0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

Agora em Uganda Gay é considerado criminoso, o que com certeza é um dos maiores retrocessos da atualidade. E para piorar a situação uma lista de 200 pessoas homossexuais foi divulgada pelo jornal Red Pepper, abrindo assim a temporada de caça.

Assim como muitos acham que estupradores tem que morrer, e que é de longe um dos crimes mais deploráveis, ninguém sente culpa quando uma pessoa que cometeu esse crime é linchado em público, pois pra eles é um serviço pra sociedade o que estão fazendo, elas pensam que: “isso não pode acontecer” ou “Pessoas assim são doentes”.

Mas agora temos outro alvo.

Dentro no islamismo podemos ver algo quase tão agressivo em alguns países, pois como a homossexualidade também é proibida eles invetaram uma saída que o Alcorão não aborda, a troca de sexo, portanto todo gay tem que trocar de sexo, o que com certeza acaba causando uma imensa tristeza no ser que é vitima dessa barbárie.

Assim como os judeus fugiram dos alemães, assim como os armênios fugiram dos turcos, agora chegou a vez dos gays se esconderem da ignorância de seus governantes.

E isso pode parecer uma realidade muito distante, mas lembremos que temos o Silas Malafaia, Feliciano e sua gangue de evangélicos por aqui, que também enxergam o mundo da forma mais ignorante possivel. E eles estão ganhando cada vez mais poder, pois ganham sua fortuna nas igrejas sem pagar impostos, e como todo ser corrompido, ele vai atrás de poder no governo para mostrar que a “sua palavra de Deus” é a certa, e procura impor isso para os descrentes.

Como disse sabiamente Joseph Campbell: “Mitologia é a Religião dos Outro”.

Em Uganda o “infrator” flagrado pode ser condenado a 14 anos de prisão, se for réu primário. Se o ato for julgado “grave”, prisão perpétua.

Mas claro, isso foi o que a mídia divulgou até agora, Uganda não de longe a única a considerar a homossexualidade um crime, das 54 nações do continente africano 37 tem lei antigays. Não estamos falando de algo pontual, isso ainda é um tema muitíssimo abordado no mundo, e prova o quão atrasado somos ainda.

Veja uma frase em documento do Parlamento de Uganda:

“Você não pode chamar uma anormalidade de orientação alternativa. Pode ser que as sociedades ocidentais, por conta da reprodução aleatória, tenham gerado muitas pessoas anormais. A questão no cerne da discussão é: o que vamos fazer com uma pessoa anormal? Matá-la? Prendê-la? Ou contê-la?”

O mais engraçado disso tudo é que ninguém costuma se informar sobre o assunto, seres humanos homossexuais existem antes mesmo de estamos nesse estágio evolucional, quando ainda eramos neandertais, mas enxergamos tão pouco hoje em dia, apenas a nossa minuscula realidade formada por preceitos muitos vezes distorcidos.

Veja esse documentário da BBC que mostra a realidade dessas pessoas.