíferos e somos o resultado de milhões de anos de resultados probabilísticos.

E quando me perguntam se a vida é sorte ou azar, tenho que me esforçar em tentar explicar como funciona o universo e explicar primeiramente porque o universo não vai favorece-lo só porque você quer, ou por mais que você se ache merecedora de um destino divino ele não irá te ajudar (intencionalmente).

Devo falar que há sim estudos com relação a orações e o resultado prático disso, e tudo sugere que há efeito positivo, mas isso é algo a parte.

A questão de sorte ou azar implica que há ou não benefício para uma das partes ou se espera que aconteça algo, bom ou ruim para um indivíduo, um grupo de indivíduos ou mesmo objetos, astros, ou seja, qualquer coisa.

Allan Fred Wolf disse nos anos 80 que a mente consegue interferir na matéria, disse isso pois o experimento quântico de fenda dupla altera seu resultado quando há um observador, alguém olhando, uma consciência. E essa frase distorcida anos depois criou a religião do The Secret, um pseudo documentário, digno do history channel. Nesse movimento criado era divulgado que você poderia ficar rico se quiser, basta mentalizar, o que não é verdade.

Há estudos que provam que mentalizar afeta as chances de algo acontecer, mas de forma muito sutil, nada como uma intervenção divina, divisão do mar vermelho e etc.

Fazemos parte do universo, nossos pensamentos também, e o universo está todo conectado, mas são tantas as variantes que é melhor agir do que mentalizar, mas claro, também é um bucado mais difícil, e todo mundo quer o jeito mais fácil de resolver as coisas.

Existe gente que é mais “sortuda” na vida, claro, mas isso é a gente que coloca uma qualidade, esperando que haja significado nessa sorte ou azar, mas as coisas não tem esse tipo de qualidade, pelo menos do jeito científico de olhar a vida, e isso me leva a um outro ponto.

A questão de sorte ou azar no mundo espiritual, na organização sutil do universo, invisível aos olhos “normais”, vamos falar sobre isso.

No espiritismo se acredita que nossos espíritos planejam a vida que teremos encarnado, pois ele sabe que qualidades devemos trabalhar, e isso leva em consideração sucessos e falhas, seja elas uma vez ou que dure anos, como vemos na novela ” além do tempo” de forma brilhante. Quem não viu, assista.

Não importa o que você acredita tenha algo em mente, nada é por acaso, seja ela resultado de um plano divino, seja ela resultado de uma série praticamente infinita de ações conjuntas que resultou no dia de hoje.

Somos o resultado de muito trabalho, de muita história, mas o destino a gente sabe que não é escravo, todo plano mesmo que divino pode falhar, ou melhor, seguir pela menor probabilidade, então é você que faz a sua vida ter sucesso ou não.

E não, você não vai ter sucesso 100% do tempo, se não há dificuldade não há como você se conhecer, e ser o melhor que pode ser.

*Dedicado a Aline vieira